No passado, Terra pode ter tido duas luas

Publicado em 4.08.2011

Uma nova teoria sugere que a Terra já teve duas luas. A lua menor teria “morrido” em uma colisão em câmera lenta com sua irmã maior.

Os cientistas acreditam que a colisão poderia explicar a misteriosa montanha do lado escuro da nossa lua. A velocidade relativamente lenta do acidente foi crucial para a adição de material no hemisfério lunar raramente visível.

Os pesquisadores esperam que os dados de duas missões da NASA comprovem ou contestem a teoria no próximo ano.

Durante décadas, cientistas vêm tentando entender por que o lado próximo da lua – o visível da Terra – é plano e sem crateras, enquanto o lado escuro, raramente visto, é cheio de crateras e tem cadeias de montanhas superiores a 3.000 metros.

Várias teorias têm sido propostas para explicar essa dicotomia lunar. Uma sugere que o aquecimento das marés, causado pela atração da Terra sobre o oceano de rocha líquida que corria sob a crosta lunar, pode ter sido a causa.

O estudo mais recente propõe uma solução diferente: uma série de colisões cósmicas.

Os pesquisadores afirmam que a Terra foi atingida cerca de quatro bilhões de anos atrás por um outro planeta do tamanho de Marte. Essa hipótese sugere que os detritos resultantes eventualmente se fundiram para formar a nossa lua.

Mas os cientistas dizem que um outro corpo lunar, menor, pode ter se formado do mesmo material e ter ficado preso em uma força gravitacional – um cabo de guerra entre a Terra e a lua maior.

Depois de ficar milhões de anos “presa”, a lua menor embarcou em uma rota de colisão com a sua irmã mais velha, chocando-se com ela a uma velocidade de menos de três quilômetros por segundo, mais lenta do que a velocidade do som em rochas.

“Foi uma colisão suave, inferior à velocidade do som – isso é importante porque significa que não houve choques enormes ou fusões e derretimentos”, explica o líder do estudo, Martin Jutzi.

No momento da colisão, a maior lua tinha um “oceano de magma” com uma crosta fina na parte superior. Assim, os cientistas argumentam que o impacto teria levado ao acúmulo de material sobre a crosta lunar, e também redistribuído o magma subjacente ao lado mais visível da lua, uma ideia apoiada por observações feitas pela NASA.

Especialistas notam que o novo estudo demonstra plausibilidade, em vez de provas, mas levanta uma possibilidade legítima de que um impacto gigante na Terra provocou mais de uma lua.

Os pesquisadores acreditam que uma forma de provar sua teoria é comparar seus modelos com a estrutura interna detalhada da lua que será obtida por uma nave da NASA em breve. Eles também esperam um mapeamento de alta resolução que deve realizado no próximo ano.

Jutzi disse que sua equipe prefere colocar as mãos em amostras do lado escuro da lua para provar sua teoria, e que, no futuro, eles esperam um retorno de amostra ou uma missão tripulada para lá para poder comprovar melhor a nova ideia.[BBC]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

35 Comentários

  1. Bom gostei muito de ler as idéias que tem na cabecinha de cada um … Mesmo sendo algo incerto essa teoria de que a terra pode ter tido duas luas, está sendo algo muito interessante pra mim..

    Thumb up 2
  2. eu acho que a lua que trombou com a nossa foi parar perto de
    brasília e algum político se apropriou dela…..e cá pra nós
    eu acho que transformaram numa ilha de 15 milhões , o qual só agora a receita federal conseguiu descobrir.

    Thumb up 4
  3. ou colocaríamos uma fitinha do lado penço aí haveria uma compensação e ela pararia de vibrar ,ambos os lados ficaríam iguais !

    Thumb up 0
  4. Vivendo e descobrindo! A formação de uma outra lua foi perfeitamente possível já que a nossa lua atual foi formada de detritos da colisão da terra com seu planeta irmão.

    Thumb up 12
  5. é uma pena que, com este bombardeio de besteirol que assola a internet, não sobre um mísero meteorito pra cair na cabeça destes viajantes lunáticos. por favor, me deixem em paz… eu, meu cavalinho (que já tirei da chuva), e o drago (hoje, meu melhor amigo). birapolvora@yahoo.com.br

    Thumb up 1
  6. é uma pena que com todo este bombardeio de besterol que assola a internet, não sobre um mísero meteorito pra cair na cabeça destes viajantes lunáticos. por favor, me deixem em paz… eu,
    meu cavalinho (que já tirei da chuva) e o drago, hoje meu melhor amigo. birapolvora@yahoo.com.br

    Thumb up 1
  7. Não é bem assim!
    Será q conseguem chegar?
    Pq não conseguiriam REPETIR um feito DO PASSADO hoje, com maior acúmulo de informações e melhoria da tecnologia?

    E não entendi a idéia, ou melhor, a relevância de um bombardeio de micro organismos na Lua. O estudo e a precaução com os impactos ecológicos negativos deve estender-se também ao espaço! Oq ganharíamos com uma lua populada de micro organismos e mais, oq perderíamos com isso? seria reversível e fora de controle? Ou temporário?

    Ah, se restam dúvidas, ainda hoje, quanto a presença humana e – reconheçamos o mérito – americana na lua, existem opções confiáveis para dirimí-las:

    – Há material lunar na Terra e ele não caiu de lá, foi coletado;

    – Telescópios com a devida potência e apontados para os devidos sítios, mesmo daqui da Terra, podem permitir que se veja os indícios da presença humana.

    A despeito das nacionalidades, é uma conquista humana!

    Thumb up 3
    • rapaz! Ta meio confuso o que você esta falando ai, não entendi bem, mas parece que não tem muito haver com o assunto! A não ser “a lua”.

      Thumb up 3
  8. finalmente um bom motivo para missões tripuladas. Será que conseguem chegar na Lua?

    poderiam acumular missões importantes antes de ir. como:
    -bombardear a lua com micro-organismos capazes de viver por la.
    -verificar o tipo de água existente lá.
    -estudar o que há dentro da lua.
    -verificar o que há do outro lado da Lua (escuro)
    -montar uma pequena base de pesquisa a distancia. (robótica e analise).

    bem mais interessante do que ver como que o feijão cresce sem gravidade, ou que o lápis funciona e pq a caneta não…

    Thumb up 4
    • Antes de ir prá Lua precisamos:
      o Aprender a passar pelos Cinturões de Van Hallen sem virar batata-frita;
      o Construir um foguete ou outro tipo de espaçonave com tal capacidade de carga;
      o Capacidade de pouso e decolagem sem uma base préexistente;
      o Encontrar uma empresa ou órgão governamental capaz de tal empreitada.

      Nada disso será possível com as agências governamentais dos países ricos, que querem evitar que as pessoas vão para o espaço. Só a iniciativa privada poderia fazer alguma coisa.

      Thumb up 15
    • Glauco, o Cinturão de Van Alen não é problema. As missões lunares atravessaram ele sem problemas.

      Thumb up 9
    • Eu não confio muito nesses tais pousos na Lua. Enquanto não forem outros astronautas lá de outro país e tirarem fotos do pouso – ou fotos decentes de satélites ao invés daquela foto com borrões de 4 pixels – aí eu vou acreditar. Até lá, esse pouso não é cientificamente comprovável.

      Thumb up 13
    • Rafel, não tem microorganismo capaz de sobreviver na Lua. O ambiente é muito radical: não há atmosfera, e não há nada que diminua o bombardeio de raios cósmicos e radiação do espaço (UV, raio X, radiação gama, etc.), e as temperaturas alcançam valores muito extremos..

      Outra coisa, não há lado escuro da Lua. O que há é um lado distante que nunca vemos. Quando é Lua Nova, o lado distante está iluminado.

      Thumb up 12
  9. Quando se fala de “nova teoria” principalmente sem elementos comprobatórios fidedignos é só mais uma brincadeira de gosto duvidoso. Quanto ao Lua, este tem baixa densidade em relação ao Terra e nada de papo de giro “sincronizado”. Simplesmente seu lado mais massivo fica gravitacionalmente voltado para o Terra como aquele brinquedo joão-bobo. Se mover o Lua para outro lado ele voltará a ficar nessa mesma posição atual, com o lado mais pesado puxado pela gravidade do Terra.

    Thumb up 1
    • Roberto, a rotação da Lua é sincronizada. E muito provavelmente ela não tinha rotação sincronizada antes. Este é um fenômeno comum em satélites, chamado de “travamento de marés” (minha tradução para a expressão “tidal locking”), que acontece quando um corpo orbita outro ao mesmo tempo que tem uma rotação sobre seu próprio eixo.

      Thumb up 8
    • Troll!

      Thumb up 2
    • Nossa, essa eu nunca tinha ouvido. É sério que existem estudos sobre isso?

      Thumb up 2
    • Estudos não existem, só o testemunho dos antigos.

      Thumb up 0
    • Testemunho dos antigos? De quem? Dos habitantes da lua?

      Thumb up 2
    • “Antigos”? Eles seriam habitantes da lua? Já que a terra veio depois…

      Thumb up 2
    • Não dá prá entrar nesse assunto aki, é muito extenso. Leia o Volume III da Doutrina Secreta da Helena Blavatsky para compreender melhor.

      Thumb up 0
    • Glauco, estou começando a achar que você é um alienígena!

      Thumb up 3
    • A Lua não é mais velha do que a Terra, mas é o contrário, apesar das datas de nascimento de ambas serem “praticamente” iguais. Há uns 4.5 bilhões de anos, um proto-planeta chamado Theia, com mais ou menos o tamanho de Marte colidiu com a Terra. Theia fora destruída (é claro) mas a Terra sobreviveu. Os fragmentos da colisão formaram um anel bem parecido com os de Saturno, que, depois de um tempo, começou a se agrupar em um corpo celeste cada vez maior, que, após varrer o anel, virou nossa Lua.

      Thumb up 6
  10. uma correção no texto: o lado escuro da lua é que é plano e sem cratera, o lado visível é cheio de montanhas e crateras.

    Thumb up 1
    • De onde você tirou isto, Renys? Primeiro, que não existe “lado escuro”, o que há é um lado distante. Segundo que nenhum lugar na Lua é plano e sem crateras.

      Thumb up 9
  11. “enquanto o lado escuro, raramente visto” raramente? eu nunca vi o lado escuro da Lua!

    Thumb up 4
  12. CURIOSIDADE:
    ESTÁ COMPROVADO FISICAMENTE QUE A LUA AGE COM RELAÇÃO A TERRA COMO SE FOSSE SUA ÂNCORA.
    SE NÃO FOSSE PELA PRESENÇA DA LUA, A TERRA TERIA MAIS UM MOVIMENTO, O MOVIMENTO DE VIBRAÇÃO.
    IMAGINEM A TERRA VIBRANDO? O QUE SERIAM DOS MARES, OCEANOS, PRÉDIOS, ESTRADAS, ETC, ETC. POR EXEMPLO, NÃO SE CONSEGUIRIA NEM FICAR DE PÉ!
    GRAÇAS A PRESENÇA DA LUA A TERRA SÓ TEM OS MOVIMENTOS DE ROTAÇÃO E DE TRANSLAÇÃO. AINDA BEM, NÃO É MESMO?

    Thumb up 8
    • Não viaja, Antonio. Quem é que disse que a Terra iria vibrar se não fosse a Lua? Mercurio e Vênus não tem luas e não vibram, por que a Terra vibraria? Não faz sentido.

      Thumb up 11
    • pow se ela vibrasse! Era só tirar da TOMADA! ;)

      Thumb up 2
    • como assim? o.O

      Thumb up 1

Envie um comentário