A verdade sobre a masturbação

Publicado em 14.04.2012

Muitos mitos envolvem a masturbação, tanto a masculina quanto a feminina. Por esse ato ainda ser, até hoje, um tabu social e religioso, não verdades são passadas adiante, e muita gente acredita.

Masturbação faz mal ou faz bem? Devemos nos masturbar? A masturbação causa doenças? Diminui o desejo sexual?

A maioria dos especialistas concorda que masturbação é uma coisa natural. Muitos estudos, inclusive, apontam que nós nos masturbamos já no útero. Imagens de ultrassom mostram fetos tocando o que seriam seus genitais, em um movimento que os cientistas consideram similar à masturbação.

E, apesar de os pesquisadores ainda não terem conseguido explicar a masturbação do ponto de vista evolutivo, ela deve ter alguma utilidade, pois até os animais a praticam. Quem nunca teve um cachorro pendurado em sua perna?

Cães, gatos, elefantes, esquilos, tartarugas, cavalos, macacos… Muitos animais se masturbam. Mas de forma diferente do homem. Alguns não se masturbam até o orgasmo, enquanto esse parece ser o nosso objetivo na masturbação.

Um estudo com esquilos da África tentou investigar os possíveis benefícios adaptativos da masturbação. Em 2010, os cientistas da Universidade Central da Flórida, nos EUA, descobriram que todos os 20 esquilos machos observados se masturbavam e consumiam o que ejaculavam.

Uma análise dos resultados sugere que a masturbação do esquilo “poderia funcionar como uma forma de aliciamento genital”, porque a saliva tem propriedades antibacterianas, e o ato também poderia reduzir seu risco de pegar uma doença sexualmente transmissível.

A ejaculação também pode servir como um mecanismo mais completo de limpar tratos reprodutivos após o acasalamento. Consumir a ejaculação pode evitar a perda de umidade.

Nos homens, estudos descobriram que a masturbação pode aumentar a contagem de esperma, ao se livrar de sêmen que perdeu a sua vitalidade e, portanto, aumentando as chances de que esperma jovem seja ejaculado durante a relação sexual.

Além disso, especialistas concordam que a masturbação pode ser saudável. O ato pode ser uma maneira de conhecer seu corpo e sentir-se bem, sem correr riscos.

Lendas urbanas

  • Masturbação faz mal para a saúde? Especialistas afirmam que, do ponto de vista médico, não existe qualquer problema na masturbação masculina ou feminina. A masturbação não causa mal nenhum, desde que não seja algo compulsivo. Se a pessoa interrompe sua vida social para se masturbar, ou só consegue pensar nisso, pode ser importante procurar um médico. Caso contrário, não há nada de errado em se masturbar.
  • Masturbação causa espinha, pelos nas mãos, etc? Não existe nenhuma evidência científica de que masturbação cause espinha, ganho de peso, impotência sexual, faça crescer pelos nas mãos, cause infertilidade, entre muitos outros mitos que rolam por aí. Bote na cabeça de uma vez por todas: a masturbação não tem consequências físicas comprovadas. E, não, ninguém vai saber que você acabou de se masturbar através de algum sinal físico.
  • Quantas vezes é normal se masturbar? Não existe uma quantidade “normal”. Cada pessoa é única e tem que descobrir o que funciona melhor para ela. Vale a regra já mencionada: se estiver atrapalhando a sua vida, se você se sentir mal ou culpado, ou se a masturbação estiver ocupando lugar de relacionamentos sociais, pode ser o caso de procurar ajuda médica. De resto, masturbe-se o quanto você quiser.
  • Posso usar acessórios para me masturbar? Poder, pode. Mas médicos e especialistas recomendam que você use somente mãos e dedos. Assim você se explora sem maiores riscos. As pessoas podem se ferir ao usar objetos durante a masturbação. É preciso ter muito cuidado.
  • Masturbação acaba com desejo sexual e com vontade de fazer sexo a dois? De forma alguma. A masturbação não acaba com o desejo na hora do sexo com o parceiro ou parceira. Pelo contrário, a tendência é aumentar a libido com o tempo. Para os homens, pode ser difícil se masturbar e querer ter uma relação sexual minutos depois. Eles precisam esperar um pouco para ter outro orgasmo. Para as meninas, no entanto, não há limites. O organismo feminino não precisa do tempo de espera que o masculino exige. Isso por que mulheres não ejaculam. No geral, a masturbação não só não diminui o desejo, como pode aumentá-lo.
  • Masturbação estimula o desejo sexual? O ato de se masturbar pode sim ajudar na liberação de fantasias sexuais. A pessoa pode vivenciar as coisas que gosta em sua cabeça, e assim ir se descobrindo e não ficar reprimida na hora do sexo com um parceiro. Isso é bom para estimular o desejo. Quem se masturba conhece melhor o próprio corpo e os seus desejos, logo, é mais confiante sobre o sexo e fica mais relaxado e menos ansioso na hora da relação. Isso vale tanto para a mulher quanto para o homem.
  • É feio ou errado mulher se masturbar? Claro que não. O preconceito das mulheres com a masturbação é o que leva muitas delas a crescer sem conhecer o próprio corpo e ter mais dificuldade para atingir o orgasmo. A mulher poderia orientar o parceiro se ela soubesse como alcançar seu prazer máximo. Especialistas recomendam: olhe-se, toque-se. Use um espelho para ver como é seu corpo, como ele funciona, como você reage aos estímulos, etc. Sem medo!

Masturbação e saúde: evidências científicas

Um estudo afirmou que é possível que ejaculações frequentes durante a vida adulta diminuam a chance de risco de câncer de próstata na “melhor idade”, mas até hoje não se achou uma comprovação disso.

Já outro apontou exatamente o contrário: que homens com vida sexual ativa entre seus 20 e 30 anos têm maior probabilidade de desenvolver câncer de próstata no futuro. As chances de desenvolver a doença aumentam se a masturbação for um ato frequente.

Ou seja, quem se masturba muito quando jovem, aos 50 ou 60 anos, tem mais chance de ter câncer de próstata. Os pesquisadores acreditam que isso tem a ver com os hormônios masculinos. Porém, como não é possível afirmar uma coisa ou outra com certeza, a relação entre masturbação e câncer de próstata permanece um mistério.

Mas tem outro caso clínico no qual a masturbação tem um benefício real: no alívio para quem sofre da síndrome das pernas inquietas (SPI). Cientistas da Universidade de São Paulo (USP) descobriram que a masturbação alivia cerca de 7% a 10% das pessoas que sofrem da condição. Isso pode ser devido a liberação de dopamina após o orgasmo, que pode ser determinante no alívio dos sintomas da doença.

[Foto de Fredo]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

35 Comentários

  1. Resumindo e concluindo a masturbação provoca doeças ou nao.

    Porq a parte q diz q a masturbação pode ser saudavel mas a fim da investigação vem dizer q pode provocar câncer na idade dos 50 anos

    Thumb up 8
  2. não entendi a parte que as mulheres não ejaculam, porque tem um momento em que elas gemem mais alto e a vagina fica mais umida??essa umidade exagerada não é uma ejaculação???

    Thumb up 11
  3. Li todo esse artigo com as pernas ‘balançando’, pois tenho Sindrome das pernas inquietas. No final, dei uma gargalhada sobre a conclusão que a masturbação ajuda as pessoas com SPI a controlarem as pernas.
    Não posso fazer nada, se a ciência e estudos desconfiam, só me resta considerar a possíbilidade.

    Thumb up 2
  4. Quando não existe mais aquela satisfação sexual no casamento, eu vejo a masturbação como um ato necessário para a sobrevivência do relacionamento.
    O Masturbador Tenga Double Hole Cup passa a ser a amante.

    Thumb up 14
    • e quando o cara se sente culpado, que médico ele deve procurar?

      Thumb up 9
  5. tenho 17 anos, acho que o ato de me masturbar é super normal, comecei aos 14anos… Conheço o meu corpo perfeitamente, sei quando estou bem e poço fazer uma atividade fisica e sei quando não estou bem!
    tenho facilidade na questão sexual com as garotas…
    sei me controlar.. Digamos que sei controlar o “Volume”
    isso tudo atrávez da Masturbação. Isso é necessidade!
    vai de pessoa a pessoa..
    masturben-se se quizerem sem medo algum.. O/

    Thumb up 43
  6. É, imagina: O camarada com 20 e poucos anos, não se masturba, e fica em estado de “nitroglicerina” o tempo todo … é preferível se masturbar e ter uma mente mais sadia, porque a ausência total de masturbação quando a pessoa está “necessitada” deixa a mente dela entorpecida e desesperada por sexo e isto é tão ou mais prejudicial que o exagero nela.

    Thumb up 43
  7. A maioria das pessoas tem vergonha de tocar o próprio corpo com as mãos, ocorrendo com isso uma total falta de conhecimento do próprio corpo, este deveria ser um território dominado por nós e não pelos preconceitos e proibições, a masturbação é algo muito natural, nos leva a conhecer o nosso próprio corpo. Quando descobrimos o nosso próprio prazer, nos sentimos melhor com nós mesmos e com isso temos mais liberdade com de expressão em relação ao sexo. A masturbação nos torna mais concientes dos nossos próprios corpos.

    Thumb up 55
  8. No Oriente a definição de pecado é bem diferente do cristão ocidental e tem a ver com errar o alvo e não culpa.
    Se de um lado masturbar pode ser bom para aliviar as tensões e por para fora o esperma antigo, tão bom e certeiro seria manter as expectativas sexuais com menos delírios e fantasias, na medida em que a energia masculina e o sêmen devem ser utilizados com responsabilidade, pois tem vínculos com a ancestralidade, lembrando que uma gota de sêmen equivale a 50ml de sangue. Quanto a mulher as questões de fantasias tem implicações bem óbvias também.
    Mas o peso maior recai ao homem, sabendo que depende do nosso envolvimento com as circunstâncias, ou com a nossa essência que determinarão o melhor a cada um.
    O que equivale a dizer, usar a energia sexual para procriar, ou para evoluir interiormente, ou seja usar o estímulo sexual para atingir a ejaculação, ou melhorar e desenvolver a energia interna. Ambas possibilitam o bem estar, o primeiro leva a um alívio imediato e dependência, já a segunda forma leva a um bem estar maior.

    Thumb up 35
    • Achei fantástica essa definição do pecado no Oriente, sinto que as pessoas são mais comprometidas com o que realmente importa.

      Thumb up 7
  9. Não considero errado visto que, desde crianças bem pequenas as pessoas começam a manipular os genitais. Trata-se de uma forma de descobrir o próprio corpo.

    Thumb up 16
  10. Natural! Muitos se privam disso por questões de religião, mas isso é o que dizem, não se sabe realmente o que fazem nos “momentos obscuros”. Negócio é aproveitar, pois mal não faz!

    Thumb up 45
  11. Os cientistas dizem que os símios, reino do qual nós humanos fazemos parte, são os animais que mais se masturbam. Os chimpanzés são os mais promíscuos, além de se masturbarem muito, transam com diferentes parceiros, fêmeas com machos, fêmeas com fêmeas, machos com machos… não é por acaso que eles são os símios que tem código genético mais próximo do nosso. Qualquer semelhança não é mera coincidência!

    Thumb up 53
  12. Se você for se masturbar depois de usar o computador, lave as mãos antes do ato, sabe-se lá quantas bactérias nocivas você não vai introduzir no trato urinário…

    Melhor ainda, sempre que for usar o computador, e depois de usar o computador, álcool gel nas mãos.

    Thumb up 78
  13. No meu ponto de vista, não teria como não ser natural, pois é o mesmo estímulo do sexo. E o sexo é inerente a nossa evolução e a sobrevivência da espécie, ou seja: é natural.

    Por melhorar de alguma forma no desempenho sexual e na fecundação, faz sentido pensar que no passado evolutivo aqueles que tinham maior estímulo para sexo e masturbação tenham se sobressaído.

    No sistema límbico, o responsável pelas emoções, o que causa motivação para a masturbação também causa para o sexo, para a busca de saciar a fome ou a sede, entre outros. É circuito de recompensa, que motiva a repetição daquilo que causa prazer, que por sua vez está associado a liberação de dopamina. Com uma certa frequência, o corpo pede por isso, e a privação com certeza é desagradável.

    Curiosamente, há religiosos que entendem essa explicação da ciência biológica, no entanto defende a proibição. Se é um estímulo natural, nós não temos culpa do que evolução e a natureza fez com a gente. Assumir essa “culpa” e, ainda, se submeter a essa tortura disciplinada por toda a vida me parece simples masoquismo.
    Como se não bastasse, entre os adolescentes ainda promove o medo, a dúvida e a culpa.

    Thumb up 65
  14. Não sei se já fizeram algum estudo sobre a masturbação em pessoas que cometem crimes sexuais, como os maníacos, estrupadores e pedófilos. Acredito que a prática da masturbação seria um freio para as pessoas aliviar suas tensões naturais impedindo a prática desses crimes.

    Thumb up 50
    • Estudos revelam que criminosos sexuais são masturbadores compulsivos. Pois a masturbação em vez de diminuir a libido esse hábito a aumenta, criando fantasias mentais distorcidas como: Adultério, sexo com menores, sexo promíscuo e até entre parentes. Imaginação que pode perdurar até depois do casamento, atrapalhando o relacionamento normal Homem/Mulher. Pois nos homens a masturbação tende a deixa-los egocêntricos sexualmente falando, e alguns acabam vendo as mulheres apenas com um objeto sexual e não como uma pessoa que tem sentimentos que precisam ser respeitados. Isso é o que acontece na mente de masturbadores compulsivos!!!

      Thumb up 58
    • Estudos dizem que quem se masturba com frequencia na juventude,tem mais facilidade para ejaculação precoce depois no casamento,pois uma vagina é bem mais quente que a mão,e isso pode acabar prejudicando o relacionamento,sem contar que a masturbação é feita para ser mais rápida visando quanto antes ejacular melhor e já o sexo é o contrário,mas que é viciado na primeira terá mais dificuldade de controle na segunda opção!

      Thumb up 3
  15. Poderiam ter colocado uma mulher de calcinha na imagem e não um homem, assim alguns começariam esse trabalhinho.

    Thumb up 40
    • Por que pecado? Espero que seu comentário tenha sido uma ironia.

      Thumb up 128
    • Chuck, está subestimando os crentes.

      Thumb up 42
    • Este tipo de comentário serve apenas para ridicularizar os crentes. Dizer que masturbação e um pecado mortal e no mínimo ridículo. Quando as pessoas deixarem de se preocupar com dogmas e passarem a se preocupar com o bem do próximo certamente construída os um mundo melhor.

      Thumb up 50
    • Tenho que aplaudir vossa pessoa, se o mundo pensasse como usted, este seria uma lugar melhor. Até mais.

      Thumb up 13
    • Só pode ser piada

      Thumb up 25
    • Não pude conter risos e mais risos com esta sua incrível frase, u mad bro?

      Thumb up 18
    • Sinto muita pena de sua criação que deve ter sido muito repressora, cheia de culpas, cheia de preconceitos, cheia de “pecados”, e com certeza isso não deve ter contribuido para sua total felicidade.

      O conceito de pecado mora somente na cabeça do suposto “pecador”, portanto alimentar esse sentimento de culpa e de pecado só vai trazer insatisfação e irrealização na vida.

      Qualquer ser humano é livre para fazer qualquer coisa, desde que respeite a liberdade e a integridade alheia…

      Thumb up 49
    • Entao fale com o seu pastor pois tens 99,999 % dos mamiferos pra salvar.

      Thumb up 27

Envie um comentário

Leia o post anterior:
comentarios
Queridos comentaristas vocês TEM que ler isto

Passaremos obrigar o...

Fechar