Gordos: As 10 pessoas mais obesas do mundo

Publicado em 19.04.2012

Atenção: Este artigo contém imagens que podem ser consideradas inadequadas para crianças.

Se você pensa que é gordo(a), olhe novamente no espelho e confira essa lista. Você não viu nada.

Os gordos mais obesos do mundo

1-Paul Mason

gordos mais obesos do mundo

Com 50 anos de idade e 444 quilos, esse inglês já foi considerado um dos homens mais gordos do mundo. Recentemente, ele passou por uma cirurgia bariátrica e já está com 254 quilos. Ele diz que sua dieta de 20 mil calorias por dia é que foi a culpada por ele ter chegado naquele estado, mas ele também culpa o serviço público de saúde da Grã-Bretanha, que não permitiu que ele se consultasse com um especialista quando tinha apenas 180 kg.

2-Donna Simpson

Nascida em 1967, essa estadunidense quis se tornar uma das mulheres mais gordas do mundo a partir de 2008. Seu objetivo era pesar 450 quilos. Com o passar dos anos, ela foi engordando e construiu um site, onde fãs pagavam para assisti-la comer. Em 2010, ela entrou para o Livro dos Recordes ao ser a mulher mais pesada a ter um bebê. Em agosto de 2011, ela decidiu que queria emagrecer e chegar aos 170 kg, para que possa se tornar independente novamente.

3-Manuel Uribe

O mexicano de Monterrey sofre de obesidade mórbida e também é um contribuinte de peso para o time dos mais gordos do mundo. Depois de ser dono de 567 kg e de não conseguir mais sair de sua cama desde 2001, Uribe conseguiu perder 180 quilos. Ele virou atração internacional depois de aparecer em um programa da rede de televisão Televisa, onde recusou uma cirurgia bariátrica na Itália. Em 2009, havia boatos de que ele havia morrido, mas eram falsos. Em fevereiro de 2012, foi registrado seu novo peso: 199 quilos.

4-Robert Earl Hughes

Durante a vida de Hughes, ele foi o ser humano mais pesado no mundo, com cerca de 486 kg. Sua obesidade era culpa de um mau funcionamento da glândula pituitária e, quando faleceu devido ao sarampo em 1958, pesava meia tonelada.

5-Kenneth Brumley

Considerado o papai de meia tonelada, Brumley era uma das pessoas mais gordas de que se têm registro. Ele passou quatro anos sem sair da cama, esperando por uma cirurgia. Quando finalmente conseguiu, bombeiros tiveram que demolir uma parede de sua casa para tirá-lo de lá.

6-Michael Hebranko

Depois de uma estadia no Hospital São Lucas, em Nova York, nos Estados Unidos, seu peso foi de 411 quilos para 90. Com uma boa dieta e exercícios físicos, ele entrou para o Guinness como a pessoa com a maior perda de peso em 1990.

7-Mayra Rosales

Um tribunal no Texas, Estados Unidos, decidiu que Mayra Rosales, com cerca de 453 kg, era pesada demais, e, por isso, inocente da acusação de assassinar seu sobrinho. Para ela, seria impossível levantar o braço para matar.

8-Jon Brower Minnoch

Pesando 635 kg, o ex motorista de táxi faleceu em 1983 devido a um grave edema. Apenas para rolá-lo na cama, eram necessárias 13 pessoas.

9-Terri Smith

A atual mulher mais pesada do mundo está em uma batalha para perder seus 317 kg depois que os médicos avisaram-na que ela poderia morrer. Ela fica confinada em seu quarto, sem poder se locomover, e depende de seu marido e de sua filha para tudo.

10-Dzhambik Khatokhov

Esse menino russo de onze anos, mais conhecido como Jambik, pesa 146 quilos e detém o recorde de criança mais gorda. Suas comidas preferidas são sorvete e mingau, e sua mãe parece não se preocupar com isso. Jambik pratica luta e faz natação cinco vezes por semana. “Eu quero ser esportista quando crescer. Melhor: um campeão olímpico. Eu gosto de ser forte”, confidencia o menino, que é famoso na Rússia e no mundo por ter ido a vários programas de TV. [Oddee]

Autor: Luan Galani

é jornalista. Entusiasta da Teoria-M, é um rato de biblioteca apaixonado pelo que a ciência pode nos proporcionar. Nas horas vagas, é um amante inveterado de música erudita, que pede perdão aos russos por ainda considerar Mozart a grande lenda.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

39 Comentários

  1. E MUITO FACIL CRITICAR UM OBESO O DIFICIL E TER A COMPETENCIA E TAMBEM A CORAGEM PRA AGUENTAR TODOS OS PRECONCEITOS E OLHARES
    EU TENHO OBESIDADE MORBIDA EU PESAVA 169KG E HOJE ESTOU PERDENDO PESO E VOU FAZER A BARIATRICA HOJE PESO 135KG …
    E DIFICIL AS PESSOAS ENTENDEREM SOBRE COMPULSAO ALIMENTAR E OUTRAS DOENÇAS DERIVADAS HA OBESIDADE ….
    ANTES DE CRITICAR S INFORME…
    QUANDO VC APONA UM DEDO PRA QUALQUER UM TERA CINCO VOLTADOS PRA VC DE VOLTA …

    Thumb up 17
  2. Minha opinião: Ninguem nasce gordo. Eu sei muito bem que a Obezidade pode ser uma doença ou não! Mas ser humanoooo de Deus…. como mas como? a pessoa chega a + de 300kg? é por que quer chegar lá!! não tem desculpa não.. estamos no Sec 21.. Existe meios, pessoas tem excolhas se estão gordas ou gordos é por que queriam estar assim! Eles poderiam muito bem fazer exercício fisico.. mas a preguiça oque? Não deixa.
    Eu fico revoltado com uma coisa assim…
    Eu sou magro não tenho tendência de engorda.. Mas tenho “gordos” na minha familia, sei muito bem como é!
    Meu primo com 12 anos pesava 98 quilos.
    Hoje ele tem 70kg e luta muay tay..
    Perdeu 25 quilos em 2 3meses de dieta! Basta ter atitude…

    Thumb up 58
    • Minha opinião: Eu sei muito bem que a “Obezidade” se escreve com letra minúscula e com “s” (obesidade). Mas, ser humanooooo… como, mas como tanta gente em pleno século 21 escreve tão mal, mesmo em sites presumidamente estimulantes da cultura e do conhecimento. As pessoas têm preguiça de aprender, talvez. Enfim, eu não posso julgar: cada um com suas deficiências. Conheço muitas pessoas que têm problemas glandulares, seja na hipófise, tireóide, pâncreas que acarretam em obesidade mórbida. Cada um com seus “probrema”. Não posso me revoltar com a falta de concordância verbal e nominal que ocorre aqui nos comentários. “Existe meios”, “excolhas”… bastaria ter atitude para estudar gramática, ortografia. Mas cada um escolhe a atitude conforme seu desejo. Por isso, aponto as falhas… talvez nem devesse fazer isso. Mas me revoltar com isso, creio que não tenho direito.

      Thumb up 94
    • Obesidade é doença, e grave…primeiro você aprende a escrever corretamente, meu caro Paulo Vitor, depois você opina sobre uma questão de saúde pública tão grave quanto esta.
      Seu primo não era obeso mórbido, ele era gordo é muito diferente.
      Não consigo chegar a seu raciocínio – se é que vc tem algum. Será que vc acha que estas pessoas ficaram assim por vontade própria?

      Thumb up 31
  3. Já fui um obeso mórbido, com 1,60m, cheguei a pesar 70kg. Hoje, após rigorosa dieta, cheguei a 68kg e estou assim há mais de 10 anos. Mas, vou dizer, não é mole não…

    Thumb up 45
    • como assim obeso mórbido com 70 kg?e saiu dela emagrecendo 2 kg?? parece piada…

      Thumb up 31
    • Gostei da brevidade do raciocínio do Moi,pois,ele nos apresentou os resultados recebido após sua experiência na luta por saúde de qualidade.Mas, não gostei do relato do Jefferson,essa criatura quis dar aula de português e se enrolou, vejam: se ele enrola-se nos amarradinhos de buchada e não se preocupa com a sua própria vida, seria um caso novo dele: procurar nas beldades das palavras e idiossincrasias para se manter-se melhor em forma, que os demais brasileiros- gente! quem não respeita ninguém, deve afastar-se das concepções alheias. Muitíssimo obrigado, por conceder-me esta oportunidade de expressar-me da melhor forma possível. tchau

      Thumb up 9
    • Você não era obeso mórbido…era gordo…parabéns pela força de vontade!

      Thumb up 7
  4. Ter uma pessoa obesa mórbida na familia, q depende de nossa ajuda p\ tudo é frustante e revoltante, eu ñ teria a paciencia necessária p\ ser o cuidador, primeiro , eu ñ daria comida ao gordo por mais q ele gritasse, berrasse ou até me atacasse, eu nem faria compras p\ casa, eu comeria fora de casa.Os familiares são em parte o grande culpado, quando um gordo chega ao ponto de ñ se locomover mais da cama é a familia q leva a grande quantidade de alimento até eles.O É muita complicação essa tal de obesidade morbida!tratamento tem q ser p\ todos q moram c\ o obeso.

    Thumb up 33
    • o gloria não acha que que a pessoa morreria de fome?
      o ideal é uma dieta balanceada

      Thumb up 20
    • A frustração possível,que compromete uma família pela existência de um obeso,é comum,já o tratamento é de todos.A ajuda deve ser mútua,pois quando gostamos de alguém, fazemos o necessário para ficarmos juntos.Se mantivermos a precaução através da informação absoluta, faremos dos brasileiros,uma nação mais idealizada, forte pelo raciocínio, e precavida de afecções de várias doenças invasoras de nossos corpos e consequentemente do nosso lar.

      Thumb up 6
    • Olha… Eu tenho 12 anos e meu pai é obeso mórbido. Eu me sinto muito mal com isso, mas antes mesmo dele ficar nesse estado que ele está, todos avisaram para ele. Então se você não tem familiares obesos na sua família você não sabe o que é ver o seu pai pedindo por COMIDA e você tendo que negá-la. Obesidade é uma doença! Antes do meu pai estar no estar no estado que ele está, eu achava que não era, que a pessoa poderia emagrecer de novo se quisesse. Mas vou te falar uma coisa… Não podem! (Nem eu que sou jovem consigo seguir uma direta à risca, quem dirá um obeso.)E eu sei disso agora… O meu pai precisa até de psicólogos para tentar emagrecer antes de fazer a cirurgia de redução de estômago. Então não diga que a pessoa pode emagrecer se tiver força de vontade e só! Pois mesmo que ela tenha a maior vontade de emagrecer do mundo… Ela ainda irá ter recaídas. É como uma pessoa que se corta, por mais que essa pessoa tente parar por si só ela TEM que ter um acompanhamento. E quanto a parte de deixar a pessoa passar fome… Assim você irá matá-la e não emagrecê-la.

      Thumb up 6
  5. Fiquei pasmado, como é que essas pessoas conseguem chegar a esses extremos?! Duvido que essas pessoas sejam inteiramente felizes nessas condições…
    E como é que a mãe desse miúdo russo não se preocupa com o estado do filho? Mesmo que ele agora não tenha problemas de saúde, provávelmente irá tê-los quando for adulto.

    Thumb up 73
    • Pessoa que chegam a este extremo são vitimas primeiramente de uma falta de controle e de conhecimento do próprio corpo, algumas com certeza sofrem de disfunções e não sabem disso, como os médicos não estão preocupados com nada que diz respeito a saúde do ser humano não dão importância ao problema, e segundo, a grande maioria é vitima do sistema capitalista em que estamos inseridos, o poder que as empresas alimentícias tem de fazer com que as pessoas consumam alimentos de grande teor calórico é muito forte. Exercem uma verdadeira lavagem cerebral nos cidadãos que acabam pensando que comer muito e comer o que a mídia impõem os deixam grandiosos. Mas tudo isso leva a um grande declínio moral ao qual as pessoas de países de primeiro mundo não conseguem perceber. Disfarçado de felicidade todos vão se afundando cada vez mais no sub mundo do consumismo e a alimentação está no topo dessa lista. Sem falar dos produto que são colocados em demasia nos alimentos industrializados e que fazem nosso corpo se viciar em gorduras e açucares, parece demência uma pessoa não saber que comendo em excesso vai engordar, mas as sinapses cerebrais agem de forma a fazer com que o vício de se alimentar com essas substâncias seja maior do que a força para deixar de come-las.

      Thumb up 29
    • É dura esta realidade, por que o óbvio vem depois,mas a precaução deve vir bem antes da materialização dos fatos.Uma imaginação precoce,criada pelo desejo de ser simples, e como tal,entender que toda opinião faz sentido,na crença das possibilidades de existência. O infinito é achar que nada vem do invisível ou é difícil de surgir, é assim com as doenças,não pensem em dar nome por elas nos afetar, queremos evitar contrair tais problemas.Dos cientistas quero informações sobre o tempo,as nuvens poluídas,os frutos saudáveis,a água pura ou tratada, do governo, os lugares seguros,toda informação é útil para uma sociedade em crescimento.

      Thumb up 3
  6. Tenho l,70 de altura,estou com 103k e já tive 127. Tudo consequencia de comer mais que o necessário. Acredito que o problema está mais em comer mais que o necessário do que em qualquer problema glandular.
    Em épocas em que não havia tanta fartura de comida por certo não existiam pessoas tão obesas, a exemplo que acontece ainda hoje em uitos países.
    Todo excesso é prejudicial.

    Thumb up 24
    • Meu caso foi parecido. Tenho 1,73, cheguei a 110Kg, mais por ter parado de me movimentar, vida sedentária mesmo. Acho que todos chegam a um estado de “preguiça”. Cansaço depois de um dia de trabalho, e vamos nos acomodando. Ficava desanimado, comecei a pedalar ao invés de usar carro para as pequenas distâncias, mas emagrecia pouco. O que realmente me fez emagrecer foi um aparelho chamado ITM. Aí o exercício com a bicicleta começou a compensar. Acho que tudo é caso de realmente ter motivação para perder o peso extra e manter a massa magra. As pessoas da matéria, acho que não só preguiça, mas baixa auto-estima e outros fatores além dos glandulares as deixam nessa situção extrema.

      Thumb up 16
  7. Que orgulho!
    Orgulho de que? Circo dos horrores.
    Por trás de um obeso tem um grupo de pessoas que contribuem e são tão culpadas quanto os pais de um bandido ou abandidado.
    Eles obtém ou pensam obter alguma vantagem com isso.
    E nós, na nossa ignorância profana insistimos em ignorar. Queremos ver apenas a bagaceira, os estragos.
    Ahhhhhhhhhh!
    Tenho mais o que fazer!

    Thumb up 17
    • A razão da ignorância distancia o conhecimento entre si,o bom caminho para o entendimento de uma certa questão problemática, é dar-se a oportunidade de descobrir soluções para deter o aumento de gordura no organismo. Vejamos que uma pessoa acha que não contém a vontade de comer tudo o que vier pela frente e em pratos variados, se tivermos, realmente, algum hormônio que nos descontrole, então porque escolher apenas os gordurosos,a ética alimentar pode ser recriada pela motivações em substituições entre alimentos gordurosos e não gordurosos.Portanto, não se tire o direito de comer muito, mas o de comer direito.

      Thumb up 0
  8. My god! A que ponto o ser humano pode chegar! Nessas horas penso numa frase de um antigo filósofo: ” O ser humano é feio, mal e precisa sempre ser doutrinado”.

    Thumb up 54
    • é verdae

      Thumb up 8
  9. A obesidade é uma doença, esta afirmação é medicamente comprovada e constantemente combatida pelos profissionais da saúde. Com tantos casos como os apresentados acredito que a maior satisfação é quando há o desejo do reestabelecimento, de voltar a um peso ideal para o correto equilíbrio do corpo e quando digo assim não falo somente do organismo propriamente dito (carne e osso) mas também do que move o ser, tal como os sentimento e o bem-estar consigo mesmo. Com certeza o caso do Michael Hebranko serve de exemplo para muitas coisas em nossas vidas.

    Thumb up 26
  10. Obesidade não é doença.
    Um alterofilista pode ser considerado obeso se submetido aquele cálculo ridículo de pesoXaltura… Isso porque são músculos, não gordura.
    Mas e se for gordura.. qual o problema? Gordura aquece o corpo. Um esquimó obeso é muito mais saudável que um magro. Porisso comem bastante gordura.
    Mas vivemos em um país tropical em que andar na praia magro, é mais bonito que gordo.

    As pessoas usam a justificativa de saúde para mascarar ao preconceito e teor estético desses argumentos contra a obesidade e goldice…

    Eu tinha 60kg, fiz dieta pra engordar e tenho 80. Minha meta é os 90. Se eu chegar a 100 aí é sinal vermelho. Mas é o que eu quero.

    Cada um deve se sentir bem com o corpo que quiser. Não deixar a moda/cosméticos/farmaco/alimentar/pseudo-profissionais charlatões ou sensacionalistas/mídia, e toda indústria da beleza dizer o contrário. Pois eles só ganham dinheiro com a preocupação generalizada com o peso.

    Existem doenças associadas? Existem. Mas não em função da obesidade em si. Mas a obesidade acaba sendo uma consequencia.

    Tem muitas familias que tendem a ser gordinhas. Se conseguirem manter a saúde. ótimo. Melhor um gordo saudável que um magro doente. E tá cheio de magro doente.

    Thumb up 24
    • A “normal” é uma curva estatística. Em relação à saude humana a normalidade é baseada na observação de populações mais longevas, mais produtivas, com maiores indicadores de qualidade de vida. Um dos objetivos em estudar padrões é diminuir o risco de repetir os mesmos erros do passado. Por exemplo, na Florença de Miquelangelo era comum o individuo passar meses sem banho “para ter saúde” e isso contribuía com um grande numero de doenças de contagio. Saude!

      Thumb up 8
    • marcos,isso não é verdade,obesidade é sim uma doença.Ebora eu esteja na 6°serie,sei que a obesidade pode ser de 3 motivos:
      a pessoa pode ter uma doença que a faça engordar,pode ter uma doença que a faça comer essecivamente;ou pode simplesmen,comer demais e porisso engorda
      A obesidade é sim um problema, e não um modo de se aquecer!

      Thumb up 28
  11. O dualismo psicofísico (corpo x mente) é um tema análogo a este. Perguntei certa vez a uma pessoa obesa qual o sentimento desta com relação ao próprio corpo. Obtive mais dúvidas, porque o indivíduo perguntou a mim se eu referia-me ao corpo como algo que possuo ou à entidade única e intransferível, tal qual a personalidade de todos!

    Thumb up 10
    • o excesso de peso tira a liberdade da pessoa, alem de torna-la improdutiva e dependente, estou montando uma manografia de conclusão de curso que trata disso, obsidade morbida.

      Thumb up 19
    • O excesso de qualquer coisa é ruim. Mas ser gordinho com moderação e saúde é bom.

      Thumb up 13
    • marcos,o esseço de gordura e ruim,é sempre bom estar com o pesso de acordo com a idade não é?

      Thumb up 8
  12. Nós hoje vivemos em uma sociedade em que a magreza é sinónimo de beleza. Todavia, conforme registos histórico-artístico-culturais, pode-se constatar que a gordura chegou já a signifiar formosura. Pessoalmente, percebo o corpo como parte integrante da essência humana, e acredito que devemos mantê-lo são, equilibrado e saudável. Saúde é a palavra-chave. Se tens saúde, tens vigor, tens beleza e és atraente! Valorizemos mais a saúde, abaixo a aparência por si só! Portanto, os extremos da espécie (obesidade/anorexia) devem ser tratados, pois o que importa para o ser humano é, simplesmente, a saúde.

    Thumb up 73
  13. A obesidade é uma doença multifatorial crônica, de quando a ingestão alimentar é maior que o gasto energético, e é obviamente uma má consequência da modernidade, o conforto de não precisar de trabalho físico ou ter à sua disposição muito mais do que precisa pra viver, que propicia o sedentarismo. Isso é simplesmente a obesidade, que já atinge metade da população brasileira, mas a reportagem nos fala de algo pior que pode ser consequente, a obesidade mórbida, quando a obesidade ultrapassa um limite crítico de massa corporal e tornou-se um risco enorme à saúde.
    Esse trabalho acadêmico tem ótimas informações sobre fatores genéticos e ambientais e sobre implicações envolvidas:
    Obesidade – fatores genéticos ou ambientais?

    Thumb up 18
  14. Nossa eu me assusto de ver pessoas assim. Não tenho nada contra mas não acho nem um pouco saudável, é uma condição de “sub-vida”…

    Thumb up 38
  15. PQP!!!!! Por diacho de motivo, razão ou circuntância pessoas pagariam para ver uma pessoa obesa comer?!! A cada dia que passa eu fico mais impressionado como muitas pessoas se esforçam para tornar a sua vida cada vez mais inútil!!!

    Thumb up 46
    • Eu adoro gente gorda. e quando namoro, adoro ver meu namorado comer beeem! Pois é. Tem gente que gosta de ver filme pornô (maioria). Acho isso inútil.
      Tem gente que gosta de ver TV (maioria) Eu acho isso INUTIL.
      Tem quem goste de estudar (minoria). Eu gosto, acho ÚTIL.
      E gosto de ver as pessoas comendo com gosto. Claro que jamais pagaria porisso, como em um site. Mas se saio pra almoçar com meu namorado e pago o jantar, de farto, estou pagando para ver alguém comendo. heheh. Comida é alimento para o corpo. Conhecimento, alimento para a mente, e (para mim) filosofia é o alimento da alma.
      No fim, amo muito tudo isso. hahaha

      Thumb up 22
    • Obesidade, nediez ou pimelose (tecnicamente, do grego pimelē = gordura e ose processo mórbido) é uma doença crônica multifatorial, na qual a reserva natural de gordura aumenta até o ponto em que passa a estar associada a certos problemas de saúde ou ao aumento da taxa de mortalidade. É resultado do balanço energético positivo, ou seja, a ingestão alimentar é superior ao gasto energético.
      Apesar de se tratar de uma condição clínica individual, é vista, cada vez mais, como um sério e crescente problema de saúde pública: o excesso de peso predispõe o organismo a uma série de doenças, em particular doença cardiovascular, diabetes mellitus tipo 2, apneia do sono e osteoartrite.

      Thumb up 9
    • Faltou dizer que a obesidade causa chumbose: o bilau se torna pesado como chumbo, daí para soerguer-se não é mole não…

      Thumb up 7
    • não tem graça!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

      Thumb up 30

Envie um comentário

Leia o post anterior:
fernando de noronha
Praia ou campo: qual é melhor?

Se você prefere a pr...

Fechar