Cientistas engraçadinhos – conheça duas pegadinhas feitas por pesquisadores famosos

Publicado em 15.12.2010

E quem disse que nerds não sabem se divertir? Confira duas pegadinhas praticadas por cientistas famosos:

Dizem que o físico Robert W. Wood estava em Paris quando ele descobriu que sua vizinha do apartamento de baixo tinha uma tartaruga de estimação. Vendo aquilo, ele logo pensou em uma brincadeira. Ele foi em uma loja de animais e comprou várias tartarugas, cada uma em tamanhos diferentes. No primeiro dia ele pegou uma vassoura, recolheu a tartaruga original da mulher e a substituiu por uma levemente maior.

Todo dia ele repetia o processo, substituindo a tartaruga por uma maior até que a mulher, escandalizada pelo crescimento anormal do réptil, foi atrás do próprio Wood para que ele a aconselhasse. O conselho do engraçadinho? Que ela procurasse a imprensa para falar do caso.

Logo jornalistas visitavam o apartamento da mulher todos os dias, com fitas métricas na mão, fornecendo registros diários do tamanho da criatura para a população.

Como tudo terminou? Wood, quando ‘gastou’ a maior de suas tartarugas fez o processo inverso – substitui cada uma novamente pela ‘versão’ menor a cada dia.

Outra pegadinha que aconteceu na França foi do físico Jean Perrin, que ganhou o Nobel pelo seu trabalho sobre o movimento térmico das moléculas. Ele resolveu colocar um giroscópio de avião em uma mala e “esquecer” a mala com o giroscópio girando em uma estação de trens. Caso você não saiba, um giroscópio é uma roda livre (ou várias rodas) que giram muito rápido criando um efeito que as faz ficarem fixas apontando sempre para a mesma direção na qual são colocadas no momento que começam a rodopiar (por isso elas são usadas em aviões em pilotos automáticos, pois assim o avião não muda de direção).

Então quando o segurança da estação tentou levar a mala para o achados e perdidos ela se recusou a fazer as curvas pelo caminho e torceu o pulso do infeliz que saiu correndo gritando que a mala “estava possuída pelo diabo”. [David Darling]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

19 Comentários

  1. Há uma pegadinha de mau gosto feita, se não me engano, na química da UMC:

    Um japonês foi “trotado” quando o amarraram numa cadeira para lhe “cortar” os cabelos de maneira “criativa”. Enquanto, pela frente, um veterano aproximava-se com um bequer com rótulo bem grande H2SO4 1M (mas cheia de água, apenas!) e começava a derramar a água sobre sua cabeça, outro vetereno, sem que o japa visse, por trás dele, sutilmente derramou meio pote de sal de frutas em sua cabeça. Imaginem a reação do japa ao sentir o sal de frutas efervescendo com a água em sua cabeça e com o bequer de H2SO4 diante dos olhos! :-)

    Thumb up 5
  2. Tem tbm a Teoria Alpher-Bethe-Gamow, que mostra no mínimo um bom senso de humor da parte de Gamow. Basicamente, ele e Alpher desenvolveram a teoria(que pode ser vista com mais detalhes aqui:http://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_Alpher-Bethe-Gamov), e Gamow decidiu colocar o nome de Bethe.Aqui está um trecho do livro de Gamow, que achei bem engraçado:
    .
    “O resultado desses cálculos foram anunciados primeiramente em uma carta ao The Physical Review, dia 1 de abril de 1948. Ela era assinada por Alpher, Bethe e Gamov, e é referenciada freqüentemente como o ‘artigo alfabético.’ Parecia ser injusto ao alfabeto grego ter o artigo assinado somente por Alpher e Gamov, e assim o nome do Dr. Hans A. Bethe (in absentia) foi acrescentado durante a preparação da impressão do manuscrito. Dr. Bethe, que recebeu uma cópia do manuscrito, não fez nenhuma objeção, e, na verdade, foi de uma ajuda preciosa nas discussões subseqüentes. Houve, no entanto, um rumor que o Dr. Bethe considerou seriamente trocar seu nome para Zacharias quando a teoria alpha, beta e gamma foi posta de lado temporariamente.A concordância da curva calculada com a abundância observada é mostrada na fig. 15, que representa os resultados de cálculos posteriores efetuadas pelo computador eletrônico do National Bureau of Standards por Ralph Alpher e C. Herman (que recusa categoricamente trocar seu nome para Delter.)”

    Thumb up 4
  3. Quando eu fazia química industrial a gente fazia muita piadinha de nerd.

    O que o policial falou pro hidrogênio quando ele foi preso?
    Você tem direito a uma ligação.

    O que o hidrogênio respondeu?
    Mas eu não tenho famiília.

    kkkkkkk

    Thumb up 39
  4. É sempre bom saber que até os mais doidos gostam de ser menos doidos,de vez em quando.

    Thumb up 7
  5. Pq a foto do Eisntein se ele nem é citado no texto, essa Luciana da cada bola fora…

    Thumb up 9
  6. Olá a todos !
    A imagem do cientista sisudo e de cara feia cai por terra se lembrarmos que eles são, antes de tudo, gente como a gente !!
    Parabéns aos nerds pelas belas pegadinhas …
    Abraços

    Thumb up 22
  7. hahahhahahahhaha muito boa a da mala
    abro aqui o momento piadas nerd

    como o atomo atende o telefone?
    Próton

    Como um átomo se suicida?
    Pulando da Ponte de Hidrogenio

    Thumb up 35
  8. kkkkkkkkkkkkkkkkk A da tartaruga foi ótima! Mas acho que eu reconheceria meu próprio bichinho de estimação :)

    Thumb up 5
  9. O próprio Stephen Hawking adora fazer piadinhas… kem lê seus livros sabe do q estou falando…..
    A da tartaruga foi d++++++……… kkkkkkkkkkkkk

    Thumb up 6

Envie um comentário

Leia o post anterior:
multiversos
Pesquisadores encontram evidências de outros universos

Agora uma nova desco...

Fechar