O Grande Colisor de Hádrons está interessado apenas no bóson?

Publicado em 14.03.2012

Físicos do Grande Colisor de Hádrons (GCH) estão preparando o equipamento de novo, prontos para uma última tentativa de confirmar a descoberta do bóson de Higgs, a última peça do quebra cabeça para o Modelo Padrão de física das partículas.

E depois o quê? Tanto alarde foi feito pela busca ao bóson que você poderia imaginar que o GCH só serve para isso.

Mas não é bem assim. Apenas dois dos detectores experimentais, no círculo de 27 quilômetros do GCH, estão procurando pelo Higgs, e ambos estão interessados em muito, muito mais.

A declaração de missão do experimento Atlas – chamada de Mapeando os Segredos do Universo – não faz menção ao bóson, preferindo focar nas forças que moldaram nosso universo, dimensões extras de espaço, a unificação de forças fundamentais e evidências da matéria escura.

“Nós estamos todos felizes de finalmente resolver a hipótese do Higgs, de um jeito ou de outro”, comenta Andy Parker, membro da equipe Atlas. “Mas isso é apenas uma parte de um processo muito maior, e nós temos um grande número de outras coisas que também estamos procurando. Não há pausa na marcha da ciência, nesse caso”.

“Sopa primordial”

Enquanto isso, no experimento Alice, eles estão colidindo pesados íons de chumbo para explorar a criação da matéria e a natureza da força nuclear gerada logo após o Big Bang.

“Nós estamos recriando, em uma bola de fogo sub-atômica, as condições que existiram em um milionésimo de segundo após o Big Bang”, explica David Evans, que trabalha na equipe do Alice. “É tão quente e tão denso que até os prótons e os nêutrons derretem, e nós terminamos com uma espécie de sopa primordial conhecida como ‘plasma quarks-glúons’”.

Evans fica particularmente frustrado com a ênfase no Higgs. O bóson é importante, ele acredita, mas existem muito mais coisas acontecendo no GCH.

“O que é ainda mais amedrontador é que, se o Higgs não for comprovado, as pessoas vão dizer que o GCH é uma falha”, adiciona.

Até mesmo o homem, Peter Higgs, que fez a bola rolar nos anos 60, afirmou que as autoridades do Colisor fizeram um grande erro ao dar tanta ênfase na partícula que carrega seu nome.

“Eles falaram muito sobre a pesquisa pelo bóson de Higgs”, comenta. “Tanto que agora existe o perigo dos patrocinadores chegarem e ‘Oh, bem, vocês acharam isso, não precisamos mais dessa máquina tão cara’”.

O professor Jon Butterworth compreende que existe um foco muito grande no bóson, mas diz que você não pode culpar os cientistas por tirar vantagem da publicidade gratuita que a mídia gerou, esperando um momento “eureka”.

“Mesmo para pessoas como eu, o Higgs é apenas o número um de uma lista”, afirma. “Essa máquina abre as portas para um novo cômodo, mas nós precisamos vasculhar nele. É uma grande questão, mas está longe de ser a única”. [BBC]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

14 Comentários

  1. E se o boson de higgs não for uma partícula e sim uma energia? (energia gravitacional quântica) É isto que diz o blog: “Olhando o Universo”. Neste caso nunca será detectado.

    Thumb up 2
  2. Com certeza eles já descobriram ama coisa muito importante só que não querem divulgar para a sociedade pode ser uma coisa simples ou que pode mudar varios conceitos da ciência que conhecemos.
    E também tem o risco dessas particulas serem usadas para outras propositos como armas de destruição em massa, uma anti- matéiria se descubri como aplicar ela em certas ações pode ser usada com uma arma, só basta ter a imaginação e a tecnologia para aplicar esse conceito na prática.

    Thumb up 0
  3. Acredito que muitas coisas estão sendo descobertas, apenas nos contam o fiasco delas, jamais nos revelarão a verdadeira questão pelo qual criaram a tal maquina, o que nos contam digo apenas fiasco porque tendem a justificar tão grande investimentos, acreditem coisas estão para acontecer e isto talves jamais chegou a sua mente, acredito que não so isto mais muito mais coisas ja existem, porem não é vantagem revelar a humanidade existente, coisas tremendas colocaria a população em pleno desconforto e assombridade,destas enormes criações destes ilustrissimos Homens, quem viver verá…
    Luciano Siqueira
    Email luthanopavarot@hotmail.com

    Thumb up 7
  4. Me soa no mínimo estranho, depois de tanto blablabla vinculado na mídia em geral a respeito do colisor e a revolução que a descoberta do bóson traria para física, ouvir que ele agora nem é tão importante e que nós pobres mortais, demos muita importância a este assunto…como assim?
    Seria esta uma saída elegante para justificar um eminente fracasso???

    Thumb up 3
  5. ninguem falou da anti-materia?
    se consequir fabricar ela em larga escala será a soluçao do nossos problrmas,
    apesar de ela ser um pouco dificil de transportar.

    Thumb up 0
  6. Nós que somos leigos (nem todos, naturalmente, mas a maioria é) nem conseguimos imaginar a quantidade incrível de dados que esta máquina produz. Mesmo que o tal bóson não seja encontrado, ainda assim haverá muito trabalho para os físicos durante gerações para cada operação da máquina. Altos custos? Sem dúvida, mas vale apena investir em todas estas pesquisas.

    Thumb up 10
    • Convenhamos, o Bóson de Higgs, caso seja encontrado, não será a fronteira, não será a partícula mestre como estão considerando. Isto é besteira pura. Isto é falta de colocar a cuca para funcionar direito, sem ilusão, sem fantasia, e entender que apenas chegamos num ponto de verificação com nossos limites técnicos e teóricos. Como podemos conceber que o Bóson de Higgs seja o pilar da matéria? Podemos considerar isso sem que tenhamos condições no momento de quebrá-lo e verificar que ele ainda é composto? Faça me o favor, não é porque se chegou num possível limite da decomposição de algo que significa que esse algo não possa ser decomposto. É a “sopa primordial” servida quente para quem engole sem pensar…

      Thumb up 4
    • acho que os cientistas não pensam no higgs como fronteira final, muito pelo contrário, já a imprensa, essa sim diz muitas besteiras a respeito do mesmo…

      Thumb up 1
    • Que besteira é esta, “PENSADOR”?

      O bóson de Higgs faz parte de um modelo teórico da constituição da matéria e, neste modelo, ele é um bloco fundamental, não composto por nenhum outro. Assim como os quarks e férmions. O modelo tem alguns pontos que estão em aberto, mas muitas das partículas foram encontradas em colisores de partículas parecidos com o LHC ou com o Tevatron, e é o que dá força ao modelo padrão.

      -oOo-

      O Brasil realmente é um país muito incrível. Somos 190 milhões de treinadores de futebol, economistas, especialistas em segurança pública e agora até temos doutores em física… Quanto mais despreparado o indivíduo, mais ele se acha apto a dar palpites no que absolutamente não entende bulhufas…

      -oOo-

      Retiro o ‘besteira’, “PENSADOR”. Os cientistas ouviram a sua crítica e resolveram criar um outro modelo em que quarks, férmions e bósons são compostos por outros objetos, estes sim, fundamentais. É o famosíssimo modelo das cordas ou das supercordas.

      O problema deste modelo é que nunca foi testado e ninguém, até hoje, sabe como testar ele. Claro, até você aparecer e fazer o teste.

      Thumb up 3
    • Para você me chamar de “despreparado”, você deveria me conhecer melhor. Você não sabe absolutamente nada de mim para dizer isso. E me julgou mais uma vez errado ao fazer relação com futebol! Quer saber, meu caro amigo, o que acho do futebol? Acho que se abstrairmos veremos que não passa de outra grande besteira onde o mundo todo pára para ver alguns homens jogarem uma bola em um retângulo. Entenda que os “doutores em física” não são semideuses e não têm a mente acima da minha ou da tua. Se existe possibilidade de se refutar uma teoria, é porque ela não é exata. São questões teóricas meu caro. Acha que podemos chegar nos limites da matéria? Se existirem as supercordas, o que são elas? Do que são feitas? O que é a energia em sua profundidade? Veja que se existe o Quark, ele é feito de alguma coisa, e se existe alguma coisa que forma o Quark, essa alguma coisa é feita do quê? Veja que inevitavelmente entraremos em questões filosóficas profundas onde nenhuma máquina criada pelo homem poderá responder MEU CARO!

      Thumb up 9
  7. Entretanto, se os cientistas não localizarem o Bóson de Higgs e for provado que a Partícula de Deus não existe, eles terão mais um grande problema a ser solucionado e novas teorias sobre a origem de tudo ganharão ainda mais força.

    Thumb up 2
    • Depende de que “teorias sobre a origem de tudo” você está falando. A Teoria do Big Bang é uma “teoria sobre a origem de tudo” e, até onde eu sei, a mecânica quântica só está envolvida mais profundamente no modelo para o Tempo de Planck.

      Agora, se não encontrarem o Bóson de Higgs, então a Física Quântica estará com problemas sérios para resolver. O modelo padrão de partículas terá que sofrer uma “reengenharia” ou ser abandonado completamente. Eu não sei se existe algum modelo alternativo, talvez o modelo das supercordas…

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
akira
Akira Yoshizawa: O grande mestre do origami

O Google costuma hom...

Fechar