Crianças adotadas podem ser mais problemáticas

Publicado em 12.05.2008

Revista HypeScience

Um lembrete para Angelina Jolie e Brad Pitt: a próxima década poderá ser difícil. Como os pais adotivos mais famosos do mundo, os atores podem ter ficado alarmados quando souberam dos resultados de um novo estudo que afirma que filhos adotivos possuem quase o dobro da possibilidade de, na adolescência, desenvolver problemas comportamentais ou emocionais. O estudo também abre a questão sobre o que estaria por trás desse risco acentuado: Os pais adotivos ou a genética?

Pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos EUA, descobriram que 14% das crianças nascidas e adotadas naquele país possuem problemas comportamentais ou entraram em contato com profissionais da área da saúde mental durante a adolescência.

O relatório divulgado nesta segunda-feira afirma que “Apesar da popularidade da adoção, há uma preocupação persistente de que crianças adotadas possam ter riscos elevados de problemas da saúde mental ou de ajustamento.

Pesquisas sobre adoção tem feito afirmações similares por muitos anos. O que este estudo desafia são as razões por trás deste fenômeno.

Foram estudadas mais de mil crianças, adotadas ou não, neste estudo liderado por Margaret Keyes. A psicóloga e seus colegas descobriram que a disparidade entre adotados e as demais crianças pode ter origem em fatores inatos como cuidados perinatais ou os genes dos pais de nascença.

Outra descoberta surpreendente feita por este estudo foi constatar o fato de que, as crianças adotadas de dentro dos próprios EUA, têm mais chance de distúrbios comportamentais do que aquelas adotadas de outros países. Estas crianças têm muito mais probabilidade de internalizar seus problemas e sofrem mais comumente de depressão ou de distúrbios de ansiedade causados por separação. Estas descobertas vão contra a noção generalizada de que crianças que são adotadas de países estrangeiros tenham mais dificuldades em se adaptar às suas novas famílias.

Apesar disso a pesquisadora afirma que não há nada nestes resultados que deva desencorajar a adoção. “Todos os adolescentes lutam para encontrar sua identidade”, disse Margaret. “Faz sentido que as crianças adotadas tenham que lutar mais do que as outros.” [Fonte]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

105 Comentários

  1. Não sei qual foi à condição de criação de cada um, mas se tem uma coisa que sou grata todos os dias foi por ter tido a família que tive, onde fui escolhida, acolhida e amada por meus pais, que são realmente meus pais!
    Muitas pessoas criam expectativas na vida e na vida de um filho, seja ele biológico ou adotivo, e por essas expectativas não se cumprir transfere-se a culpa na criança! Isso é desumano e isso que causa problemas nas pessoas, seja de um filho adotivo ou não!
    Crianças e adolescentes dão trabalho, isso é um fato! Se você quiser ter um filho e achar que vai ser fácil, que não terá de se dedicar a ele, dará mais trabalho ainda.
    Ninguém fala, ta vendo é FILHO BIOLÓGICO, quando um adolescente filho biológico, se refugia na droga, ou faz qualquer tipo de coisa errada… agora se é filho adotivo qualquer deslize isso vem a tona!!!Isso pode acontecer com qualquer ser.
    Acredito que a verdade e a ótica pela qual você vê as circunstâncias da sua vida é que determina como você viverá.
    Sou com muito orgulho e amor, filha adotiva dos meus pais… nunca tive curiosidade de conhecer os meus pais biológicos.. acredito que eles foram meros fundadores de algo muito maior na minha vida.
    Meus pais não são ricos, sempre vi meu pai batalhar muito para ser honesto… ouvi muitos “não”s… comecei a trabalhar muito cedo e me orgulho de toda criação, amor que meus pais me proporcionaram, tivemos desentendimentos na minha juventude sim quem não teve! Mas passou!!!
    Comece a pensar que você foi escolhido, e não abandonado e aceite o amor maior de pessoas se morreriam por você!!!
    E comece a amá-los de forma que se fosse preciso morreria por seus pais tb!!! Ame, agradeça e viva o presente que a vida te deu! A família que você tem!
    E você pai adotivo, pare de pensar que só porque o seu filho é adotado ele te dá trabalho, o amor é a maior prova que tudo pode ser mudado! Mude suas atitudes e de o primeiro passo de amor para com ele, e ponha a prova!
    É só ele que poderá mudar situações de desgaste de uma relação que vem muito tempo dando errado! Aceite seu filho como seu melhor bem, ele é a sua herança!
    Hoje pude ajudar alguém, gostaria muito de poder ajudar mais pais/filhos adotivos ou até biológicos a se encontrarem, como eu encontrei, amei a vida que tenho.

    Thumb up 1
  2. Oii,estou passando por uma situação muito difícil.Há 7 anos qdo me casei adotamos “de coração” a sobrinha dele,filha da minha cunhada mais velha q nunca criou os filhos,minha sogra q sempre fez isso por ela mas um ano antes de me casar ela faleceu e como meu esposo na época era o homem da casa continuou conduzindo a situação ate nos casarmos.Mas dai a mãe biológica apareceu e tinha casado e q o marido aceitava os filhos e os levou,a minha filha não conseguiu morar muito tempo c eles pq além das brigas constantes …certo dia o sogro da mãe dela agrediu e tentou mata la.Foi nessa ocasião q todos vieram p minha casa mas como a minha cunhada nunca havia sido mãe não sabia como agir e deu a menina p uma amiga,amiga essa q não era muiito boa referencia p ninguém …a menina me pediu chorando p ficar comigo pq a mãe dela não queria mais ela e q tinha levado o irmão de volta p casa e mandou ela p casa da amiga,e desde então eu e meu esposo chamamos ela p conversar e dissemos a ela q nós a queríamos mas em definitivo e a mãe mandou tudo tudo da menina q tinha na casa p nós,isso querendo dizer o q?…Toma neh!
    São 7 anos de muita luta pq hoje a minha filha tem 19anos,necessita de acompanhamento psicológico por causa da rejeição e sofre c enurese (faz xixi na cama).É uma luta muito gde pq sabemos q é tudo emocional.Minha filha é linda,muito inteligente e todos q a conhecem não conseguem não gostar dela.
    Mas em todos esses anos sempre fiz de tudo p deixa lá próxima da mãe,trazendo p casa,dividindo os problemas pq nunca quis tomar a filha dela mas sim amo como filha e cuido como tal.
    Mas hoje já estou me arrependendo disso pq qdo aconteceu o incidente e a mãe não a quis eu a trouxe p casa e todos da família dela me reprovaram mas o fiz por amor!
    Agora como minha filha estuda fora e só esta em casa nas férias,elas se aproximaram (pq estão longe)e viraram melhores amigas,falam mal de mim até e qdo ta em casa fala mal da mãe p mim e não quer ir p casa dela mas qdo vai(pq eu mando ir)volta outra pessoa,fria.
    No ano passado por causa da enurese a Facul(Faculdade Cristã onde os alunos moram) a intimou a voltar somente depois de um parecer médico,caso tivesse q operar enfim pq já estava passando da hora de resolver esse problema q estava prejudicando a vida dela na Faculdade.Fizemos todos os exames q confirmaram aquilo q já sabíamos “q era tudo psicológico” mas a mãe já queria opera la a todo custo e falou q iria comprar fraldão e tudo p ela…enqto ela estava em minha casa eu e meu esposo sempre lutamos c esse problema dela,nos revezávamos anoite p levarmos ela ao banheiro,todas as casas q moravamos o quarto c banheiro era dela,dormiamos no chão do quarto dela p q ela não fizesse xixi na cama mas msmo assim não adiantava e percebiamos q qdo a mãe ou o pai(q tbém não faz questão dela) sumiam e demoravam a ligar ou a procura la a situação só piorava.Enfim e no fim desses exames a mãe mandou a menina de volta p a Facul sem eu siquer saber,ela foi dormir na casa dela e no dia seguinte outra cunhada q me avisou q a minha filha ja tinha ido embora.
    Ela sofreu acidente lá em GO e como moramos em MT fui p lá cuidar dela a mãe me cobrou p ficar cuidando dela lá e por ai vai.
    Mas o q me doi não é o q minha cunhada faz comigo mas sim pq ela permite…pq ela já é grande e pode me ligar ou falar não a mãe dela mas não…
    Ela estuda fora sou eu quem pago todas as despesas dela dou amor e carinho mas o q acontece c ela fico sabendo pelos outros pq ela não me atende todas as vezes e nem minhas msgs e isso magoa muiito.
    Perco noites em claro preocupada c ela,qdo acontece algo importante(problemas)ela me liga e eu largo tudo e saio correndo p ajuda la.Mas eu fico doente,fiz cirurgia do coração e nenhuma das duas siquer me ligaram.
    Isso doi muiito e me pergunto sempre onde estou errando,pq amo demais ela,cuido e educo sempre, como faria com os meus filhos(pq ainda não pude ter) e ela nem ai p mim,dá muito mais valor a mãe q nunca a quis.
    Meus amigos e familia dizem p eu esquece la pq ela já é gde e tem q quebrar a cara sozinha p dar valor,mas como ?eu talvez nem consiga ter filhos devido a problemas e como deixar de ama la se p mim ela é minha filha?
    Vou tentar adotar p ver se assim a deixo seguirem sua vida e eu darei amor a quem realmente necessita de mim!

    Thumb up 2
  3. Eu fui adotada e sofro muito … tenho mais 5 irmãos que jogam na minha cara desde que eu me entendo por gente ! Quando vou fazer uma coisa pra minha mãe ela nunca fica satisfeita me chinga o tempo todo … Quando ela tá doente eu sou a primeira a levar ela no hospital os outros filhos biologicos só dão desgosto e ela desconta em mim ! E posso da a vida por ela que ela sempre vai dizer não passa de sua obrigação …é como se eu me sentisse só no mundo e os que machuc ela faz de tudo ! Pra vcs que for adotar uma criança pensa bem se vc vai amar ela pro resto da vida porque toda pessoa erra nas vezes q ela erra vc magoar joga na cara dela ela vai se sentir um lixo e ela é um ser humano não um cachorro .Tem muitas mães adotivas boas pena que não tive essa sorte vcs q são biologicos tem q agradecer vcs não sabe o q é q nós sente e nunca vai sentir !

    Thumb up 5
  4. Boa noite. Fui adotada recém nascida. Minha Infância foi linda. mais sempre vivi no meu mudinho era uma criança diferente, gostava de está sozinha. Fui mimada até d+ Perdi meu herói com 9 anos. meu pai foi um grande homem… Tenho certeza que meu pai biológico jamais conseguiria reproduzir o que meu pai adotivo foi para mim, mas o destino me tirou ele foi uma perda dolorosa e terna. Sou filha única é adotada… Minha Mãe estar sendo uma grande mulher na minha vida, ela é meu tudo amo e respeito. Mais irei confessar sou uma pessoa difícil: Tenho há personalidade forte, e sensível.. Tenho muitas noias e neuras. Ás vezes tenho medo do meu psico… Ás vezes sou obsessiva, não consigo criar laços amorosos afetivos. Sou complicada. Hoje sei minha historia, e não é interessante não tenho vontade de conhecer minha mãe BIOLÓGICA. fui feliz com os meus pais de coração.. Meus pais adotivos me deram todo amor me mimaram bastante: Mais afirmo sou complicada.. Isso atrapalha bastante principalmente em relacionamento amorosos.

    Thumb up 2
  5. Acredito que o que pode trazer grandes frustrações para todos os envolvidos na adoção é a expectativa de que filho adotado será mais grato ou qualquer outra coisa mais do que um biológico. ERRADO.
    Filho é filho … trazem alegrias e também preocupações.
    Não quer ter nada disso? Não tenha filhos … sejam eles de qual DNA forem.
    Se tirarem um minuto para analisar verão que tudo o que acontece no caso biológico, acontece no caso adotivo. Só que quando é no caso adotivo, a primeira explicação que cabe: é porque é adotado.

    Thumb up 6
  6. Alguns depoimentos aqui me impressionaram. Muitas pessoas reclamando de serem sido adotados, mas tb. não há muitos filhos biológicos que dizem que não pediram para nascer? Podemos ter muitos ou poucos problemas em nossas famílias adotivas ou biológicas, mas temos a obrigação de procurarmos sermos pessoas melhores e aproveitarmos as chances que a vida nos deu. Meu irmão e minha cunhada estão na fila da adoção e, sinceramente, minha sobrinha já é amada por toda família como se minha cunhada estivesse grávida. Problemas e alguns aborrecimentos? Muitos filhos dão… Discordância entre pais e filhos? Isso sempre ocorre em relação a alguns assuntos. Tenho certeza de que minha sobrinha foi feita (ou ainda será, caso não tenha nascido) para entrar na minha família e ser filha do meu irmão e da minha cunhada. As pessoas só devem adotar sabendo que TODO filho dá trabalho. Os filhos adotivos e biológicos devem saber que sempre pode ocorrer um ou outro conflito com os pais, mas isso não significa que não são amados. Só um comentário sobre a adoção legal: muito burocráticas. Muitos pais querendo adotar e muitas crianças para serem adotadas, mas não acho o sistema muito claro em relação à fila de adoção… Fiquei até assustada com uma mãe que demorou 5 anos para adotar… Torcendo para que minha sobrinha venha logo.

    Thumb up 9
    • Concordo plenamente!

      Thumb up 3
  7. Sou filha adotiva. Tenho 34 anos e aos 4 anos, uma empregada com raiva da minha mãe adotiva, pegou uma foto da minha mae biológica e falou que ela era minha mãe verdadeira. Minha mãe adotiva não conseguia engravidar, perdeu 4 filhos na gestação. Então eles me pegaram para criar, não foi uma adoção legal, já me pegaram no hospital e me levaram pra casa. Meu pai biológico, é irmão da minha mãe adotiva, e aos 21 anos o conheci. Mas nunca acreditei que ele fosse meu pai biológico. Minha mãe não conheci. Conheci muitas versões da minha história e por isso carrego uma grande interrogação. Quando eu estava com 5 anos, minha mãe adotiva teve o seu primeiro filho biológico e com ele começaram as humilhações, a indiferença, os insultos, o desprezo. Ela nunca conseguiu me aceitar como filha, tentou de todas as formas jogar o meu pai adotivo contra mim. Nunca teve um gesto de carinho, um abraço, um beijo. Ouvi da sua boca palavras como: você é ordinária como sua mãe, sua mãe era uma puta, arrependi de ter adotado vc, você foi achada na lata de lixo, seu pai deveria procurar sua mãe para entregar vc. Minha vo morreu dizendo que se arrependeu de ter pedido a minha mãe para que me adotasse. Passei uma vida buscando respostas, chorando por dentro, me sentindo pequena, alguem desprezível incapaz de despertar o amor da minha mãe de sangue e da minha mãe adotiva. Tive repentes de ódio, de querer morrer ou fugir, fui problemática na escola, fiz xixi na cama até os 15 anos e ela me humilhando me chamando de mijona na frente de todos, me fazendo ficar com o colchão na cabeça secando no sol. Ouvi meus irmãos repetir a mesma coisa, mas nem sabiam o que era. Via o carinho dela com meus irmaos, eles dormiam na cama dela, deitavam la pra ver tv, e eu nao podia. Quando fez minha festa de 15 anos e eu nao queria, falou que iria fazer sim, pra nao dar motivo de ninguém falar que não fez pq eu era adotada. Fez tudo como ela queria, como se fosse dela. Ao mesmo tempo que eu sentia ódio dela, queria que eu pudesse fazer com que ela me amasse como eu a amava. Eu não tive outro pai e mãe, aquela era a minha família, minha única família. Eu nunca tive raiva da minha mãe biológica, jamais questionei o motivo dela ter me dado para eles, em todas as minhas orações agradeci pela vida que ela me deu. Queria preencher paginas em branco da minha vida, quis com todo coração conhecer minha mãe, poder abraça-la.

    Thumb up 29
    • Olá , meu nome e Carla tenho 39 anos quero me conectar a vc trocar mais idéias, pois comecei a ler sua história de vida e pareecia que vc estava falando de minha pessoa.muito parecida com minha história. Um abraco

      Thumb up 0
  8. Voces parecem viver num conto de fadas, eu sou adotado e nao é bem assim. Os pais adotivos sao pessoas completamente diferentes e as vezes até complicadas. e nao conhecer os pais verdadeiros é muito triste. eu preferiria ser criado com a familia verdadeira catando lixo do que aturar padrasto, madastra e parentada esnobe.
    quanto a contato com profissional de saude mental é muito mais do que 14% tanto pra pessoas adotadas ou nao, pelo menos no RS

    Thumb up 31
  9. quero receber informações sobre adotar uma criança entre 1 ano de idade até 3 anos de idade..e tudo o que precisamos saber sobre a adoção e a adaptação da criança em nossa casa..Agradeço a atenção!
    Obrigada!

    Thumb up 9
    • Prezada Julliana, você pode acessar o site do Renascer: http://www.adocaorenascer.org/ ou o facebook do “renascer belém”.

      Outro local interessante para visitar é o facebook: “diario da adoção” este site fornece várias notícias e depoimentos sobre o assunto, foi neste site que encontrei esta discussão do Hypescience.com
      Att. Wellington Lima (Presidente do Grupo de Estudos e Apoio a Adoção de Belém)

      Thumb up 2
  10. O Brasil infelizmente é um país ainda caminhando na questão da adoção, enquanto na Europa e na América do Norte isso é visto como gesto nobre e normal, conheço pessoas muito próximas que insistem em dizer que isso é uma loucura e vários outros argumentos cheios de preconceito e desconhecimento. Eu conheço muitos casais que tiveram filhos ‘por acaso’ e que nem queriam, mas tiveram que criar, outros mais covardes optaram pelo aborto, no entanto, conheço casais com tanto amor para dar para uma criança e que a nossa sociedade chama essas pessoas de loucas. Eu tenho 30 anos, sou formada em 2 faculdades, já viajei para vários lugares do mundo, sou casada, amo meus pais mais que tudo e sou adotada. Eu me sinto a pessoa mais sortuda do mundo, por ter encontrado um lar, pessoas que amam mais do que tudo e que fizeram de tudo para eu ser feliz. Acho que os laços criados são mais importantes que a genética, por isso me chateia quando alguém reclama de ser adotado ou critica a adoção. Adotados e adotantes são pessoas que estão em outro nível espiritual, muito superior as pessoas ‘comuns’, mas é necessário sentir essa elevação. Agradeço todos os dias pela vida abençoada que tive e tenho. Estásticas são estáticas passíveis de erros e parcialidade, a proporção na dificuldade de criação e jovens com problemas é a mesma, o problema não está nos filhos, mas sim nos pais, tanto biológico, como adotado.

    Thumb up 65
    • Olá … sou adotado e só vim a descobrir isso com meus 27 anos pois devido a uma discussão entre família ( minha tia e minha mãe adotiva ) minha tia resolveu me contar no intuito de ferir minha mãe…visto que era um segredo de família…hoje estou com 35 anos e ainda não sei oque fazer pois não sei como chegar aos meus pais que me criaram e contar que já sei. Isso também me deixa numa situação difícil ao querer contar pra minha filha e ir atrás dos meus pais biológicos…gostaria de ter uma opinião! Devo dizer que já sei de tudo? me ajudem…um abraço!

      Thumb up 14
    • Ola,td bem. Eu tb fiquei sabendo de minha adoção em uma discussão,porém ao contrário d sua tia querer ferir sua mãe. Minha mãe me contou no intuito de me ferir,é uma ferida que não há pomada,nem remedio nenhum que cicatrize.Mas enfim vou te responder de duas formas,a primeira sendo sensata. Acho que vc não deve falar pois seus pais te amam ,te respeitam e se vc acha que isso irá magoar sua mãe então não faça isso. A segunda forma é se fosse eu com a personalidade que tenho de gostar da verdade sempre,eu falaria de uma forma a nã magoar eles.
      Braddy ,minha mãe adotiva foi muito ruim comigo,ela foi uma madrasta,alias ainda é…longa história. Pelo que vejo seus pais foram pais de verdade pra vc ,então valorize isso e aja de acordo com seus principios.
      Até mais.

      Thumb up 12
    • lembre se que sua mãe te criou e foi uma mãe para vc. uma pessoa quando pega outra criança para criar como filha não é uma coisa fácil. é preciso que exista realmente um amor por trás dessa intenção para faze- la ter paciência, perseverança para criar alguém que não é filho, como filho. pois o que mais acontece são pessoas que pegam crianças para criar e desistem quando ela apresenta qualquer problema, seja de comportamento, de saúde, o que for… isso quando não dá um tratamento diferenciado dos demais da família. Ela não te contou pois se considera sua mãe, é a sua mãe, é a pessoa que te criou e que foi capaz de construir um amor de mãe por um ser humano que não nasceu de dentro dela. Tenho certeza de que sua tia a feriu… assim como te ferindo pois de certa forma, os laços de sangue são importantes… porém, o sangue não deveria receber tanta importância assim, pois veja quantos pais biológicos abusam sexualmente das filhas ou filhos, agride, maltrata ou não paga pensão, ou abandona… não deixe sua tia conseguir o que queria, que é destruir esse laço de amor entre vc e sua mãe… uma pessoa que se dedicou a vc, te criou, levou vc a ser quem é hoje. Dê a certeza a ela de que a ama como qualquer filha amaria uma mãe.abrace- a e desfaça a tentativa da sua tia de desunir uma família. pois vc e sua mãe são uma família. são pessoas que se amam e querem o bem uma da outra. Entendo que todos que foram adotados tenham curiosidade de conhecer seus pais biológicos… vc pode iniciar uma busca, pode demorar, mas não te impede de conseguir… porém, saiba que perante a Deus e no coração de vcs duas, não é uma combinação genética que vai determinar se vcs são ou não mãe e filha. Fique com Deus.

      Thumb up 7
  11. Bom desconfio se sou filha adotiva , meus pais se comportam diferente comigo minha mãe tem uma foto dela gravida de mim , mais não tenho certeza se era eu mesma. Ela não tem nenhum orgulho de mim,sempre na briguinhas de irmãos ela nunca me apoia, todos me julgam e sempre passo festas de aniversarios em branco nem sei oque pensar será que sou ou não sou?

    Thumb up 13
    • Olá, gostaria de te dizer que o comportamento dos seus pais perante você não podem ser tomados com indícios de que você foi adotada, eu tenho um irmão adotado e por este motivo meus pais sempre dispensaram maior atenção para ele do que para os outros e ele sempre foi mais protegido. Tudo isso como uma forma de tentar compensar o fato da adoção. Portanto, não acredito que você deve pensar ser adotada, mas se a dúvida persistir, nada como uma conversa franca com os seus pais!
      Espero ter ajudado!

      Thumb up 8
  12. oi,eu tenho 15 anos queria dizer que eu também sou adotiva, e tenho um irmão de 17 anos que é adotivo também que tem alguns problemas de aprendizagem e por isso minha mãe adotiva acha que ele merece 100 vezes mais atenção que eu, eu ajudo muito ela em casa e nunca tive problemas no colégio,mais eu e ela brigamos demais ela é muito ruim comigo e fala coisas que me magoa machuca demais e eu sofro muito com isso ela não deixa eu sai de casa não quer que eu tenha amigos(o)e meu pai adotivo é alcoólatra e esta muito doente,mas nunca me encosto um dedo pra me bater (diferente dela) eu amo muito ele e tenho medo de perder ele, minha mãe levo meu irmão conhecer a mãe biológica dele,eu ela não deixa conhecer, quando a família está reunida eu me sinto perdida no meio, eu sinto que ela se arrependeu de ter me adotado e muitos dizem que ela faz isso pra me proteger,eu não conto pra ninguém oque eu passo eu engulo tudo eu tenho vergonha, eu só queria que ela fosse minha amiga que eu pudesse contar oque acontece no meu dia-a-dia. E essa dor que eu sinto dentro de mim só vai passar quando eu conhecer minha mãe verdadeira, o desejo de saber de onde eu vim meu cabelo meus olhos pra quem eu puxei da minha família biológica é muito grande. E se Deus quiser um dia eu ainda vou ser Feliz.

    Thumb up 20
  13. Sou privilegiada, pois tenho um irmaozinho que fará 21 anos, aprendi tanto com ele, apesar dele ser quase igual a mim. Rezo sempre pra poder nascer com ele em todas as existencias de minhas vidas.

    Thumb up 8
  14. O meu irmãozinho sabe que é adotado e convive com os pais biológicos, a mãe dele biológica foi criada pela minha avó materna, com isso quase todas as férias ele vai passar uma semana na casa dela, o pai dele sempre vai passar feriado na casa dos meus pais, o Meu irmão tem vergonha deles, qdo chegam em nossa casa ele sai correndo com vergonha, falta é não vir tomar bênção. Meu pai, minha mãe e minhas irmãs somos brancos e ele é moreninho coisa mais linda dos cilios bem grandões, muito lindo. Quando saio com ele as pessoas perguntão quem é, ai respondo: meu irmão, ficam todos alhando assim, meio desconfiados, mas deixo eles pensando besteiras, tipo ué num é filho do mesmo pai não. mas não falo que é adotado. O que importa mesmo é que é meu irmão e pronto!

    Thumb up 19
  15. Olá pessoal, tenho um irmão adotivo, meu pais sempre quiseram ter um filho homem, mas tiveram três mulheres, eu milha irmã mais velha e a caçula, quando minha irmã caçula tinha 11 anos de idade meus pais adotaram meu irmãozinho, ele tinha 1 ano e três meses de idade, virou o xodó lá de casa, todos amamos muito ele, gosto tanto dele que nem lembro que ele é adotado, gosto dele da mesma forma como gosto das minhas irmãns de sangue. Quando minha mãe ou meu pai o trata com diferença sempre chamo a atenção deles, pois ele é filho deles como todas nos. Ele é meu amorzinho, amo de coração, minha irmã mais velha tem ciúmes dele, fala que gosto mais dele do que do filho dela. Meu irmão é danado, hj tem 9 anos de idade, apronta o que nunca aprontamos, falo pra minha mãe que isso é coisa de menino(homem), ele é uma bênção em nossa vida, não sei mais viver sem ele. Amor Incondicional! Amo pra vida toda. Quero vê-lo formado e um homem corredo se Deus quiser.

    Thumb up 26
  16. sou mae de duas meninha uma com 21 anos outra com 19 anos como a lei so olha para os ricos e nao para os pobres o rico tem direito a tudo e o probre nao tem direito anada e tenta se defender a inda o/a prujedicam pois fis todo para recoperar as minhas filhas mas nao consegi nao tanho enterece em projedicalas mas sim em conhecelas e saverse estao bem e recoperar os anos que perdemos e contar tudo o que se passou todas as criancas teem direito de saver porque firam adotadas etodas as meas teem direito de saver como estam os seus filhos sou mae de tania catarina da silva pereira e adriana filipa perira era a coisa que podia acotecer era emcontralas era a pinha maior alegria obrigada umbom natal para todos

    Thumb up 5
  17. oie eu sou filha adotiva e amo minha familia embora tem um subrinha que sempre discrima e me fazme sentir mal falando coisas barbaras que nao sou filha de minha mae … isso me faz sofrerpro dentro e sinto muita difiiculdade de desenvolver o meu piscicológico…. eu não aguento isso mais eu amo muitominha mae ela tudo na minha vida pois ela sempre me trato muito bem e me ama muito …… eu agradeço a Deus por ter mi dado essa benção de ter a minha mae pois mae é aque ama de verdade naoé a que faz e larga..

    mae te amo

    Thumb up 28
    • Lindalva,

      Que lindo seu comentário. Quisera que todos os filhos pensassem da mesma forma, mas infelizmente nem todos são assim. Veja que em algumas respostas abaixo mencionaram “odiar” o fato de serem adotivas e que isto é a pior coisa que poderia lhes acontecer.
      Agora eu pergunto: e a vida em um abrigo?
      Bem, só gostaria de te dizer que você não pode imaginar o quanto sua mãe sofreu pela sua espera.
      Digo isto porque também sou mãe adotiva de uma linda menina de três anos e meio. Passei cinco anos esperando por ela… havia dias que me sentia lá embaixo, mas logo me recuperava, porque sabia que em algum lugar havia uma criança destinada por Deus a iluminar minha vida.
      Para todos vocês que pensam ao contrário, digo que meu amor não seria maior se eu a tivesse gerado em meu ventre. É um amor tão grande que parece crescer a cada dia mais.
      Quanto a sua prima, ignore. Não se sinta diminuida. O preconceito ainda existe sim na sociedade, mas é o caráter que diz mais que tudo.
      Continue sua caminhada e não se deixe abater pelas palavras que ela diz… dê a volta por cima, porque você já é uma vencedora por ter uma família que a ama incondicionalmente independente de ter ou não o mesmo sangue.
      Tente utilizar florais de Bach que vão lhe ajudar muito a levantar auto-estima.
      Seja sempre feliz.

      Thumb up 26
    • Marcia, o seu comentário tbm é comovente.Agente nunca pensa na aflição de uma mãe adotiva, mais essa é até mais valiosa como mãe que a convencional.Porque vc teve muito tempo para desistir e desanimar-se.Parabéns, até chorei ao ler suas palavras.É bom saber que vc existe!Que pessoas como vc possam perpetuar em nosso mundo.o mundo precisa de pessoas assim,com fé, coragem e muito amor para doar.!!! =D

      Thumb up 17
  18. tenho uma irma adotada somos de uma familia grande 8 irmaos fomos criados todos com os mesmos principios mas ela e muito diferente muito revoltada com todos da famlia e sempre ganhou muito amor e carinho da mae e do pai apessar do pai terfalecido quando ela ainda tinha 6 anos,mas apezar de amarmos ela mais q tudo ela sempre nos rejeita e briga muito parece q ela acha q temos obrigacao de fazermos tudo por ela mas ela nunca diz um obrigado .

    Thumb up 5
    • bom ela nao tem que falar um obrigado voce fala…quando a sua mae faz algo e outra coisa todo criança adotiva e mais carente qu echama mais atenção

      Thumb up 6

Envie um comentário

Leia o post anterior:
ceia-450
Você pode engordar 5 kg nas Festas de fim de ano?

A sabedoria popular ...

Fechar