Cientistas escoceses prestes a criar vida inorgânica

Publicado em 15.09.2011

Pesquisadores escoceses estão realizando uma investigação pioneira para criar vida a partir de químicos inorgânicos.

Toda a vida na Terra é baseada na biologia orgânica (compostos de carbono), e o mundo inorgânico é considerado inanimado.

Agora, uma equipe da Universidade de Glasgow tem demonstrado uma nova forma de fazer células químicas inorgânicas.

O objetivo é criar células inorgânicas autorreplicantes que poderiam ser usadas na medicina e na química.

Para criar células inorgânicas vivas (biologia inorgânica), a equipe vai criar membranas internas que controlam a passagem de materiais e energia através delas, ou seja, vários processos químicos que poderiam ser isolados dentro da mesma célula, como em células biológicas.

Os pesquisadores dizem que as células, que também podem armazenar eletricidade, podem ser potencialmente usadas em todos os tipos de aplicações na medicina, como sensores ou para confinar reações químicas.

A pesquisa é parte de um projeto para demonstrar que compostos químicos inorgânicos são capazes de autorreplicação e evolução, assim como os orgânicos, à base de carbono.

Os cientistas acreditam que a criação de vida inorgânica é totalmente viável. A principal meta é a construção de células químicas complexas com propriedades que podem nos ajudar a entender como a vida surgiu, e também definir uma nova tecnologia baseada na evolução do mundo material, uma espécie de tecnologia da vida inorgânica.

As bactérias são, essencialmente, micro-organismos de uma única célula feitos de produtos químicos orgânicos. Então porque não criar micro-organismos de produtos químicos inorgânicos e permitir-lhes a evolução?

Se a pesquisa for bem sucedida, daria a ciência algumas ideias incríveis sobre a evolução e mostraria que não é apenas um processo biológico. Também significaria a prova de que a vida sem ser à base de carbono pode existir, redefinindo totalmente nossos conceitos.[BBC]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

18 Comentários

  1. Quanto ao tema: Acho possível…

    Estão querendo ser como Deus.
    (“filho de peixe, peixe é”)

    Até acredito na possibilidade em sintetizar algumas formas simples de vida.
    Em suma: Somos conjunto moleculares, no linguajar simples da palavra.

    Esperar pra ver!

    Thumb up 1
  2. É vida ou não é?

    Achei o texto no mínimo inconsistente, além de ingenuamente otimista a pretensão dos pesquisadores, contaminados que estão com a cegueira dos dogmas darwinistas.

    1 – Químicos inorgânicos podem dar origem à vida [vida?].
    2 – O mundo inorgânico é considerado inanimado [é apenas "considerado" inanimado?].
    3 – Tem demonstrado uma nova forma de fazer células químicas inorgânicas [onde ficou demonstrado e qual a forma velha de fazer?].
    4 – O objetivo é criar células inorgânicas autorreplicantes [o objetivo é criar, mas já não tinham demonstrado a nova forma de fazer?].
    5 – Criação de células inorgânicas vivas (biologia inorgânica) com vários processos químicos dentro da célula [vários processos químicos confinados no mesmo ambiente são igual à vida?].
    6 – Autorreplicação e evolução [por vontade própria, inércia ou projetados/construídos/programados para tal?].
    7 – Acreditam que a criação de vida inorgânica seja totalmente viável [tão viável quanto um marca-passo ou o meu PC. Ao menos confessam que a meta é entender como a vida surgiu, uma nova tecnologia baseada na evolução do mundo material [é vida ou não é?] uma espécie de tecnologia da vida inorgânica [não ficaria melhor dizer "um simulacro de vida"?].
    8 – Porque não criar micro-organismos [não seria micro-inorganismos?] de produtos químicos inorgânicos e permiti-lhes a evolução? [permitir significaria induzir, criar condições para tal, programá-los ou apenas deixá-los à vontade para que algo desse "errado" na autorreplicação e uma mutação aleatória e positiva os fizesse melhores e selecionados na luta pela sobrevivência e os fizesse evoluir? Neste caso, daqui a bilhões de anos saberemos a resposta].
    9 – A evolução não é apenas um processo biológico [mas o nome não era biologia inorgânica?].
    10 – Nosso conceito de vida mudaria, pois ela pode existir com bases inorgânicas [eles estão falando de vida mesmo!!! Até agora estava pensando que era a respeito de vida artificial no "mundo material"].

    Gostaria de ter esta fé.

    Fiquem com Deus.

    Marcelo II

    Thumb up 13
    • Excelente observação Marcelo II.

      Thumb up 1
    • Cara vc falou um monte de asneiras, e quanto a ”[vários processos químicos confinados no mesmo ambiente são igual à vida?”A vida como conhecemos eh apenas, material baseado em carbono, no qual ocorrem reações químicas, os seus sentimentos como ”amor”, ”raiva”, ”medo” entre outros, são meras reações químicas, aconselho que leia o conceito de ”vida”

      ”De um modo geral, considera-se tradicionalmente que uma entidade é um ser vivo se exibe todos os seguintes fenômenos pelo menos uma vez durante a sua existência:
      Crescimento, produção de novas células
      Metabolismo, consumo, transformação e armazenamento de energia e massa; crescimento por absorção e reorganização de massa; excreção de desperdício.
      Movimento, quer movimento próprio ou movimento interno.
      Reprodução, a capacidade de gerar entidades semelhantes a si própria.
      Resposta a estímulos, a capacidade de avaliar as propriedades do ambiente que a rodeia e de agir em resposta a determinadas condições.
      Estes critérios têm a sua utilidade, mas a sua natureza díspar torna-os insatisfatórios sob mais que uma perspectiva; de facto, não é difícil encontrar contra-exemplos, bem como exemplos que requerem maior elaboração. Por exemplo, de acordo com os critérios citados, poder-se-ia dizer que:
      O fungo tem vida (facilmente remediado pela adição do requisito de limitação espacial, ou seja, a presença de alguma estrutura que delimite a extensão espacial do ser vivo, como por exemplo a membrana celular, levantando, no entanto, novos problemas na definição de indivíduo em organismos como a maioria dos fungos e certas plantas herbáceas).
      As estrelas também poderiam ser consideradas seres vivos, por motivos semelhantes aos do fungo.
      Vírus e afins não são seres vivos porque não crescem e não se conseguem reproduzir fora da célula hospedeira, mas muitos parasitas externos levantam problemas semelhantes.
      Se nos limitarmos aos organismos terrestres, podem-se considerar alguns critérios adicionais:
      Presença de componentes moleculares como hidratos de carbono, lípidios, proteínas e ácidos nucleicos.
      Requisito de energia e matéria para manter o estado de vida.
      Composição por uma ou mais células.
      Manutenção de homeostase.
      Capacidade de evoluir como espécie.
      Toda a vida na Terra se baseia na química dos compostos de carbono, dita química orgânica. Alguns defendem que este deve ser o caso para todas as formas de vida possíveis no universo; outros descrevem esta posição como o chauvinismo do carbono.”
      Se esses seres preencherem esses requisitos, serão considerados ”vida”, assim como eu e vc.

      Thumb up 6
    • Querido Igor,

      Creio que você se esqueceu de colar a parte inicial do texto que utilizou, então resolvi disponibilizá-lo aqui:
      - Por mais simples que possa parecer, ainda é muito difícil para os cientistas definirem vida com clareza. Muitos biólogos tentam a definir como um “fenômeno que anima a matéria”. -
      Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Vida

      Na página em referência há mais oito tentativas de definição de vida, mais este é um tema em que a simplicidade fala mais alto e acertam aqueles que optam pela primeira definição:
      “Fenômeno [ainda inexplicável para a ciência humana ou 'fôlego de vida'] que anima ['dar alma ou vida a' - do latim animare - v. qq dicionário] a matéria [o pó da terra - tabela periódica dos elementos]”.

      No Livro de Gênesis, Cap.2, vers.7 da Bíblia Sagrada, encontramos:
      Então, formou o SENHOR Deus ao homem do ‘pó da terra’ [matéria] e lhe ‘soprou nas narinas o fôlego de vida’ [fenômeno], e o homem passou a ‘ser alma vivente’ [foi animado]

      Podemos ler assim a definição de vida (humana, ao menos):
      O sopro do fôlego de vida que anima o homem que foi formado do pó da terra. (fenômeno que anima a matéria).

      Simples assim, parece até fábula.

      Um abraço,
      e fique com Deus.

      Marcelo II.

      Thumb up 2
    • Usando a Bíblia para definir vida…

      Nenhum outro comentário é necessário quando a pessoa de pensamento engessado se entrega de modo tão esplêndido.

      []’s

      Thumb up 5
    • Querido amigo, a réplica acima foi uma brincadeira, pois a resposta a meu comentário foi tendenciosa (omissão de parte da postagem que não interessava à tese defendida, além do uso de conceito limitado e incompleto como verdade absoluta). Apenas usei elementos da mesma fonte utilizada por Igor, adaptando-os a conceitos diferentes dos dele para mostrar que às vezes os mesmos argumentos defendem posições opostas. Quanto aos clérigos católicos da época de Copérnico, eles não liam a Bíblia, pois havia poucos manuscritos e as primeiras que já haviam sido impressas por Gutenberg custavam mais que um palácio real. Eles seguiam a “tradição apostólica” que, a esta altura, já era diametralmente oposta aos ensinos das Escrituras. Não há um único ponto na Bíblia que embase a ideia do geocentrismo ou mesmo do heliocentrismo de Copérnico.
      Por fim, trago reprodução de parte de postagem que fiz em outra matéria, aqui no Hypes, que talvez possa despertar sua curiosidade:
      “Ele estende o norte sobre o vazio; e faz pairar a Terra sobre o nada” (Jó 26:7). O livro de Jó é tido como o mais antigo da Bíblia, escrito por Moisés há cerca de 3.500 anos atrás (é isso mesmo, 1.520 a.C.!) e que, além de antecipar que a Terra esta pairando sobre o vácuo espacial, revela mais acerca do Criador “Quando regulou o peso do vento e fixou a medida das águas” (Jó 28:25). O barômetro que pôde determinar a pressão atmosférica e atestar que o ar tem peso só foi inventado em 1643. Ressalta-se que no Egito, local onde Moisés foi criado e educado, acreditava-se, na época que a Terra era plana e sustentada por 5 colunas ou que fora chocada de um enorme ovo com asas. Ainda assim, Moisés revelou a verdade, como? Vou terminar a questão com a declaração bíblica constante no livro de Isaías 40:22: “Ele é o que está assentado sobre a redondeza da Terra” (escrito por volta do ano 681 a.C.)
      Mas é bom Lembrar que:
      “A Bíblia não está escrita na ‘linguagem da ciência’. Ela está escrita de tal modo que possa ser entendida por todas as pessoas de todas as épocas. Seu objetivo principal não é nos fornecer informações científicas sobre a ação criadora de Deus (…) ela quer antes nos mostrar a ação de Deus para com os homens, e por isso descreve as coisas de acordo com a sua importância para eles.” (Alexander vom Stein).

      Forte abraço,
      fique com Deus

      Marcelo II.

      Thumb up 1
    • Opa… desculpe-me então, Marcelo II.

      Juro que acreditei. :-)

      []’s

      Thumb up 1
    • Sim, querido, pois a definição bíblica de Vida é outra. Está expressa, principalmente, no Evangelho e nas cartas de João.

      Imagino que você já deva ter visto algum filme de ficção que parte de uma premissa irreal que devemos admitir inicialmente para poder assistir ao filme, entendendo-o dentro de uma determinada lógica que não condiz com a realidade. Forte exemplo são os filmes cuja história ocorre a partir de viagens no tempo, o que é corriqueiro no cinema. Admitindo-se esta premissa falsa podemos analisar a lógica do filme, como, por exemplo, se as viagens efetuadas e suas consequências seguem uma lógica racional, ou seja, se a intervenção do viajante no passado ou futuro gerou as repercussões esperadas. Quando o enredo se mostra bem montado e a lógica é obedecida, não fazemos descaso do filme, apesar da falsidade patente, pois é apenas entretenimento. Você não acha que um livro com um compêndio de histórias que começaram a ser escritas há 3.500 anos, com mais de 40 escritores das mais diversas classes e profissões (médico, pescador, reis, estadistas etc.) que ao longo de 1.600 anos foram se encaixando, umas nas outras e que insistem em alcançar e influenciar ainda hoje, pessoas das mais diversas origens, posições, classes e culturas, não merece, no mínimo, o mesmo tratamento? Analise a lógica da Bíblia, admitindo (mesmo sem concordar) seu fator sobrenatural e entenda como os princípios bíblicos (doutrinas) contidos em seus 66 livros, do antigo e novo testamentos, foram mantidos intactos, como se todos seus escritores fossem contemporâneos e convivessem um com outro no mesmo cenário.
      Estude (não leia, apenas) a Bíblia, seu conteúdo histórico já vale a pena.

      Somos pó e ao pó retornaremos, pois não temos vida inerente, caminhamos inexoravelmente para a morte, nosso destino certo, conforme a própria Bíblia relata, a despeito da crendice popular de que a alma sobrevive à morte. Mas a Bíblia relata também qual é a única solução para a morte. Essa solução está disponível para você.
      Herdar a Vida eterna é o pior que pode lhe acontecer se você estudá-la e aceitar sua Verdade.

      “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6).
      “Porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo.” (João 5:26).
      “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” (João 17:3)

      Abraços,
      Fique com Deus.

      Marcelo II.

      Thumb up 1
    • Quando Copérnico afirmou que o Sol era o centro do mundo, e não a Terra, os padres também devem ter dito “gostaria de ter essa fé”, mas as Escrituras… e tome obscurantismo religioso. Toda inovação científica, mesmo em projeto, cria resistências, até que a Ciência se impõe para calar a boca dos atrasados. E depois são os atrasados que se beneficiam, juntamente com os demais. A História da Ciência tem seus exemplos.

      Thumb up 4
  3. O universo(s) é repleto de vida. No universo(s) não existe morte. As únicas coisas que existem são, transformações (desintegrações e assimilações), mutações e evoluções.
    Tudo que chamamos de inanimado, acaba se desintegrando, sendo assimilado por outros organismos, que evoluem, sofrem mutações e de novo evoluem até se desintegrarem. Tudo é cíclico.
    Podemos acreditar que todo esse processo é obra do acaso ou que existe uma inteligência superior que supervisiona tudo. É apenas uma questão de opção.

    Thumb up 14
  4. Estes tipos de microorganismos mensionados utilizam tais elementos em reações para obter energia, mas todos os seres vivos até hoje encontrados são constituídos por moléculas orgânicas (carbono)!

    Thumb up 7
  5. o assunto e muito conplexo portanto deixarei para os nossos gloriosos cientistas do planeta ,espero avanços ,to de olho e ocioso pra ser beneficiado algum dia por suas pesquisas ,saude ,astronomia, armas nao letais , consultorio ondontologicico o meu terror ok.

    Thumb up 4
  6. eles esqueceram que um robo ou um computador poderia ser considerado vida alias que nos impede de não nos classificarmos igual maquinas? nos funcionamos com fisica e quimica leis basicas para pensar e se mecher o que muda? celulas replicações? então diviam mudar significado de vida na nossa sociedade para isso…cientificamente(não quero reply com um comentario religioso estou falando sem pensar em religião).

    Thumb up 2
    • “As bactérias são, essencialmente, micro-organismos de uma única célula feitos de produtos químicos orgânicos. Então porque não criar micro-organismos de produtos químicos inorgânicos e permitir-lhes a evolução?”

      Já imaginou seu computador aí evoluindo? Sério mesmo? Eu não!

      Thumb up 0
    • O meu evolui a cada ano… esse ano por exemplo comprei uma placa de video nova e instalei nele. Ano que vem vou por o windows 8 também, para adaptá-lo às novas tecnologias emergentes.

      Então eu não imagino meu computador evoluindo, eu vejo…

      Thumb up 3
    • Não é porque um cara fez um transplante de coração que ele evoluiu, mas valeu a tentativa.

      Thumb up 6

Envie um comentário

Leia o post anterior:
oleodepeixe
Óleo de peixe pode parar ação da quimioterapia

Pacientes com câncer...

Fechar