Crianças adotadas podem ser mais problemáticas

Publicado em 12.05.2008

Revista HypeScience

Um lembrete para Angelina Jolie e Brad Pitt: a próxima década poderá ser difícil. Como os pais adotivos mais famosos do mundo, os atores podem ter ficado alarmados quando souberam dos resultados de um novo estudo que afirma que filhos adotivos possuem quase o dobro da possibilidade de, na adolescência, desenvolver problemas comportamentais ou emocionais. O estudo também abre a questão sobre o que estaria por trás desse risco acentuado: Os pais adotivos ou a genética?

Pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos EUA, descobriram que 14% das crianças nascidas e adotadas naquele país possuem problemas comportamentais ou entraram em contato com profissionais da área da saúde mental durante a adolescência.

O relatório divulgado nesta segunda-feira afirma que “Apesar da popularidade da adoção, há uma preocupação persistente de que crianças adotadas possam ter riscos elevados de problemas da saúde mental ou de ajustamento.

Pesquisas sobre adoção tem feito afirmações similares por muitos anos. O que este estudo desafia são as razões por trás deste fenômeno.

Foram estudadas mais de mil crianças, adotadas ou não, neste estudo liderado por Margaret Keyes. A psicóloga e seus colegas descobriram que a disparidade entre adotados e as demais crianças pode ter origem em fatores inatos como cuidados perinatais ou os genes dos pais de nascença.

Outra descoberta surpreendente feita por este estudo foi constatar o fato de que, as crianças adotadas de dentro dos próprios EUA, têm mais chance de distúrbios comportamentais do que aquelas adotadas de outros países. Estas crianças têm muito mais probabilidade de internalizar seus problemas e sofrem mais comumente de depressão ou de distúrbios de ansiedade causados por separação. Estas descobertas vão contra a noção generalizada de que crianças que são adotadas de países estrangeiros tenham mais dificuldades em se adaptar às suas novas famílias.

Apesar disso a pesquisadora afirma que não há nada nestes resultados que deva desencorajar a adoção. “Todos os adolescentes lutam para encontrar sua identidade”, disse Margaret. “Faz sentido que as crianças adotadas tenham que lutar mais do que as outros.” [Fonte]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

106 Comentários

  1. Não sei qual foi à condição de criação de cada um, mas se tem uma coisa que sou grata todos os dias foi por ter tido a família que tive, onde fui escolhida, acolhida e amada por meus pais, que são realmente meus pais!
    Muitas pessoas criam expectativas na vida e na vida de um filho, seja ele biológico ou adotivo, e por essas expectativas não se cumprir transfere-se a culpa na criança! Isso é desumano e isso que causa problemas nas pessoas, seja de um filho adotivo ou não!
    Crianças e adolescentes dão trabalho, isso é um fato! Se você quiser ter um filho e achar que vai ser fácil, que não terá de se dedicar a ele, dará mais trabalho ainda.
    Ninguém fala, ta vendo é FILHO BIOLÓGICO, quando um adolescente filho biológico, se refugia na droga, ou faz qualquer tipo de coisa errada… agora se é filho adotivo qualquer deslize isso vem a tona!!!Isso pode acontecer com qualquer ser.
    Acredito que a verdade e a ótica pela qual você vê as circunstâncias da sua vida é que determina como você viverá.
    Sou com muito orgulho e amor, filha adotiva dos meus pais… nunca tive curiosidade de conhecer os meus pais biológicos.. acredito que eles foram meros fundadores de algo muito maior na minha vida.
    Meus pais não são ricos, sempre vi meu pai batalhar muito para ser honesto… ouvi muitos “não”s… comecei a trabalhar muito cedo e me orgulho de toda criação, amor que meus pais me proporcionaram, tivemos desentendimentos na minha juventude sim quem não teve! Mas passou!!!
    Comece a pensar que você foi escolhido, e não abandonado e aceite o amor maior de pessoas se morreriam por você!!!
    E comece a amá-los de forma que se fosse preciso morreria por seus pais tb!!! Ame, agradeça e viva o presente que a vida te deu! A família que você tem!
    E você pai adotivo, pare de pensar que só porque o seu filho é adotado ele te dá trabalho, o amor é a maior prova que tudo pode ser mudado! Mude suas atitudes e de o primeiro passo de amor para com ele, e ponha a prova!
    É só ele que poderá mudar situações de desgaste de uma relação que vem muito tempo dando errado! Aceite seu filho como seu melhor bem, ele é a sua herança!
    Hoje pude ajudar alguém, gostaria muito de poder ajudar mais pais/filhos adotivos ou até biológicos a se encontrarem, como eu encontrei, amei a vida que tenho.

    Thumb up 12
  2. Oii,estou passando por uma situação muito difícil.Há 7 anos qdo me casei adotamos “de coração” a sobrinha dele,filha da minha cunhada mais velha q nunca criou os filhos,minha sogra q sempre fez isso por ela mas um ano antes de me casar ela faleceu e como meu esposo na época era o homem da casa continuou conduzindo a situação ate nos casarmos.Mas dai a mãe biológica apareceu e tinha casado e q o marido aceitava os filhos e os levou,a minha filha não conseguiu morar muito tempo c eles pq além das brigas constantes …certo dia o sogro da mãe dela agrediu e tentou mata la.Foi nessa ocasião q todos vieram p minha casa mas como a minha cunhada nunca havia sido mãe não sabia como agir e deu a menina p uma amiga,amiga essa q não era muiito boa referencia p ninguém …a menina me pediu chorando p ficar comigo pq a mãe dela não queria mais ela e q tinha levado o irmão de volta p casa e mandou ela p casa da amiga,e desde então eu e meu esposo chamamos ela p conversar e dissemos a ela q nós a queríamos mas em definitivo e a mãe mandou tudo tudo da menina q tinha na casa p nós,isso querendo dizer o q?…Toma neh!
    São 7 anos de muita luta pq hoje a minha filha tem 19anos,necessita de acompanhamento psicológico por causa da rejeição e sofre c enurese (faz xixi na cama).É uma luta muito gde pq sabemos q é tudo emocional.Minha filha é linda,muito inteligente e todos q a conhecem não conseguem não gostar dela.
    Mas em todos esses anos sempre fiz de tudo p deixa lá próxima da mãe,trazendo p casa,dividindo os problemas pq nunca quis tomar a filha dela mas sim amo como filha e cuido como tal.
    Mas hoje já estou me arrependendo disso pq qdo aconteceu o incidente e a mãe não a quis eu a trouxe p casa e todos da família dela me reprovaram mas o fiz por amor!
    Agora como minha filha estuda fora e só esta em casa nas férias,elas se aproximaram (pq estão longe)e viraram melhores amigas,falam mal de mim até e qdo ta em casa fala mal da mãe p mim e não quer ir p casa dela mas qdo vai(pq eu mando ir)volta outra pessoa,fria.
    No ano passado por causa da enurese a Facul(Faculdade Cristã onde os alunos moram) a intimou a voltar somente depois de um parecer médico,caso tivesse q operar enfim pq já estava passando da hora de resolver esse problema q estava prejudicando a vida dela na Faculdade.Fizemos todos os exames q confirmaram aquilo q já sabíamos “q era tudo psicológico” mas a mãe já queria opera la a todo custo e falou q iria comprar fraldão e tudo p ela…enqto ela estava em minha casa eu e meu esposo sempre lutamos c esse problema dela,nos revezávamos anoite p levarmos ela ao banheiro,todas as casas q moravamos o quarto c banheiro era dela,dormiamos no chão do quarto dela p q ela não fizesse xixi na cama mas msmo assim não adiantava e percebiamos q qdo a mãe ou o pai(q tbém não faz questão dela) sumiam e demoravam a ligar ou a procura la a situação só piorava.Enfim e no fim desses exames a mãe mandou a menina de volta p a Facul sem eu siquer saber,ela foi dormir na casa dela e no dia seguinte outra cunhada q me avisou q a minha filha ja tinha ido embora.
    Ela sofreu acidente lá em GO e como moramos em MT fui p lá cuidar dela a mãe me cobrou p ficar cuidando dela lá e por ai vai.
    Mas o q me doi não é o q minha cunhada faz comigo mas sim pq ela permite…pq ela já é grande e pode me ligar ou falar não a mãe dela mas não…
    Ela estuda fora sou eu quem pago todas as despesas dela dou amor e carinho mas o q acontece c ela fico sabendo pelos outros pq ela não me atende todas as vezes e nem minhas msgs e isso magoa muiito.
    Perco noites em claro preocupada c ela,qdo acontece algo importante(problemas)ela me liga e eu largo tudo e saio correndo p ajuda la.Mas eu fico doente,fiz cirurgia do coração e nenhuma das duas siquer me ligaram.
    Isso doi muiito e me pergunto sempre onde estou errando,pq amo demais ela,cuido e educo sempre, como faria com os meus filhos(pq ainda não pude ter) e ela nem ai p mim,dá muito mais valor a mãe q nunca a quis.
    Meus amigos e familia dizem p eu esquece la pq ela já é gde e tem q quebrar a cara sozinha p dar valor,mas como ?eu talvez nem consiga ter filhos devido a problemas e como deixar de ama la se p mim ela é minha filha?
    Vou tentar adotar p ver se assim a deixo seguirem sua vida e eu darei amor a quem realmente necessita de mim!

    Thumb up 5
  3. Eu fui adotada e sofro muito … tenho mais 5 irmãos que jogam na minha cara desde que eu me entendo por gente ! Quando vou fazer uma coisa pra minha mãe ela nunca fica satisfeita me chinga o tempo todo … Quando ela tá doente eu sou a primeira a levar ela no hospital os outros filhos biologicos só dão desgosto e ela desconta em mim ! E posso da a vida por ela que ela sempre vai dizer não passa de sua obrigação …é como se eu me sentisse só no mundo e os que machuc ela faz de tudo ! Pra vcs que for adotar uma criança pensa bem se vc vai amar ela pro resto da vida porque toda pessoa erra nas vezes q ela erra vc magoar joga na cara dela ela vai se sentir um lixo e ela é um ser humano não um cachorro .Tem muitas mães adotivas boas pena que não tive essa sorte vcs q são biologicos tem q agradecer vcs não sabe o q é q nós sente e nunca vai sentir !

    Thumb up 10
  4. Boa noite. Fui adotada recém nascida. Minha Infância foi linda. mais sempre vivi no meu mudinho era uma criança diferente, gostava de está sozinha. Fui mimada até d+ Perdi meu herói com 9 anos. meu pai foi um grande homem… Tenho certeza que meu pai biológico jamais conseguiria reproduzir o que meu pai adotivo foi para mim, mas o destino me tirou ele foi uma perda dolorosa e terna. Sou filha única é adotada… Minha Mãe estar sendo uma grande mulher na minha vida, ela é meu tudo amo e respeito. Mais irei confessar sou uma pessoa difícil: Tenho há personalidade forte, e sensível.. Tenho muitas noias e neuras. Ás vezes tenho medo do meu psico… Ás vezes sou obsessiva, não consigo criar laços amorosos afetivos. Sou complicada. Hoje sei minha historia, e não é interessante não tenho vontade de conhecer minha mãe BIOLÓGICA. fui feliz com os meus pais de coração.. Meus pais adotivos me deram todo amor me mimaram bastante: Mais afirmo sou complicada.. Isso atrapalha bastante principalmente em relacionamento amorosos.

    Thumb up 3
    • Me sinto exatamente como você. No meu caso, o problema com relação aos relacionamentos amorosos é a rejeição e o medo. Fui noiva por 4 anos e descobri uma traição. Depois tive outros dois relacionamentos e fui traída, abandonada. Isso me deixou traumatizada, pois eu não tinha apoio familiar.Não me falta nada da minha família, mas o tratamento comigo é diferenciado. Hoje sou depressiva por isso. Tenho medo de rejeição. Deposito minha felicidade no meu namorado, sorte que esse é compreensivo.

      Thumb up 0
  5. Acredito que o que pode trazer grandes frustrações para todos os envolvidos na adoção é a expectativa de que filho adotado será mais grato ou qualquer outra coisa mais do que um biológico. ERRADO.
    Filho é filho … trazem alegrias e também preocupações.
    Não quer ter nada disso? Não tenha filhos … sejam eles de qual DNA forem.
    Se tirarem um minuto para analisar verão que tudo o que acontece no caso biológico, acontece no caso adotivo. Só que quando é no caso adotivo, a primeira explicação que cabe: é porque é adotado.

    Thumb up 7
  6. Alguns depoimentos aqui me impressionaram. Muitas pessoas reclamando de serem sido adotados, mas tb. não há muitos filhos biológicos que dizem que não pediram para nascer? Podemos ter muitos ou poucos problemas em nossas famílias adotivas ou biológicas, mas temos a obrigação de procurarmos sermos pessoas melhores e aproveitarmos as chances que a vida nos deu. Meu irmão e minha cunhada estão na fila da adoção e, sinceramente, minha sobrinha já é amada por toda família como se minha cunhada estivesse grávida. Problemas e alguns aborrecimentos? Muitos filhos dão… Discordância entre pais e filhos? Isso sempre ocorre em relação a alguns assuntos. Tenho certeza de que minha sobrinha foi feita (ou ainda será, caso não tenha nascido) para entrar na minha família e ser filha do meu irmão e da minha cunhada. As pessoas só devem adotar sabendo que TODO filho dá trabalho. Os filhos adotivos e biológicos devem saber que sempre pode ocorrer um ou outro conflito com os pais, mas isso não significa que não são amados. Só um comentário sobre a adoção legal: muito burocráticas. Muitos pais querendo adotar e muitas crianças para serem adotadas, mas não acho o sistema muito claro em relação à fila de adoção… Fiquei até assustada com uma mãe que demorou 5 anos para adotar… Torcendo para que minha sobrinha venha logo.

    Thumb up 9
    • Concordo plenamente!

      Thumb up 3
  7. Sou filha adotiva. Tenho 34 anos e aos 4 anos, uma empregada com raiva da minha mãe adotiva, pegou uma foto da minha mae biológica e falou que ela era minha mãe verdadeira. Minha mãe adotiva não conseguia engravidar, perdeu 4 filhos na gestação. Então eles me pegaram para criar, não foi uma adoção legal, já me pegaram no hospital e me levaram pra casa. Meu pai biológico, é irmão da minha mãe adotiva, e aos 21 anos o conheci. Mas nunca acreditei que ele fosse meu pai biológico. Minha mãe não conheci. Conheci muitas versões da minha história e por isso carrego uma grande interrogação. Quando eu estava com 5 anos, minha mãe adotiva teve o seu primeiro filho biológico e com ele começaram as humilhações, a indiferença, os insultos, o desprezo. Ela nunca conseguiu me aceitar como filha, tentou de todas as formas jogar o meu pai adotivo contra mim. Nunca teve um gesto de carinho, um abraço, um beijo. Ouvi da sua boca palavras como: você é ordinária como sua mãe, sua mãe era uma puta, arrependi de ter adotado vc, você foi achada na lata de lixo, seu pai deveria procurar sua mãe para entregar vc. Minha vo morreu dizendo que se arrependeu de ter pedido a minha mãe para que me adotasse. Passei uma vida buscando respostas, chorando por dentro, me sentindo pequena, alguem desprezível incapaz de despertar o amor da minha mãe de sangue e da minha mãe adotiva. Tive repentes de ódio, de querer morrer ou fugir, fui problemática na escola, fiz xixi na cama até os 15 anos e ela me humilhando me chamando de mijona na frente de todos, me fazendo ficar com o colchão na cabeça secando no sol. Ouvi meus irmãos repetir a mesma coisa, mas nem sabiam o que era. Via o carinho dela com meus irmaos, eles dormiam na cama dela, deitavam la pra ver tv, e eu nao podia. Quando fez minha festa de 15 anos e eu nao queria, falou que iria fazer sim, pra nao dar motivo de ninguém falar que não fez pq eu era adotada. Fez tudo como ela queria, como se fosse dela. Ao mesmo tempo que eu sentia ódio dela, queria que eu pudesse fazer com que ela me amasse como eu a amava. Eu não tive outro pai e mãe, aquela era a minha família, minha única família. Eu nunca tive raiva da minha mãe biológica, jamais questionei o motivo dela ter me dado para eles, em todas as minhas orações agradeci pela vida que ela me deu. Queria preencher paginas em branco da minha vida, quis com todo coração conhecer minha mãe, poder abraça-la.

    Thumb up 37
    • Olá , meu nome e Carla tenho 39 anos quero me conectar a vc trocar mais idéias, pois comecei a ler sua história de vida e pareecia que vc estava falando de minha pessoa.muito parecida com minha história. Um abraco

      Thumb up 1
  8. Voces parecem viver num conto de fadas, eu sou adotado e nao é bem assim. Os pais adotivos sao pessoas completamente diferentes e as vezes até complicadas. e nao conhecer os pais verdadeiros é muito triste. eu preferiria ser criado com a familia verdadeira catando lixo do que aturar padrasto, madastra e parentada esnobe.
    quanto a contato com profissional de saude mental é muito mais do que 14% tanto pra pessoas adotadas ou nao, pelo menos no RS

    Thumb up 33
  9. quero receber informações sobre adotar uma criança entre 1 ano de idade até 3 anos de idade..e tudo o que precisamos saber sobre a adoção e a adaptação da criança em nossa casa..Agradeço a atenção!
    Obrigada!

    Thumb up 9
    • Prezada Julliana, você pode acessar o site do Renascer: http://www.adocaorenascer.org/ ou o facebook do “renascer belém”.

      Outro local interessante para visitar é o facebook: “diario da adoção” este site fornece várias notícias e depoimentos sobre o assunto, foi neste site que encontrei esta discussão do Hypescience.com
      Att. Wellington Lima (Presidente do Grupo de Estudos e Apoio a Adoção de Belém)

      Thumb up 2
  10. O Brasil infelizmente é um país ainda caminhando na questão da adoção, enquanto na Europa e na América do Norte isso é visto como gesto nobre e normal, conheço pessoas muito próximas que insistem em dizer que isso é uma loucura e vários outros argumentos cheios de preconceito e desconhecimento. Eu conheço muitos casais que tiveram filhos ‘por acaso’ e que nem queriam, mas tiveram que criar, outros mais covardes optaram pelo aborto, no entanto, conheço casais com tanto amor para dar para uma criança e que a nossa sociedade chama essas pessoas de loucas. Eu tenho 30 anos, sou formada em 2 faculdades, já viajei para vários lugares do mundo, sou casada, amo meus pais mais que tudo e sou adotada. Eu me sinto a pessoa mais sortuda do mundo, por ter encontrado um lar, pessoas que amam mais do que tudo e que fizeram de tudo para eu ser feliz. Acho que os laços criados são mais importantes que a genética, por isso me chateia quando alguém reclama de ser adotado ou critica a adoção. Adotados e adotantes são pessoas que estão em outro nível espiritual, muito superior as pessoas ‘comuns’, mas é necessário sentir essa elevação. Agradeço todos os dias pela vida abençoada que tive e tenho. Estásticas são estáticas passíveis de erros e parcialidade, a proporção na dificuldade de criação e jovens com problemas é a mesma, o problema não está nos filhos, mas sim nos pais, tanto biológico, como adotado.

    Thumb up 66
    • Olá … sou adotado e só vim a descobrir isso com meus 27 anos pois devido a uma discussão entre família ( minha tia e minha mãe adotiva ) minha tia resolveu me contar no intuito de ferir minha mãe…visto que era um segredo de família…hoje estou com 35 anos e ainda não sei oque fazer pois não sei como chegar aos meus pais que me criaram e contar que já sei. Isso também me deixa numa situação difícil ao querer contar pra minha filha e ir atrás dos meus pais biológicos…gostaria de ter uma opinião! Devo dizer que já sei de tudo? me ajudem…um abraço!

      Thumb up 15
    • Ola,td bem. Eu tb fiquei sabendo de minha adoção em uma discussão,porém ao contrário d sua tia querer ferir sua mãe. Minha mãe me contou no intuito de me ferir,é uma ferida que não há pomada,nem remedio nenhum que cicatrize.Mas enfim vou te responder de duas formas,a primeira sendo sensata. Acho que vc não deve falar pois seus pais te amam ,te respeitam e se vc acha que isso irá magoar sua mãe então não faça isso. A segunda forma é se fosse eu com a personalidade que tenho de gostar da verdade sempre,eu falaria de uma forma a nã magoar eles.
      Braddy ,minha mãe adotiva foi muito ruim comigo,ela foi uma madrasta,alias ainda é…longa história. Pelo que vejo seus pais foram pais de verdade pra vc ,então valorize isso e aja de acordo com seus principios.
      Até mais.

      Thumb up 12
    • lembre se que sua mãe te criou e foi uma mãe para vc. uma pessoa quando pega outra criança para criar como filha não é uma coisa fácil. é preciso que exista realmente um amor por trás dessa intenção para faze- la ter paciência, perseverança para criar alguém que não é filho, como filho. pois o que mais acontece são pessoas que pegam crianças para criar e desistem quando ela apresenta qualquer problema, seja de comportamento, de saúde, o que for… isso quando não dá um tratamento diferenciado dos demais da família. Ela não te contou pois se considera sua mãe, é a sua mãe, é a pessoa que te criou e que foi capaz de construir um amor de mãe por um ser humano que não nasceu de dentro dela. Tenho certeza de que sua tia a feriu… assim como te ferindo pois de certa forma, os laços de sangue são importantes… porém, o sangue não deveria receber tanta importância assim, pois veja quantos pais biológicos abusam sexualmente das filhas ou filhos, agride, maltrata ou não paga pensão, ou abandona… não deixe sua tia conseguir o que queria, que é destruir esse laço de amor entre vc e sua mãe… uma pessoa que se dedicou a vc, te criou, levou vc a ser quem é hoje. Dê a certeza a ela de que a ama como qualquer filha amaria uma mãe.abrace- a e desfaça a tentativa da sua tia de desunir uma família. pois vc e sua mãe são uma família. são pessoas que se amam e querem o bem uma da outra. Entendo que todos que foram adotados tenham curiosidade de conhecer seus pais biológicos… vc pode iniciar uma busca, pode demorar, mas não te impede de conseguir… porém, saiba que perante a Deus e no coração de vcs duas, não é uma combinação genética que vai determinar se vcs são ou não mãe e filha. Fique com Deus.

      Thumb up 7
  11. Bom desconfio se sou filha adotiva , meus pais se comportam diferente comigo minha mãe tem uma foto dela gravida de mim , mais não tenho certeza se era eu mesma. Ela não tem nenhum orgulho de mim,sempre na briguinhas de irmãos ela nunca me apoia, todos me julgam e sempre passo festas de aniversarios em branco nem sei oque pensar será que sou ou não sou?

    Thumb up 14
    • Olá, gostaria de te dizer que o comportamento dos seus pais perante você não podem ser tomados com indícios de que você foi adotada, eu tenho um irmão adotado e por este motivo meus pais sempre dispensaram maior atenção para ele do que para os outros e ele sempre foi mais protegido. Tudo isso como uma forma de tentar compensar o fato da adoção. Portanto, não acredito que você deve pensar ser adotada, mas se a dúvida persistir, nada como uma conversa franca com os seus pais!
      Espero ter ajudado!

      Thumb up 8
  12. oi,eu tenho 15 anos queria dizer que eu também sou adotiva, e tenho um irmão de 17 anos que é adotivo também que tem alguns problemas de aprendizagem e por isso minha mãe adotiva acha que ele merece 100 vezes mais atenção que eu, eu ajudo muito ela em casa e nunca tive problemas no colégio,mais eu e ela brigamos demais ela é muito ruim comigo e fala coisas que me magoa machuca demais e eu sofro muito com isso ela não deixa eu sai de casa não quer que eu tenha amigos(o)e meu pai adotivo é alcoólatra e esta muito doente,mas nunca me encosto um dedo pra me bater (diferente dela) eu amo muito ele e tenho medo de perder ele, minha mãe levo meu irmão conhecer a mãe biológica dele,eu ela não deixa conhecer, quando a família está reunida eu me sinto perdida no meio, eu sinto que ela se arrependeu de ter me adotado e muitos dizem que ela faz isso pra me proteger,eu não conto pra ninguém oque eu passo eu engulo tudo eu tenho vergonha, eu só queria que ela fosse minha amiga que eu pudesse contar oque acontece no meu dia-a-dia. E essa dor que eu sinto dentro de mim só vai passar quando eu conhecer minha mãe verdadeira, o desejo de saber de onde eu vim meu cabelo meus olhos pra quem eu puxei da minha família biológica é muito grande. E se Deus quiser um dia eu ainda vou ser Feliz.

    Thumb up 21
  13. Sou privilegiada, pois tenho um irmaozinho que fará 21 anos, aprendi tanto com ele, apesar dele ser quase igual a mim. Rezo sempre pra poder nascer com ele em todas as existencias de minhas vidas.

    Thumb up 8
  14. O meu irmãozinho sabe que é adotado e convive com os pais biológicos, a mãe dele biológica foi criada pela minha avó materna, com isso quase todas as férias ele vai passar uma semana na casa dela, o pai dele sempre vai passar feriado na casa dos meus pais, o Meu irmão tem vergonha deles, qdo chegam em nossa casa ele sai correndo com vergonha, falta é não vir tomar bênção. Meu pai, minha mãe e minhas irmãs somos brancos e ele é moreninho coisa mais linda dos cilios bem grandões, muito lindo. Quando saio com ele as pessoas perguntão quem é, ai respondo: meu irmão, ficam todos alhando assim, meio desconfiados, mas deixo eles pensando besteiras, tipo ué num é filho do mesmo pai não. mas não falo que é adotado. O que importa mesmo é que é meu irmão e pronto!

    Thumb up 19
  15. Olá pessoal, tenho um irmão adotivo, meu pais sempre quiseram ter um filho homem, mas tiveram três mulheres, eu milha irmã mais velha e a caçula, quando minha irmã caçula tinha 11 anos de idade meus pais adotaram meu irmãozinho, ele tinha 1 ano e três meses de idade, virou o xodó lá de casa, todos amamos muito ele, gosto tanto dele que nem lembro que ele é adotado, gosto dele da mesma forma como gosto das minhas irmãns de sangue. Quando minha mãe ou meu pai o trata com diferença sempre chamo a atenção deles, pois ele é filho deles como todas nos. Ele é meu amorzinho, amo de coração, minha irmã mais velha tem ciúmes dele, fala que gosto mais dele do que do filho dela. Meu irmão é danado, hj tem 9 anos de idade, apronta o que nunca aprontamos, falo pra minha mãe que isso é coisa de menino(homem), ele é uma bênção em nossa vida, não sei mais viver sem ele. Amor Incondicional! Amo pra vida toda. Quero vê-lo formado e um homem corredo se Deus quiser.

    Thumb up 26
  16. sou mae de duas meninha uma com 21 anos outra com 19 anos como a lei so olha para os ricos e nao para os pobres o rico tem direito a tudo e o probre nao tem direito anada e tenta se defender a inda o/a prujedicam pois fis todo para recoperar as minhas filhas mas nao consegi nao tanho enterece em projedicalas mas sim em conhecelas e saverse estao bem e recoperar os anos que perdemos e contar tudo o que se passou todas as criancas teem direito de saver porque firam adotadas etodas as meas teem direito de saver como estam os seus filhos sou mae de tania catarina da silva pereira e adriana filipa perira era a coisa que podia acotecer era emcontralas era a pinha maior alegria obrigada umbom natal para todos

    Thumb up 5
  17. oie eu sou filha adotiva e amo minha familia embora tem um subrinha que sempre discrima e me fazme sentir mal falando coisas barbaras que nao sou filha de minha mae … isso me faz sofrerpro dentro e sinto muita difiiculdade de desenvolver o meu piscicológico…. eu não aguento isso mais eu amo muitominha mae ela tudo na minha vida pois ela sempre me trato muito bem e me ama muito …… eu agradeço a Deus por ter mi dado essa benção de ter a minha mae pois mae é aque ama de verdade naoé a que faz e larga..

    mae te amo

    Thumb up 28
    • Lindalva,

      Que lindo seu comentário. Quisera que todos os filhos pensassem da mesma forma, mas infelizmente nem todos são assim. Veja que em algumas respostas abaixo mencionaram “odiar” o fato de serem adotivas e que isto é a pior coisa que poderia lhes acontecer.
      Agora eu pergunto: e a vida em um abrigo?
      Bem, só gostaria de te dizer que você não pode imaginar o quanto sua mãe sofreu pela sua espera.
      Digo isto porque também sou mãe adotiva de uma linda menina de três anos e meio. Passei cinco anos esperando por ela… havia dias que me sentia lá embaixo, mas logo me recuperava, porque sabia que em algum lugar havia uma criança destinada por Deus a iluminar minha vida.
      Para todos vocês que pensam ao contrário, digo que meu amor não seria maior se eu a tivesse gerado em meu ventre. É um amor tão grande que parece crescer a cada dia mais.
      Quanto a sua prima, ignore. Não se sinta diminuida. O preconceito ainda existe sim na sociedade, mas é o caráter que diz mais que tudo.
      Continue sua caminhada e não se deixe abater pelas palavras que ela diz… dê a volta por cima, porque você já é uma vencedora por ter uma família que a ama incondicionalmente independente de ter ou não o mesmo sangue.
      Tente utilizar florais de Bach que vão lhe ajudar muito a levantar auto-estima.
      Seja sempre feliz.

      Thumb up 26
    • Marcia, o seu comentário tbm é comovente.Agente nunca pensa na aflição de uma mãe adotiva, mais essa é até mais valiosa como mãe que a convencional.Porque vc teve muito tempo para desistir e desanimar-se.Parabéns, até chorei ao ler suas palavras.É bom saber que vc existe!Que pessoas como vc possam perpetuar em nosso mundo.o mundo precisa de pessoas assim,com fé, coragem e muito amor para doar.!!! =D

      Thumb up 17
  18. tenho uma irma adotada somos de uma familia grande 8 irmaos fomos criados todos com os mesmos principios mas ela e muito diferente muito revoltada com todos da famlia e sempre ganhou muito amor e carinho da mae e do pai apessar do pai terfalecido quando ela ainda tinha 6 anos,mas apezar de amarmos ela mais q tudo ela sempre nos rejeita e briga muito parece q ela acha q temos obrigacao de fazermos tudo por ela mas ela nunca diz um obrigado .

    Thumb up 5
    • bom ela nao tem que falar um obrigado voce fala…quando a sua mae faz algo e outra coisa todo criança adotiva e mais carente qu echama mais atenção

      Thumb up 7
  19. acho lindo quem adota crianças , poorque é sinal de que teem humildade e solidariedade afinal toda criança tem direito de ter uma familia , estudar e ser feliiz , é poo isso q eu digo ADOTEM , se tãao dizendo que vai dar problema e tudo quando crescer ,(isso so dependo do modo que vc criou a criança )

    Thumb up 9
  20. Sou mae adotiva de uma adolescente hj com 19 anos. MAs que desde os 15 dias de nascida mora comigo. Ela sabe de toda a história de sua vida inclusive que não foi abandonada e de certa forma foi até disputada. Sempre digo a ela que os pais genéticos a amaram tanto que nos entregou pois sabiam que também a amávamos e financeiramente tinhamos melhores condições. Mesmo assim percebo nelas algumas comprotamentos que associam à questão da adoção. Uma certa negação a acreditar no amor, na compaixão. Por isso até estou fazendo essa esquisa e encontrei esse site. Vou pesquisar mais, mas levanto uma hipótese que pode ser parte por culpa dos pais adotivos, digo por mim, que muitas vezes damos tanto amor para que justamente não sintam a falta dele ou se sintam deixados de lado que não desenvolvemos neles sentimentos de responsabildiades, limites, essas cosias. Vamos pensar nisso…

    Thumb up 25
    • Também sou mãe adotiva. Era um sonho que com a graça de Deus consegui realizar. Minha adorada filha chegou com um ano e meio e foi uma longa viagem para buscá-la. Sou solteira e mesmo passados dois anos não me arrependo de forma alguma. Se pudesse voltar no tempo, faria o mesmo. Apesar de ser uma mãe extremamente amorosa, sou enérgica sim. Tenho impor limites que nem sempre não bem aceitos, mas sei que estou no caminho certo. Se mais para frente, minha filha seguir caminhos escusos, terei minha consciência tranquila de que fiz o melhor. Você já pesquisou algo sobre florais de Bach? Se você achar interessante, tente encontrar uma terapeuta floral e leve sua filha. Traumas sempre ficam e por isso temos que fazer de tudo para amenizá-los. Inclusive você está precisando para se libertar do sentimento de culpa.
      Tenha certeza de que diferentemente do que disseram abaixo, adoção não é em hipótese alguma a “pior coisa na vida de uma criança”, mas sim a possibilidade de dar-lhe uma família e amor, coisas inexistentes nos abrigos da vida.
      Vá em frente… ainda há tempo de consertar as coisas.

      Thumb up 12
    • Acho lindo esse ato, nem todos tem essa coragem…Sou filha adotiva,Uma senhora me tirou das mãos de uma mulher q não devia ser mãe, me deu todo amor e carinho, mas faleceu eu tinha somente 14 anos, então passei a morar com uma das filhas dela q transformou minha vida em um inferno…Tirou minha inocência me mostrando uma realidade dura…foi ai que me perdi por um bom tempo…Fui mãe com 16 anos, fui prostituta, me vi muitas vezes sem saída e sem estrutura…Hoje algumas coisas mudaram, sou professora tenho um filho de 11 anos e uma menina de 5 anos, tenho agora 27…Mais ainda infelizmente tem um vazio enorme dentro de mim é como se eu tivesse sido salva e alguém chegasse e roubasse tudo…Choro por nada e sinto muito medo de não conseguir dar o que por pouco tempo tive…amor. Preciso parar de ser tão carente e achar q ninguém mais vai me amar, pois não é fácil saber de tal rejeição e conseguir superá-la.Tenho medo de não conseguir ser feliz.

      Thumb up 14
    • Cristina,

      Você é uma vencedora e ainda não percebeu isto. Sim, uma vencedora, pois teve forças de sair da prostituição e hoje é uma missionária na educação. Sim, porque os professores embora não sejam valorizados, são missionários e sem eles ninguém chega a lugar algum.
      Você diz que tem medo de não conseguir dar o amor que você teve por tão pouco tempo… se você realmente sentiu o quanto foi bom para você, deixe esse amor via à tona e comece expressando-o aos seus filhos que tanto precisam de você. São jóias que Deus lhe deu para serem lapidadas e somente com amor isto é possível.
      Compreendo o vazio que você sente e a falta que sua mãe faz, mas coloque em prática todas as virtudes que ela lhe ensinou, sendo uma mulher íntegra e honesta, sendo um exemplo aos seus filhos.
      Repito mais uma vez que você é vencedora sim e poderá obter muitas outras conquistas se assim quiser.
      Como havia dito na mensagem acima, tente florais de Bach que são excelentes para elevar a auto-estima e limpar a alma.
      Procure algum em sua cidade que não seja psicólogo, porque aí as consultas são semanais e caras. Os encontros com o terapeuta são apenas uma vez por mês e os vidros de florais são bem acessíveis.
      Continue perseverando que você ainda vai brindar muitas vitórias e sua mãe de onde está agora aplaudirá cada uma delas.

      Thumb up 8
    • Cristina, Eu sei que os outros com quem vc acaba desabafando pode dizer que entende, e te dar palavras de conforto, mais o vazio continua como vc mesmo disse.Entretanto tenho acompanhado o caso de minha mãe que também foi adotada,e embora tenha sido criada em um lar rígido e cheio de amor, ela sempre se sentiu assim, com um vazio imenso,cometendo também muito atos contra sua vida, que deixam mais e mais marcas.
      Meu conselho para vc é que primeiramente vc perdoe a mulher que te gerou,imagino que não seja fácil, mais será o primeiro passo para vc se preencher,perdoe as atrocidades da vida que levou em um momento tão importante a pessoa que aceitou a missão de te criar,e perdoe também a filha desta mulher que te fez correr por caminhos escabrosos,HUMANAMENTE vc vai dizer que não consegue, então aceite a Jesus que seu Espírito Santo te ensinará, não tem terapia de flor ou outro milagre,Somente com Jesus!!! após a renuncia do seu EU vc aos poucos com sua busca pela verdade de Jesus e seus conhecimentos aprenderá a Perdoar,e então por fim vc vai se perdoar também, Se perdoar… Por que muitas vezes vc acha que não deveria ter nascido não é? que foi um estorvo ou algo parecido.Mais não se esqueça do que vou dizer… Isaías 49:15 – “Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti.”

      Deus está de braços abertos esperando sempre por sua decisão, todos somos adotados por Deus… Aproposito com a minha mãe deu certo!! Hj ela é uma nova pessoa,não reclama mais de toda esta carência.Sempre sofri muito por ela.Jesus te ama !!!
      bjs

      Thumb up 10
    • Sou filha adotiva desde os 3 anos , hoje já tenho 32 anos, foi muito difícil pra mim aceitar este fato , Hoje já mais madura e depois de ter tido minha filha (agora com 6 anos), entendo o que minhas mães passaram , Não conhecí minha mãe biológica e minha mãe do coração já faleceu , até sua morte mexeu demais comigo era como se eu estivece sido abandonada mais uma vez …sei que não é assim mas é um sentimento muito forte dentro da gente , não me lembro de nada agressivo ou concreto que tenha sofrido, mas só o fato de saber que um dia por qualquer motivo fomos deixada é muito ruim e traumático …fica no subconciente …gravado pra sempre. Minha filha é linda , a amo muito mas imajine que eu tenha que deixá-la …nem imajino….Bom para as mães deixo um recado sejam paciente…nós somos complicadas …rs
      Para os filhos adotivos deixo outro recado tenham amor para suas mães do coração…ela desejou mais do que outras mães em ter você por perto…ela ama mais , proteje mais , e deseja do fundo do coração que a aceite;
      bjos a todos …

      Thumb up 11
  21. VCS NAO SABEM O QUE DIZEM SER ADOTIVA E A PIOR COISA QUE PODE ACONTECER A UMA CRIANÇA NUNCA ADOTEM UM FILHO DE UMA OUTRA PESSOA, NUNCA VCS PODEM SI ARREPENDER PODEM FAZER UMA CRIANÇA MUITO INFELIZ

    Thumb up 18
    • Vou repetir aqui o que disse no comentário abaixo. “Você realmente deveria ter ficado no abrigo sem uma família como acontece com muitos”. Quem adota não tem preconceitos e ama o filho independente de ter ou não seu sangue. É lamentável esta postura e para pessoas como você o abrigo é o melhor lugar mesmo!!!

      Thumb up 28
  22. eu quero ter uma irma adotiva mas minha mae n quer ter um irmao ai eu falie pra ela adotar e eu ja adtei e brinco com ela todos os dias.ela e muito inteligente.super legal criança adotiva>,.

    Thumb up 10
  23. ser filho adotivo e a pior merda que existe, eu sou filha adotiva e sofro muito, nunca adote um filho pois vc estara destruindo a vida dele…eu sei muito bem disso..desculpe-me por estas palavras,mais e a realidade…

    Thumb up 24
    • Vc, Maristela, especificamente realmente deveria ter sido deixada no abrigo. Suas palavras são um atestado de ingratidão. Pobre vítima do mundo!!! Coitadas das pessoas que te adotaram!!!

      Thumb up 42
    • Não deve ser tão ruim assim, pois os país são aqueles que nos criam e amam de verdade e aposto que seus pais são assim. Me parece mais que você está aborrecida, magoada, de ter ficado tanto tempo sozinha, sem atenção… Mas aproveite o amor que seus pais te dão, vai por mim!
      Eu acho um ato muito bonito, quando a pessoa abre seu coração para amar mais alguém e adota a uma criança.

      Thumb up 12
    • Concordo com o que Fernando disse. Você realmente deveria ter ficado no abrigo sem uma família como acontece com muitos. Crescem sem um lar e quando fazem dezoito anos se viram na vida. Infelizmente, você foi um acidente de percurso na vida de seus pais. Tenho muita pena deles!!!

      Thumb up 18
    • Acredito que pessoas como a Maristela deve ter tido seus motivos para ter revolta, mas a verdade é que eu admiro muito as pessoas
      que adotam uma criança e conseguem passar amor, carinho e afe
      to, visto que estas crianças já são carentes,é uma atitude a ser tomada para os restos de suas vidas, já que a criança adotada tem o mesmo direito de um filho biológico, pq legítimos tanto o adotado e o bilógico serão…

      Thumb up 7
    • bom pior porque …. porque tua familia te largo e outra veio fazer o bem… realmente tem pessoa qu enao sabe o que eh amor d verdade voce poderia te rmorido de fome ter algo uma doença el enao pensaro nisso entao.. te digo uma coisa tenho umirmao adotivo e ele he muito felix e ser adotivo nao eh vergonha para niguem vergonha e nao da valor como voce nao esta dando… so te digo uma coisa para e pensa comop voce esta sendo ruim

      Thumb up 10
    • E ser uma criança abrigada é bom? Porque pelo que sei não há outra opção, quando a família de origem não tem condições de criar a criança ou ela fica abrigada ou é adotada.
      O que teria de melhor em ficar abrigada do que ser adotada?
      Pode me explicar por favor? Sou mãe adotiva e gostaria de entender seu ponto de vista.

      Beijos.

      Thumb up 7
    • Eu entendo a revolta da maristela. Sou filha adotiva e sofrimuito com o despreso, a raiva, a humilhacao da minha mae adotiva.

      Thumb up 2
  24. Fico todaca com as histórias de algumas pessoas e isto nada tem a ver com elas serem adotivas ou não. Concordo com o colega que diz que muitos filhos biológicos dão problema e chegam mesmo a matar seus pais.
    Adoção é uma opção para aqueles que, infelizmente, por algum motivo não puderam ser cuidados e criados por seus pais biológicos. Tenho certeza de que filhos adotivos se ressentem de não poderem ter vivido com seus pais biológicos, mas certamente a maioria deles encontraram excelentes pais adotivos e tiveram a chance de se tornar ótimas pessoas, com caráter e bem resolvidas. Dores todos temos, dificuldades todos passamos e todos somos capazes de superar e quando há amor se torna mais fácil. Espero que os filhos adotivos que estão lendo isto saibam que apesar de respeitar a dor que eles sentem, isto não é desculpa para fazer nada errado. Eu, particularmente, conheço filhos adotivos que se tornaram pessoas simplesmente maravilhosas.

    Thumb up 23
  25. Se filho biológico fosse certificado de que não teriam problemas , a Suzana Richthofen NÃO TERIA MATADO os pais!! Não teríamos tantos traficantes e usuarios de drogas….e nem tantos políticos ladrões…ou ser á que todos são adotivos????

    Thumb up 38
    • te garanto que nao…. pessoas adotivas tem as mesma capacidades de um de sangue…. isso se chama falta de vergonha na cara.

      Thumb up 7
    • Belo comentário, adoção não é desculpa para mal comportamento. Nem todos adotivos são mal comportados e nem todos mal comportados são adotivos!!!!

      Thumb up 6
  26. vamos para de sensacionalismo.
    por que que ospesquisadores não falaram que 86% não apresentam problemas? porque não falam que muito dos filhos biológicos tambem estão apresentando problemas comportamentais?problemas todos nós temos,tanto com adotivos quanto com biológicos, vais do carater de cada pai e da edução que se dá para cada um.
    que Deus tenha misericórdia deste paranóicos que não tem mais o que fazer e ficam achendo a mente dos outros com porcarias.

    Thumb up 17
  27. esta observação tem um fundo de vivacídade de modo consciente e dinamico, bom senario, boa visão.

    Thumb up 4
  28. Bia,
    Fiquei muito comovida com a sua história. Consigo imaginar a sua dor, deve ser mesmo muito difícil. Também tenho uma história de vida difícil e fiz muito tempo de terapia para me libertar de bloqueios bastante serios que tinha. Gostaria de lhe dar um conselho. Tente conversar sobre este assunto, pelo menos com sua terapeuta. Por mais que doa, falar cura. Dividir sua dor com alguem é muito libertador. Acredite. Eu fiz isto e me ajudou muito. Tenho certeza de que você é uma boa pessoa, teve uma boa educação e é capaz de superar todos os seus bloqueios. Vou rezar por você!

    Thumb up 13
  29. Ola vocês podem mim informar, qual a idade que devemos conversar com a criança a respeito a sua adoação.

    obrigada

    Thumb up 0
    • Não tem idade certa , sou filha adotiva e me lembro sempre da minha mãe do coração me explicando que me amava muito e que eu tinha vindo para alegrar sua vida , com muita calma e carinho desde pequenininha ela me dizia “vc não saiu da barriguinha da mamãe vc é filha do coração!”assim aos poucos fui entendendo …e não foi derrepente pela boca dos outros.
      bjos

      Thumb up 2
  30. acho um jesto muito humano da parte de quem adota criancas abandonadas…do todo apoio para essas pessoas!!!!!!

    Thumb up 0
  31. Desde pequena, fiquei sabendo por terceiros. Uma vez contei pra minha “prima” e ela negou. Mas com o passar do tempo fui crescendo e ouvindo cada comentário, de amigas da minha mãe, como por ex: nossa, mas ela parece com vc, é incrivel. aí fui me tocando que era verdade, meus pais nunca chegaram e falaram. Mas sempre me senti excluida pelos meus primos. Tios e até pela sociedade. Por morar em cidade do interior, as pessoas comentam. E isso me bloqueou um tanto pra falar sobre o assunto. Hj em dia tenho 28 anos, tenho inumeros problemas de depressão, panico, e acho que o motivo pode ser esse. Faço terapia há 8 anos com a mesma psicologa, e nunca tive coragem de contar. Apesar de que sou bem diferente dos meus pais. Então, ela deve imaginar, claro. Comecei a fazer terapia com uma outra psicologa que conhece meus pais. E ela mesma sempre me perguntava, se eu me achava parecida com minha mãe, me olhava de uma forma estranha, e eu sabia que ela queria ouvir de mim q sou adotada, isso me fez abandonar a terapia com ela. Mas enfim. uma vez discuti com uma prima, ela me jogou na cara. Depois a mesma prima q me negou a verdade um dia entrou nesse assunto comigo. Mas me sinto muito bloqueada mesmo. Não consigo falar pra ninguem. Não por vergonha, mas por me sentir excluida desde criança isso me bloqueou muito. Meus pais sempre me trataram como filha legitima, me deram do bom e do melhor. Mas me negaram o mais importante. Minha verdadeira identidade. Mas amo meus pais mais que tudo nessa vida. É meu bem mais precioso. Mas sempre fui taxada de patricinha, e criticada pelas minhas primas como se eu não merecesse levar uma vida igual á delas. Meu pai é gringo, e fui morar no exterior por um tempo. Até lá sofri muita discriminação, minha familia por parte de pai me trataram muito bem, mas amigos que fiz lá fora ficaram sabendo por boca de terceiros e me contaram, isso me faz sentir muito mal. Esse assunto me bloqueia tanto que criei esse orkut com outra identidade pra escrever aqui. É uma pena, queria poder me orgulhar por ter sido escolhida por pais tão maravilhosos, mas fico com receio até de mostrar fotos deles pra amigos com medo de ouvir comentários, como, seu pai é branco e vc nao, tipo esses q sempre ouvi, pq me dói muito. Talvez se meus pais tivessem me contado a verdade desde pequena, hj eu seria mais bem resolvida e nao teria tanto problemas pra falar no assunto. Acho q eu merecia saber minha verdadeira identidade, sinto vontade de perguntar a minha mãe sobre oq aconteceu, mas não consigo, me travo. Já ouvi varias historias, e não sei qual é a verdadeira, ou se alguma delas pe a verdadeira. Pq já ouvi de terceiros que sou filha de barriga de aluguel, outros falam que até irmã gemea eu tenho. Fico completamente perdida. No meu relacionamento a pessoa com quem estou ja jogou indiretas, pra ver se eu contava e fiquei calada. Fora q meu pai nunca teve a coragem de me contar, mas sempre q discutimos ele fala, eu te dei meu sobrenome. Se ele soubesse o quanto me dói ouvir isso.

    Thumb up 7
  32. porque e que os pais biologicos nao teem aseso a ver ou saver como estao os filhos porque por veses as criancas nao savem da verdade savem o que os pais adotivos lhes querem diser nalguns cosos a culpa nao e dos pais biologicos mas sim da justica e as criancas culpam sempre os pais biologicos

    Thumb up 0
  33. Eu tenho uma criança que adotei a 10 meses, ele tinha na época 1 ano e 7 meses. e digo que ele é a coisa mais especiald e nossa vida. ele parece que já nasceu em nossa família. se adaptou super bem a todos da família e nos chama de papai e mamae normal. acho que o segredo do sucesso na adoção é realmente o carinho e amor. pois na minha família temos MUITO AMOR!!! E isso faz com que ele sinta isso entre nos. Olha digo de coração para quem quiser ouvir se vc tiver amor o bastante p/ criar uma criança pode adotar com certeza que vc nunca se arrependera!!!

    Thumb up 3
  34. Não tenho filhos e penso seriamente em adotar uma criança.Ás vezes sinto-me amedrontada por conhecer histórias de filhos adotivos que trouxeram muitos problemas aos pais,mas por outro lado conheço filhos adotados que são bençãos para os pais.Acredito que a genética tem a sua parcela de contribuição na formação de qualquer ser, contudo sei que o ambiente educacional contribui muito mais na formação da personalidade de uma pessoa .
    O que tem que ser levado em conta é o tamanho do amor que temos para dar ao ser que decidirmos receber como filhos, não importa de onde ele tenha vindo e sim como o conduziremos daqui para frente.

    Thumb up 3
  35. Adotei uma menina ainda na barriga da mae, hoje está com 7 anos de idade, temos muitos problemas, ela vive colocando todos contra mim, principalmente o pai. Se esfrega com a intencao de ficar roxa e me culpar pras pessoas, sempre q pode cria conflitos entre os q me cercam, tem resistencia na obediencia. Nao me refiro ao trabalho, pq toda criaça dá, tenho outros 3 filhos, sei bem como eh. Nao sei como agir com ela, os comportamentos dela realmente me prejudicam perante ateh os familiares q moram longe, mas nos visitam. ela chega ao ponto de tentar quebrar aquilo que ela tem, mas que nao estah satisfeita.

    Thumb up 6
    • Tenha paciência …é bem difícil entender ,mas um filho adotivo sente um vazio profundo e sempre se acha inferior perante á família , talvez a repúdia de sua filha é justamente um bloqueio ,não consegue perdoar , esquecer e aceitar seu carinho, sou filha adotiva desde os 3 anos , minha adolescencia foi bem difícil, me lembro de cada coisa , não comia na mesa com minhas irmãs , não saia com meus pais , tinha sempre uma dificuldade em me relacionar com outras pessoas , até com namorados , sempre achava que ao teminar um namoro estava sendo abandonada ,então me sujeitava a cada coisa…aiaiaia…hoje já sou casada e tenho uma filinha de 6 anos , minha mãe do coração já faleceu e agora entendo e sinto muita falta do seu amor.
      bjosssss

      Thumb up 0
  36. Meu nome é kaline,tenho 14 anos.
    Ee aicho muito legal quem adota ou tira uma criança da rua.
    as pessoas como mãe,pai ou ate mesmo familiares deverian se colocar-se num lugar dele.
    por isso que quando crescer mais trabalhar vou ajudar o maximo de crianças que poder.
    estava ate pensando que quando eu crescer poderia monta um orfanato.
    MORAL:ajuda o maximo de crianças que vc poder,coloque-se num lugar dela,seja umanitarios e vamos fazer um brasil melhor.♥♥♥

    Thumb up 7
  37. JACK, lendo o seu texto eu so tenho uma coisa a dizer: não é porque ela é adotada que ela é assim, é a maneira que você está educando ela. Não importa se ela é adotada, ela é sustentada por você, e você merece respeito. Trate ela com rigor, educando para que ela te respeite! Bjos

    Thumb up 4
  38. meu esposo é adotado e soube disso de forma frustante, ou seja por amigo da rua ja com doze anos,na epoca ele ficou muito revoltado,hoje ja com trinta anos acho que ele ainda não superou isso pois ele não sabe ate hoje suas origens direito. A familia dele não fala muito do assunto.Mais hoje ele diz:hoje eu tenho uma familia de verdade e de sangue que são os meus filhos(romario e fernando).
    observação:ele é um excelente filho ,pai e marido.
    Obrigado!

    Thumb up 2
  39. Sou mãe adotiva,e acho que os problemas dependem de como criamos nossos filhos,não me lembro de ter visto filhos adotivos que matam os pais,mas ninguém fala,só falam das coisas ruins dos adotados!Pq a adoção tras um estigma,um carimbo que persegue os adotados…As crianças e adolescentes dão problemas,uns mais,outros menos,e isso é um fato.Não quer problemas?Então não tenha filhos,crie animais, pois eles não falam,não questionam.Filho é a coisa mais maravilhosa do mundo,e como qq relacao humana,tem suas diferenças,criança dá trabalho mesmo,mas dá mais amor e felicidade que qq outra coisa.

    Thumb up 19
  40. oi a todos! eu acho bobagem isso de filho adotado ou biologico pois nao tem diferença! o importante é construir laços de amor independentemente de sair da barriga ou nao.aproveitem o amor q vao receber! bjao a todos

    Thumb up 9
  41. eu sou adotada conheço meus pais biologicos,mas pai sempre sera quem me criou eu amoo muito eles,eu não me dou com a minha mãe biologica amoo muito meu pai biologico e perdoei ele por tudo que ele me fez de mau.
    Deus sabe de tudo e eu agradeço por eu ser adotada porque axo que não existiria pai melhor do que os que me acolheu e que me deu muita educação e amor ♥

    Thumb up 9
  42. Olá,

    Tenho 28 anos.
    Minha mulher foi deixada pelos pais biológicos no meio da rua com 1 mês de vida, e não soube disso. Um dia, com 20 anos de idade, sem querer ela descobriu que era adotiva e todo o seu histórico através de uma carta de uma de suas irmãs esquecida em cima da escrivaninha.
    Ela sempre foi a “mais amada e querida” da família, sempre simpática, carismática e bastante extrovertida e sempre teve de tudo, porém, ela é uma pessoa mto inconstante e tem “surtos” comportamentais, principalmente comigo(marido).
    Nunca contei para ninguém que ela é adotiva (à pedido e respeito por ela). Realmente passamos por muitos momentos bons juntos, mas por outro lado é muito difícil lidar com sua personalidade, tem um gênio forte, difícil. No começo brigávamos muito, muito mesmo, por todo e qualquer motivo (principalmente ciúmes, eu não sou e ela é demais rs)mas parece que tudo está se encaixando.
    Tenho a esperança de aos poucos irmos afunilando e quando estivermos preparados ter um filho (que com certeza irá suprir este vazio que existe dentro dela)
    Ela está ao meu lado para tudo e qualquer coisa que eu faça, tudo tudo mesmo, e valorizo mto isso.
    Imagino o quanto deve ser doloroso vc não conhecer sua origem, apenas tento ser paciente e maleável às suas vontades e desejos, sem querer nada em troca, apenas o seu reconhecimento, não por ser adotiva e sim pelo amor que sinto por ela.

    Abrços

    Thumb up 17
  43. Neste momento estou chorando. Tenho um irmão adotivo o qual amo tanto que até sofro por isso. Eduardo tem 19 anos cursa direito nao fuma nao bebe e é contra as drogas. De um ano para cá se tornou muito nervoso e agride meus pais com grosserias e palavras gritadas. Foi adotado qdo nasceu. Nos trouxe muitas alegrias , tambem é nadador e salva vidas. Como quero que ele se torne a pessoa mais feliz do mundo, jamais pensei em sentir um amor tão grande como sinto por ele. Adotá-lo foi tudo de bom.

    Thumb up 8
  44. Bem,eu nao queria que fosse assim, mais se é a vontade de “DEUS” que seja essa merda!=C
    Eu fui adotado quando tinha apenas 1 ano de idade,meus pais sempre me falaram que eu era um..
    bem eu nao ligava,mais agora tenho 19 anos e tenho minha opiniao sobre isso!
    Se eu fosse pobre!Mendigo,lascado,fudido,começe do lixo eu jamais abandonaria meu filho droga!
    é um ser humano que saio do meu DNA,eu viraria puta!seja o que fosse,eu trataria ele como eu queria que eu fosse tratado!
    Hoje em dia eu acho que meus pais me adotaram por pena de mim quando moleque,pois eu tenho 2 irmaos que sao deles e eu nao recebo amor,atençao,carinho,nem nada disso!
    me sinto um lixo!
    Bem enfim! Se “nossos PAIS sao a semelhança de DEUS! porque eles nos abandonaram???
    Sei que muitos por ae se sentem como eu,o que a gente fez pra merece isso?
    Nao importa mais pra mim mesmo,acho que pra onde eu vou isso nao sera nada…..Adeus…

    Thumb up 6
  45. Oi.
    Acabei de ler um livro que recomendo pra quem quiser: “Vínculos”, ele fala justamente de uma menina que foi adotada com poucas horas de vida, e foi criada como uma criança normal, mas foi da pior maneira que descobriu que era adotada, estava adolescente quando descobriu, sentiu-se perdida e rejeitada, parou de falar com a mãe e com a família que a criou e assim que pôde foi viver sozinha.
    A família por saber que era difícil a aceitação dela a atual situação, resolveu deixar que ela decidisse quando deveria voltar a falar com eles.
    Ela só voltou a falar com a família como antes, quando teve seu próprio filho e percebeu que não importa de onde ele venha, não importa como ele é, só importa que ele precisa de vc e de certa forma vc dele, só importa que vc o ama de todas as maneiras e que faria tudo pra ele se sentir bem.
    Esse livro é mto bom e recomendo pra todos principalmente pra quem pensa em adotar uma criança! =D

    Thumb up 13
  46. li alguns relatos sobre pessoas adotadas e pessoas que adotaram,achei algumas interessantes,pois eu tenho dois filhos adotivos um menino de 9 anos e uma moça de 17 anos, todos dois lindos, amo de paixão. Quando alguém fala que tem medo de adotar alguma criança, medo de dar trabalho, eu me pergunto: será que os filhos biológicos também não dão trabalhos? acredito eu, se Deus te deu a chance de ser mãe de filhos adotivos ,agradeça e aceite-os mesmo com os problemas,cada um com suas difereças,o meu filho é mais calmo,mais carinhoso ao contrário da minha filha,mas não é por isso que minha filha é ruim, amo do mesmo jeito que o outro.Se Deus nos deu, é por que ele confia em nossa capacidade.Agora se você está sem condições piscológicas, ore a Deus e peça que ele te capacite,com certeza ela te guiará.

    Thumb up 21
  47. Jack, talvez a tua menina aja dessa maneira pela maneira traumática em que foi abandonada. Uma marca dessas fica no nosso subconsciente, nao interessa a idade. Há também o fato de que a mãe usou drogas durante a gestação, sabe-se lá que consequencias isso teve. Mas o fato dela ser, como voce a descreve, super-malcriada, será que a culpa é dela mesmo ou do excesso de mimo e falta de autoridade? Tem muito filho biológico que também é assim “pestinha”, portanto nao acredito que é o fato dela ser adotiva o motivo do comportamento agressivo que voce descreve. Pode até ser, mas será que é só isso?
    Eu sugiro, mais em função do jeito que ela foi abandonada e das drogas, que voce procure ajuda especializada, como psicólogos, por causa do trauma e para auxiliar melhor relacionamento de voces, e médicos, para saber se as drogas usadas pela mãe biológica não a afetaram fisicamente. Mas, acima de tudo, se voce ama sua filha (que é o que me parece, ou você não estaria procurando por informações para melhorar seu relacionamento com ela), certamente tudo vai melhorar com o tempo, e não piorar, como os “pessimistas de plantão” sempre apregoam. Às vezes parentes e amigos não são bons conselheiros. É preciso viver a situação para entendê-la, e dá pra sentir que voce ama muito sua filha.
    Procure ajuda especializada, sim? Boa sorte!

    Thumb up 4
  48. tenho uma menina,que eu não procurei para adoção, com 29 dias a mãe biologica deichou no meu estabelecimento, que trabalhava e sumiu, tive que criar, e peguei muito amor, como filha mesmo. o mesmo amor do meu filho biologico, ela hoje esta com 5 anos, mais da muito trabalho, é bem diferente, como quando criei o meu filho, biologico, ela é gritona, agressiva, respondona, e não atende agente, se mandar ela,ir tomar banho, ela chora, só vai na hora que ela quer, se deichar nem faz o que agente, pede, estou muito preoculpada! ela só quer fazer do jeito dela, eu estou, meio que perdida, não sei o que fazer, tenho até medo dela, amo muito ela, dou muito amor, trato super bem, estou arrasada com o que ta acontecendo, a mãe biologica, era usuaria, e se prostituia dormia nas ruas drogada. durante a gravides, dela usou drogas, a menina é linda, parece até com nós, não sei como lidar com essa situação, estou super preocupata, pois se com 5 anos esta assim imagino quando ficar mais velha. alguem pode me ajudar.????? Jack

    Thumb up 6
  49. Fui adotada aos 6 meses , pois meus pais biologicos haviam perdido uma filha de 8 anos, nao me sinto substituta e sim um ser com muita sorte no mundo! Quando meu pais me adotaram eu estava muito doente e eles se dedicaram ao maximo para me curar e conseguiram, me deram muito amor e hoje tenho 29 anos casada e com um filho meu de 5 anos e temos planos de adotar uma menina este ano! ser adotada foi a melhor coisa da minha vida eu amo minha mae, pai e irmaos, obrigada Deus! se voce quer adotar nao tenha medo, nao pense nos problemas que vai ter pense somente nas alegrias, pois os problemas podemos ter um um filho biologico tanto como um adotivo, e as vezes os problemas nunca vem, seje sincero conte a verdade sobre a adocao e seje feliz!

    Thumb up 18
  50. sou adotada eu apanho muito
    meus pais miim espancam e ja tentaram miim matar
    até que eu fugi de casa e encontrei uma nova familia
    e sou muito feliz agora
    e tenho 7 filhos adotados com o meu amor
    henrique eles mim ensinaram muita coisa e hoje sou amulher mas feliz!!!*

    Thumb up 6
  51. Não convivo com pessoas adotadas nem sou adotada, apenas conheço 2 moças, mas sem muita intimidade.

    Fico imaginando que a adolescência deva ser muito difícil para os filhos adotados. Porque, mesmo quando somos os filhos biológicos de quem nos cria, entramos numa fase complicada, em que, muitas vezes, queremos “sumir”.

    Se a pessoa é um filho adotado ela deve ficar pensando: “onde eu estaria se eu não estivesse aqui? Eu estaria melhor? Meus pais biológicos me entenderiam melhor?”

    Mas os filhos adotados devem pensar que este mal estar da adolescência é comum a todos nós. É pior para uns, menos ruim para outros, mas todos sofremos de alguma forma ao começar a trilhar o caminho da fase adulta.. Talvez este detalhe de ser adotado faça o adolescente ou a pessoa adulta mesmo ficar se questionando demais.

    O que eu acho é que, apesar de ser difícil, cada um dos polos desta relação, ou seja, os pais adotantes e os filhos adotados deveriam colocar-se no lugar do outro. Os filhos adotivos, por exemplo, deveriam pensar no quanto de amor seus pais tinham para dar quando os acolheram e no quanto eles foram desejados. Por outro lado, os pais adotantes deveriam pensar na angústia que eles também sentiriam se eles não pudessem, por qualquer motivo que fosse, ter estado com seus pais biológicos.

    Esta troca de papéis imaginária poderia fazer com que ambas as partes se aproximassem. Porque, no final das contas, o que importa não é estarmos com pessoas que nos dão suporte e amor?

    Sei que não deve ser nada fácil este relacionamento, mas penso que é possível, principalmente se o diálogo, o carinho e um lar bem construído foram a base de tudo.

    Uma última coisa: pelos dois exemplos que tenho de moças adotivas, acho que os pais as mimaram demais. Será que isto também não ocorre com frequencia?

    Thumb up 4
  52. Olha pessoal, li todos o depoimentos aqui, e eu sou umam ãe adotiva, tenho 2 filhos adotivos, uma adolecente de 15 anos q foi adotada com 5 meses e um menino de 2 anos e 10 meses, que ainda estamos em processo de adoção que veio para nossa família com 3 dias de vida. Eles são a minha razão de viver, durco e acordo pensando neles. Sei que na educação de minha mais velha possa ter errado em alguma coisa pois foi a 1º, mas quero acerta muitro com ela pra vida toda e com o menino estou mais tranquila, p q aprendi muitas coisas com a primeira experiência, e olha nem lembro de que eles são adotivos, isso que é o mais legal da adoção, em muitos momentos esquecerque ela existe dentro de casa, fora de casa em todo lugar.
    Por não acho que por que eles são adotivos que temos nos pais adotivos ficar o tempo todo falando esta palavra para justificar algo.E para mim é o que importa me sentir mãe deles, por ver eles crescerem ao meu redor, ouvi-los me chamar de mãe, e contarei pro mais novo do mesmo geito que contei pra mais velha, ela lida bem com isto, ela ate já conheceu as irmãs dela por parte de sangue, e olhe as vezes sou eu que a lembro que elas existêm, só acho que esta questão de desajuste emocional só acontece em lar adotivo que esta questão de adoção é colocada todos os dias na mesa do café come se fosse inevitavel não ter que falar isso pra eles. Amo eles como se eu mesma os tivesse gerados, pois os gerei sim em meu coração. Ser mãe não é só questão de genetica, é questão de amor. Por que se fosse questão de genetica não haveria crianças abandonadas. todas estariam com os seus pais geneticos, é o contrario que acontece, existem várias instituições espalhadas no mundo lotadas de crianças abandonadas. E os que são adotivos aceitarem ou não a situação deles, só depende deles, pois todos nos temos liberdade para acharmos o que quisermos da vida que pais biologicos ou não nos proporcionaram na vida. E tem uma coisa que falo sempre quando vem com esta istoria de meus filhos me daram trabalho, fala pras pessoas: Pois é, por isso que as cadeias e penitenciarias estão lotadas só de filhos adotivos. Ninguem lá é filho legitimo, só adotivos mesmo, por que filhos legitimos só são uma benção pras famílias ne??? Ai não tem outra pessoa cala na hora.

    Thumb up 11
  53. Acho que cada caso é um caso, cada um tem sua história. Da mesma forma que existe uma ilusão de que toda mãe biológica é um ser “mágico” que sempre ama incondicionalmente seu filho, também existe o mito de a mãe adotiva é sempre maravilhosa e trata com todo o amor do mundo o filho adotado.
    Nem todos os filhos adotivos são bem tratados em seus novos lares e acho que não podemos julgar os filhos adotados que não se sentem bem nos lares em que se encontram.
    Espero pela chegada de dois filhos através da adoção e posso dizer com toda certeza que em meu lar terão todo o amor e cuidado (e limites) necessarios para que se tornem adultos felizes. Espero que meus filhos possam compreender que apesar de seus pais biologicos não terem podido cuidar deles, a vida os encaminhou para um lar onde serão amados incondicionalmente. Todos os seres humanos passam por conflitos e dificuldades, em famílias biologicas ou adotivas, o que realmente ajuda a superá-los é amor, que todos precisam, onde quer que estejam.

    Thumb up 8
  54. Fico pensando…meu irmão é adotivo. O motivo dele ter sido adotado, é q a mãe biológica já tinha 4, era sozinha, pobre, rejeitou-o na gravidez o tempo todo, inclusive tentou abortá-lo e quando ele nasceu até a idade de 1 ano e 7 meses, foi agredido fisicamente…era uma criança linda, cheia de energia e apresentava algumas atitudes de quem era reprimido. Na medida q foi crescendo, ela apresentava um temperamento forte de querer impor ser limites, deu muito trabalho nas escolas…a minha família sempre muito carinhosa, atenciosa, porém sempre colocou limites…deu uma boa educação, sempre dialogou, nunca ficou passando a mão na cabeça! É dificil entender, ele sempre é muito grosso, acha q temos q dar dinheiro pra ele pq recebemos bem, isso na cabeça dele…Ele está com 28 anos e continua dando muuuuuuito trabalho, muita dor de cabeça, muitas lágrimas, apesar q percemos q ele tem um coração bondoso. Pode parecer estranho dizer isso, mas é verdade , ele é um excelente “menino”. Pedimos muito a Deus por ele.

    Thumb up 3
  55. Eu sou filha adotiva e passei 18 anos da minha vida sem saber disso.Todo esse tempo passei por vários problemas psicológicos e depressão.Depois que os meus pais contaram me sinto um pouco melhor mas, ainda percebo o tratamento diferente vindo da minha familia, meu pai sempre insinua que se separar da minha mãe a culpa é minha.Eu sou sempre julgada como uma pessoa interesseira e ingrata.Percebi que algumas pessoas que comentaram disseram que o adotivo tem uma ‘nova chance’.Mas eu não pedi pra nascer, quem teve alguma chance foi a minha mãe e meu pai biológicos que escaparam da responsabilidade de me criar.Eu detesto o ambiente que vivo, e sempre me sinto culpada pelas brigas.Se eu pudesse preferiria nem ter nascido.Acho que as pessoas que criticam as filhos adotivos que estão insatisfeitos deveriam pensar na angustia que é imaginar ‘como seria a minha vida se eu não estivesse aqui’

    Thumb up 0
  56. A grande maioria das crianças postas à adoção são órfás de pais vivos. Possuem avós, tios.
    Por isso, à exceção dos casos em que os pais os possíveis parentes apresentem distúrbios comportamentais sérios (estupros, violência), penso que nosso País deveria ter programas governamentais que dessem estrutura para os pais biológicos criarem seus próprios filhos.
    Porque tirar os filhos de uma mãe que pede esmola na rua, por exemplo? Não seria melhor investir no crescimento emocional e profissional dessa mulher?
    Mãe é mãe, seja ela como for, e salco os casos, repito, de distúrbios comportamentais sérios, elas preferem passar fome ao lado da mãe.

    Thumb up 1
  57. Camila,
    excelente seu texto. Mostra que discernimento ainda existe na humanidade. Impressionante como algumas pessoas ao invés de agradecerem o que receberam de bom da vida, ficam buscando desculpas para protagonizarem uma tragédia eterna. Mágoa porque foram adotados?? Mágoa porque alguém olhou para eles e deu a oportunidade de terem um lar?? Nossa! Estamos reescrevendo a página da grande “imaginação das mentes vazias e egoistas”. Será que as grandes livrarias iriam vender tais obras?

    Com tantas crianças a mercê de pais biológicos incompetentes, insanos ou inescrupulosos e tantas outras jogadas nas ruas ou em abrigos desumanos, passando fome, doentes e sem condições de se desenvolverem como cidadãos honestos, ainda vemos gente se revoltando porque tiveram a chance de viver e se tornar personagem consciente da sua existência…

    Este comportamento só reforça o fato de que cada um é de um jeito, e ser bom ou ruim, grato ou ingrato, resiliente ou “eterna vítima” depende da própria natureza do ser, e isto, é de fato individual.

    Thumb up 8
  58. ana carolina boa sorte com o filho/filha que você adotar pois você merece uma filha/filho que mereça o amor que você descreveu e que é o que você sente

    Thumb up 1
  59. OLHA SOU FILHA ADOTIVA FAREI 17 ANOS ESSE ANO AMO D+ MINHA MÃE ADOTIVA SE NÃO FOSSE ELA NEM SEI ONDE ESTARIA E ESSE NEGOÇO DE CRIANÇA ADOTIVA TEM DISTURBIO É TUDO IDIOTISSE DA CABEÇA DE QUEM NÃO TEM O QUE INVENTAR SEMPRE ME DEI BEM COM MINHA MÃE, NÃO CONHECI MINHA MÃE BIOLOGICA MORREU EU TINHA 2 ANOS DE IDADE E MEU PAI MORREU EU TINHA 5 ANOS QUE FOI QUANDO EU FUI ADOTADA PELA MINHA MÃE E AGRADEÇO TODOS OS DIAS A DEUS POR TER SIDO ADOTADA E QUERO QUANDO FOR MAIOR DE IDADE FAZER UMA BENÇÃO DESSA QUE É ADOTAR MAS NÃO SEI AS OUTRAS PESSOAS MAS SE SEU PAI BIOLÓGICO O “ABANDONOU” NÃO FOI ABANDONO ELE NÃO PODERIA CUIDAR DE VOCÊ JA PENSOU NISSO ? O MEU NÃO PODERIA CUIDAR DE MIM POR ISSO ME DEU PRA ADOÇÃO!!! DESCUBRA SUA HISTÓRIA PRA DEPOIS DIZER QUE FOI ABANDONADO POIS NEM SEMPRE O PAI QUER ABANDONAR MAS NÃO PODE CUIDAR QUEM FOI ADOTADO E ACHA QUE FOI ABANDONADO JA PENSOU NISSO ?

    Thumb up 7
  60. Nossa, ter filhos como o Carlos e a Perla era o meu maior medo quando eu pensava em adotar uma criança!
    Principalmente porque sou muito ciumenta, e não iria suportar que um filho meu quisesse ter uma outra mãe além de mim, ou pior: não me considerasse sua mãe só porque não nasceu de mim!
    (Tudo bem que eu sou muito nova, mas muita mãe deve sentir o mesmo, não é?)
    Vendo os depoimentos deles, parece que preferiam nunca terem sido adotados!
    Eles nem percebem o quanto estão parecendo ingratos com a nova chance que a vida lhes deu, só sabem lamentar a presença de pessoas que nunca as amaram nem se importaram com eles na fase mais importante de suas vidas, e enquanto lamentam por esses desgraçados, acabam rejeitando as pessoas que os amam sem se importarem de onde eles vieram, as pessoas que realmente os amam incondicionalmente!

    Quantas crianças estão em orfanatos e sonham com pais e mães adotivos, e os poucos que tem essa sorte desde pequenos se comportam dessa maneira revoltante!
    Ingratidão dói tanto quanto rejeição, sabiam?!
    Nunca pensaram no quanto seus pais (os pais que amam vocês, não os safados que os abandonaram!) estão sofrendo porque na verdade são VOCÊS que estão os rejeitando?!

    Não entendo que “laço espiritual” pode haver entre os pais biológicos que abandonam seus filhos e essas crianças, afinal é só a carne (a biologia) que os une, e nada mais!
    Quantos pais biológicos maltratam seus filhos!
    Quantas mães abusam sexualmente dos filhos e filhas nascidos de seus ventres, quantos pais biológicos estupram seus filhos, meninos e meninas!
    Quantos pais biológicos vendem seus filhos para a protituição, quantos deles matam de pancada ou simplesmente os atiram por uma janela no 9o. andar de um prédio!

    É esse o “laço espiritual” que só os filhos biológicos podem ter?
    Eu não entendo lhufas de espiritismo, mas qualquer um com dois neurônios pode entender que “laço espiritual” só pode ser feito com o espírito, NUNCA com o sangue!
    Vejo esse “laço espiritual” em pessoas que não tem nenhuma ligação sanguinea, mas se amam de verdade, porque amor verdadeiro é só aquele que é INCONDICIONAL!
    Se uma pessoa só pode amar os filhos que tem seu sangue, então nunca amou de verdade!

    Jorge Rossi, eu concordo com o pensador que você citou!
    “Os filhos biológicos são amados porque são filhos, os filhos adotados são filhos porque são amados.”

    Luciana e Ana Carolina,
    ter filhos e filhas como vocês é o sonho da minha vida!
    Espero ter a sorte que a mãe de vocês teve quando encontraram vocês!
    Filhas como vocês são uma bênção para qualquer mãe!

    Maria Elisa, mesmo a sua filha rejeitando você assim, posso ver que você a ama de todo o coração! Você é uma mãe maravilhosa, nunca duvide disso! Um dia sua filhinha vai perceber a sorte que teve ao te encontrar!

    Eliane, viver a angústia que você vive hoje era o meu maior medo em adotar uma criança, até que descobri que a maioria dos filhos adotivos não são como os revoltados que postaram aqui.
    Na verdade eles são exceções (e qualquer psicólogo pode te confirmar isso) e só reajem assim porque foram amados demais por seus pais, que exageraram no zelo por eles exatamente para que não se sentissem diferentes dos demais, mas acabaram criando filhos mimados, egoístas e até cruéis, pois não se importam com o sofrimento que estão causando aos seus pais.
    É maravilhosos ver como filhos adotivos bem criados nem percebem a diferença entre eles e os irmãos, até mesmo quando pertencem a grupos étnicos diferentes!
    Porque eles simplesmente amam seus pais e seus irmãos incondicionalmente, e o resto é tolice!
    Se você não fizer diferença entre seus filhos, não precisa ter medo de nada.
    Eu sei que essa criança que voce ama tanto não vai te rejeitar por causa de uma mãe que ele nunca viu!
    Sua angústia só mostra o quanto você ama seu filhinho!
    Você é uma ótima mãe, não se preocupe!
    A mãe dele é você, e basta!

    Eliane e Maria Elisa,
    espero um dia ser capaz de ser uma mãe tão maravilhosa quanto vocês são! Um abraço!

    Thumb up 5
  61. ADOTEI UM MENINO DE 1 MES, ELE JÁ TEM 4 ANOS
    SOU CASADA COM UMA MULHER E VIVO MUITO FELIZ
    E O CASO DE TER SIDO ADOTADA, NADA INFUENCIOU,SOU ASSIM E ALÉM DE SER ADOTADA SOU LÉSBICA E TODOS MIM AMAM.TEM LIÇAO MELHOR QUE ESSA.

    Thumb up 4
  62. estive aminutar.
    sabe ,ninguem sabe que sou adotiva pois prometi pra mim que nao iria contar pra ninguem, e até hoje só sabemos eu e minha mae e meus irmaos, mais ninguem toca no assunto até pk essa caso já é incerrado.só desejo a essas pessoas adotivas que ame sua familia, que nao se sinta rejeitado, essa palavra só pode ser usada pra pessoas que vivem sem ninguem, mas se tens uma familia que te ama,olha para o ceu e agradece a DEUS POR ISSO.DE ALGUMA FORMA SOMOS ESPECIAIS, CONFIA EM DEUS ELE SABE O QUE FAZ.

    Thumb up 7
  63. acredito que DEUS sabe todas as coisas,uma dela e o caminho certo pra cada um de nós.
    sou adotada e antes de nascer já esperavam por mim pessoas escolhidas por DEUS. sendo essas; pessoas sem vinculo nenhum para comigo,mais,que aparti daquele momento ia fazer parte da mionha vida.
    ao crescer tomei conhecimento sobre o fato,apenasconfiei em DEUS.
    Sei que tudo que ele faz é para o nosso bem,nao argumentei apenas aceitei e sou feliz sem reaçoes exarcebadas.e agradeço a DEUS PELA MINHA FAMILIA.E NAO ADIANTA QUERER ENTENDER PQ NEM SEMPRE ENTENDER É O CAMINHO
    OBRIGADA.

    Thumb up 7
  64. Gostaria de poder passar para essas pessoas que são adotadas e que se sentem rejeitadas, que,,eu adotei uma menina, com 10 meses de vida, ela veio muito doente para minha casa, cuidei dela com todo amor e carinho, hoje ela tem 12 anos, está me dando muito trabalho, por sentir essa rejeição que não sai do coração dela, tenho mais dois filhos biológicos, e a sensação que tenho, e que amo muito mais essa menina que meus próprios filhos, dou minha vida por ela, então….. meninos e meninas, enquanto um rejeita(mãe e pai biológico) eu dou amor e tenho amor muito mais amor para dedicar a ela, pergunto…..Porque chorar o leite derramado??? porque não aproveitar esseamor e ser feliz?

    elisa

    Thumb up 4
  65. oi tudo bom.meu nolmi e eliane eu soul ulma mulher adotada e quero adotar ulma menilna porque eu sei uquier ser adotada……………obrigado,

    Thumb up 2
  66. É tanta ingratidão que eu me revolto!! Se tivessem noção do que muita crianças que não é adotada passa, essas crianças que hoje são adolescentes ingratos e foram adotados teriam que ter pelo menos um pingo de gratidão!!

    Thumb up 3
  67. Bom
    eu adotei uma criança com 2 dias de amamentei ele por 3 meses
    foi deixado pela mãe biologica com 10% de vida ficou entubado 15 dias
    teve uma parada respiratória …enfim sofreu muito
    ouvindo estes comentários fico com medo , meu filho esta com 2 aninhos
    e gente ele é minha razão de viver, meu ar , meu tudo
    tenho medo de um dia ele se revoltar
    pretendo contar toda a verdade sempre a ele, mas fica a duvida
    eli

    Thumb up 2
  68. sou filha adotiva e tenho em minha familia um amor incondicional, alem de primos e tias adotivas, acho que cada um tem o seu destino ,o meu foi vir de uma mãe e ter outra para me ensinar o caminho do bem .
    ja tive muita revolta por ser adotiva, mas hoje com a maturidade entendo que é uma condiçao ,não uma puniçao sou feliz com minha familia e todos me amam muito , uma das atitudes que devemos buscar é procurar ajuda profissional quando não conseguimos resolver nossos problemas emocionais, assim a vida fica leve e os problemas se tornam soluçao.

    Thumb up 4
  69. A minha posição perante uma situação destas é bem clara, pois lido com uma pessoa muito próxima que faz uma grande parte e muita diferença na minha vida, faço das palavras do Carlos as minhas, pois a infelicidade familiar é sempre constante pelo fato de sentir-se rejeitada, vejo o quanto à força de vontade é redobrada que ela carrega interiormente, nunca usou bebidas/drogas ou envolveu-se em brigas, hoje com 19 anos o poder de superação vem cada vez aumentando e sua curiosidade de conhecer sua origem em minha opinião será eterna. Na posição que me encontro só tenho como dar o melhor de mim e acreditar sempre em nossa evolução espiritual.

    Thumb up 1
  70. Olá, Carlos.

    Ao meu entender o laço espiritual é forjado em vida e mais importante do que um laço biológico. Se este laço espiritual fosse tão forte certamente nenhum filho nunca seria abandonado pelos seus pais. Fica evidente que apenas o que resta, quando se deixa o próprio filho na mão de outros, é uma ligação genética, nada mais.

    Eu já comprovei que laços espirituais nós criamos com quem queremos e eles são mais fortes do que os cosanquíneos. Um exemplo é o que ocorre entre marido e mulher (obviamente não entre todos os casais).

    Acho que grande parte daqueles adotados que são abandonados pelos seus pais tem uma grande dívida de gratidão com seus pais adotivos e tem que agradecer pelos pais biológicos terem sido inteligentes o suficiente para se darem conta que não estão à altura da empreitada da maternidade/paternidade. Tantas desgraças e misérias ocorrem por falta de consciência sobre isso, quando pessoas incapazes insistem em não dar seus filhos para adoção.

    Thumb up 5
  71. Eu sou adotado e posso dizer exatamente o q acontece em minha mente.
    Ñ importa o q seu os pais biológicos sejam, sempre existirá um laço q faz ligação com seus filhos. O sonho de todo filho adotado era q seus pais biológicos os amassem. Uma pessoa adotada carrega a vida inteira a dor de um dia ter sido rejeitada pela pessoas mais importantes de sua vida. Por mais q uma pessoa ñ goste de seus pais biológicos existe uma energia (alguns chamam de espírito) q sempre o faz pensar como seria se tudo fosse normal. Existe muito preconceito em relação à uma pessoa adotada, sempre q ela é citada os autores do comentário deixam bem claro que ela é adotada. Os pais adotivos podem amar seu filho, mas sempre faltará o laço “espiritual”, pois este só existe entre a família biológica.

    Thumb up 2
  72. ACHO QUE SÓ QUEM PASSA POR ISSO É QUE SABE REALMENTE O QUE SENTE,POIS FUI ADOTADA QUANDO CRIANÇA MEUS PAIS SEMPRE ME FALARAM ISSO.QUANDO EU ERA CRIANÇA NÃO LIGAVA PRA ISSO ,MAIS AGORA O FATO DE SER ADOTADA ME ENCOMODA BASTANTE;ODEIO ESSA HISTÓRIA DE SER ADOTADA,ACHO QUE NUCA ADOTARIA UMA CRINÇA,POIS NÃO GOSTARIA QUE ELA PASSASSE POR ESSA ANGÚSTIA QUE ESTOU PASSANDO AGORA.

    Thumb up 0
  73. Todos os estudos realizados dentro dos princípios científicos são importantes ao conhecimento da natureza em forma geral.
    Mas gostaria apenas de ponderar, que quando se realiza uma pesquisa científica, devemos levar em ponderação a metodologia utilizada, ou seja, a percentagem da população envolvida na pesquisa, o tipo de amostra populacional envolvida, o método de abordagem utilizado, entre tantas outras variantes que, mesmo dentro de uma pesquisa metodologicamente científica, podem conduzir o resultado da pesquisa a direções diferentes.
    No tocante a pesquisa realizada, devemos nos atentar ao fato de que, estamos abordando o ramo da ciência comumente conhecido como “ciências humanas”, qualquer pesquisa realizada nesta área sofre impacto da ação humana, ou seja, da variação social, em suma da sociedade.
    Então analisemos a base de amostragem, a sociedade americana.
    Não vamos devagar sobre as diferenças entre a sociedade Anglo-Saxão americana, e a sociedade Latino Americana brasileira, acredito que todos nós em um grau maior, ou menor, conhecemos as principais diferenças entre ambas.
    O que quero dizer, é que devemos ter certo cuidado, ao tomarmos por conceito ou verdade, uma pesquisa humana que tem por base de amostragem, em uma sociedade, que difere profundamente em muitos aspectos a nossa. Posso até concordar com o fato de que os seres humanos não variam tanto de uma sociedade a outra, quando analisamos o aspecto individual, mas neste caso estamos analisando um comportamento social.
    Somente gostaria de salientar este ponto, pois estamos nos acostumando a tomarmos por verdade, pesquisas “humanas” realizadas em sociedades com características sócio-econômicas, um tanto quanto diversa da nossa.
    Estamos analisando crianças, adolescentes, pais e psicólogos de origem social americana, e estamos adotando os resultados desta análise como padrão para nosso comportamento, brasileiro, latino americano.
    Além de que, quando a matéria, diga-se de passagem, muito bem dimensionada, ressalta que o casal deverá se preocupar na próxima década com o comportamento dos filhos, me parece um pouso ilógico manter uma premissa social por um período tão grande, e tão passivo de alterações, como o comportamento humano e a sociedade moderna.
    Como exemplo, podemos citar o comportamento social dos jovens nos anos 70, e o comportamento social dos anos 80, é flagrante a variação, o que não acontece se analisarmos o comportamento social dos jovens, nos anos 10, 20 ou 30, onde a variação não é expressiva.
    Não obstante as minhas palavras concordo que em “via de regra”, o aspecto psicológico de crianças adotadas é diferente das crianças mantidas no convívio biológico, tanto para estável, como para instável, ou no popular, tanto para melhor, como para pior.
    Não concordo veementemente que esta variação comportamental seja um empecilho para que as pessoas optem por não adotar uma criança, pois acima da ciência e da lógica racional humanas, está um pequeno ato característico de nossa espécie, ato que nos torna diferentes dos demais seres vivos que habitam este planeta, ato a que, chamamos humanidade. A qual por sua vez provém de um sentimento, um tanto quanto esquecido, um ato chamado simplesmente, AMOR!!! Não amor ao próximo, mas ao próximo que não seja nosso próximo.
    Um pensador do qual não me recordo o nome disse: “Os filhos biológicos são amados porque são filhos, os filhos adotados são filhos porque são amados.

    Thumb up 7
  74. Apesar de o senso comum sempre colocar este assunto em pauta (crianças adotadas normalmente apresentam mais facilidade de distúrbios do que as demais), achei muito válida e interessante a pesquisa. É sempre bom ter fonte científica para os fatos.
    Lembro de ter ouvido, ainda quando criança, adultos dizendo: “Fulano fez isso (algo de errado)…também, é revoltado porque é filho adotivo.”
    Achei que foi de muita importância a ressalva no final da matéria, que coloca que os dados da pesquisa não devem desencorajar as adoções.
    É essencial que os pais adotivos tenham conhecimento disto, para que possam agir com mais cautela e busquem mais conhecimentos na hora de educar seus filhos, fazendo com que estes índices não os atinjam.
    Afinal, acredito que filhos sejam como plantas: cada uma necessita de cuidados diferentes e especiais para que sobrevivam e floresçam.

    Thumb up 0
  75. Dizer a verdade, e educar de uma forma aberta e segura e o melhor caminho.
    Problemas emocionais acontecem mesmo com filhos legitimos.
    Adotar e AMAR DE VERDADE, cura feridas da alma.
    PAZ E EQUILIBRIO A TODOS.

    Thumb up 7

Envie um comentário

Leia o post anterior:
ceia-450
Você pode engordar 5 kg nas Festas de fim de ano?

A sabedoria popular ...

Fechar