Um possível desastre ecológico que ninguém comenta: a acidificação dos oceanos

Publicado em 24.01.2012

Chaminés, fornos e tubos de escape de carros são algumas fontes que liberam dióxido de carbono para o ar. Parte desse dióxido acaba dissolvido na água do mar, como ácido carbônico.

Como o dióxido de carbono na atmosfera hoje em dia chega a 380 partes por milhão (ppm), enquanto os últimos milhões de anos viram oscilações entre cerca de 180 e 280 ppm, não é nenhuma surpresa que a água do mar esteja mais ácida do que durante este período recente da história da Terra.

Como sempre, não é só a dimensão dessa mudança que é importante, mas sua velocidade.

Um novo estudo tentou medir a taxa atual dessa mudança, contra o que aconteceu em épocas pré-industriais, mas ficou dependente de modelos de computador para fornecer estimativas históricas.

Apesar dessa ressalva, os números da pesquisa são surpreendentes, sugerindo que a atual taxa de acidificação é duas ordens de magnitude maior do que o que aconteceu no final da última Era Glacial.

Será que animais marinhos, plantas e ecossistemas podem viver com isso? Como os oceanos ficarão no futuro? Será que ainda vão ser capazes de nos fornecer os alimentos que precisamos?

Alguns experimentos em laboratório sugerem problemas. Por exemplo, na semana passada, uma equipe de pesquisadores australianos descobriu que níveis aumentados de CO2 na água do mar afetam a química do cérebro de peixes alterando seu comportamente.

Algumas pessoas podem dizer que o que está acontecendo não é um aumento da acidez, e sim uma queda na alcalinidade, portanto, não se pode chamar isso de acidificação.

De uma certa forma, isso está correto. Com o pH de 8,1 e caindo, a água do mar está a caminho de alcalina para neutra.

Mas isso é irrelevante. Os organismos e ecossistemas se adaptam a qualquer acidez ou alcalinidade que encontram, mas precisam de tempo para fazê-lo e, em alguns casos, por exemplo, para animais que precisam formar conchas, essa adaptação pode ser impossível.

De qualquer forma, há uma riqueza de evidências de que a acidificação dos oceanos é motivo de preocupação – talvez até mais do que os efeitos climáticos das emissões de CO2.

Algumas convenções climáticas já mencionam os problemas da acidificação. A Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável) oferece uma maneira de colocar a questão sobre as mesas de presidentes e primeiros-ministros, e é um movimento a ser ativamente prosseguido.

A Comissão Oceanográfica Internacional da Unesco é um dos organismos das Nações Unidas dedicado a falar sobre a acidificação na agenda Rio.

Tal como acontece com os impactos do clima, há uma agenda preocupada com lidar com os impactos da acidificação, bem como uma agenda preocupada com a redução da tendência em si.

Alguns anos atrás, por exemplo, os cientistas mostraram que manter a população de peixes equilibrada e saudável em um recife oferece proteção contra impactos de temperatura e acidez.

Uma solução pode ser encontrada, mas o problema precisa ser reconhecido. [BBC]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

11 Comentários

  1. Chaminés, fornos, escape de carros e mais toda poluição causada pelo homem somadas são 3% das emissões de dióxido de carbono para a atmosfera e os outros 97% do dióxido de carbono emitido vêm de fenômenos naturais via vulcões, matéria orgânica em decomposição, e principalmente do oceano (Algas marinhas).
    Vale lembrar que nossa atmosfera tem apenas 0,035 % de gás carbônico em sua composição e que efeito estufa em equilíbrio é necessário para a vida de todos os seres.
    Nos últimos 150 anos o dióxido de carbono passou de 0,028 para 0,035 % e provavelmente não é isto que esta acidificando o mar.

    Thumb up 2
  2. esses governos que so querem fazer bomba atômica nem se preocupam com meio ambiente!!!!!!!!!!!!

    Thumb up 3
  3. Não é novidade pra mim saber disso, apesar de não ser divulgada, eu espera sim, uma pena, pouca coisa os governos do mundo inteiro fazem.

    Thumb up 1
  4. Deveriamos investir mais em transportes alternativos como trens, mêtros, aproveitar melhor nossas hidrovias. A fabricação desenfreada de automóveis e o aumento da frota contribui muito para essa triste realidade nos oceanos. Automóveis eletricos talvez ajudariam mas existe o problema das baterias que tambem poluem.

    Thumb up 2
  5. O pH é uma escala logarítmica.

    A acidificação não é um problema. O oceano terá sempre um pH superior a 7!

    Deviam informar-se melhor antes de escrever estas asneiras!

    Thumb up 1
    • O que é, é. E o que não é, não é. As opiniões, apesar de divergentes, não mudam a realidade das coisas. Por exemplo, a Terra sempre foi redonda apesar de na Idade Média acreditarem que ela era quadrada. Também acreditavam que o Sol gira ao redor da Terra. Essa crença também não mudou o fato de ser a Terra que gira ao redor do Sol.

      Thumb up 0
    • Acidificacao nao eh um problema?
      Quem esta escrevendo asneiras aqui?
      pH da agua do mar eh em torno dos 8.
      Suponhamos que com o aumento da acidez da agua ela chegue perto dos 13?
      Qual ser vivo iria nadar numa soda caustica?

      Thumb up 1
    • Confundi tudo ae em cima Hehe.
      Era pra ter falado 2 e nao 14. E nao soda caustica.
      Mas esta ae a ideia. Vamos supor que ela passe de base para acida. O que aconteceria com o meio ambiente marinho.

      Thumb up 1
  6. isso é uma grande preucupacão que ja deveria estar sendo discutidas entre os lideres… mais como um mal humano é justamente fazer tudo em cima da hora, então vai demorar um tempo até que haja uma concientização tanto dos lideres quanto da população…

    Thumb up 0
  7. O aumento na acidez oceânica não é nenhuma surpresa, tanto por ser um fenômeno natural ao longo do tempo como pela quantidade de poluentes liberados no planete. Entretanto, a velocidade desse processo pode ser bastante prejudicial. Se as espécies não se adaptaram a tempo, a acidez nova pode causar a destruição de muitos seres e o desequilíbrio terrestre.

    Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
astro9_2114004c
Astrônomos amadores descobrem novo planeta

Dois cientistas amad...

Fechar