10 fatos surpreendentes sobre o cérebro humano

Amigo leitor, se algum dia sua autoestima estiver “no chão”, lembre-se disto: entre suas orelhas está uma das estruturas mais fantásticas que existem – seu cérebro. E, mesmo que você não seja, digamos, um possível candidato ao Prêmio Nobel de Física, essa “máquina” não deixa de ser impressionante.

Conheça 10 coisas que você provavelmente não sabia sobre o cérebro:

1 – O cérebro não sente dor

Por não ter receptores para isso, o cérebro não sente dor. É por isso que neurocirurgias podem ser feitas enquanto o paciente está acordado. Aliás, isso ajuda os cirurgiões a manter o controle sobre o procedimento – e não bagunçar funções motoras ou de visão, por exemplo. O que não torna esse tipo de cirurgia algo menos perturbador de se ver…

2 – Há mais de 160 mil quilômetros de vasos sanguíneos no cérebro

Curiosamente, essa estrutura relativamente pequena (que pesa menos de 2 kg) contém um número monstruoso de elementos: 100 bilhões de neurônios, conectados entre si por 100 trilhões de sinapses. Em termos de informação, o cérebro é capaz de armazenar 1.000 terabytes (1 terabyte = 1.024 gigabytes), o equivalente a cinco vezes o conteúdo da Enciclopédia Britânica. Em tempo: nós usamos 100% da capacidade do nosso cérebro, ao contrário do que dizia aquele famoso mito dos 10%.

3 – O cérebro de Einstein foi preservado

Poucas horas depois de sua morte, em 1955, Einstein teve seu cérebro retirado pelo Dr. Thomas Harvey sem autorização da família. O legista simplesmente tomou chá de sumiço e só foi encontrado 23 anos depois por um jornalista persistente. O médico admitiu que ainda estava com o cérebro de Einstein, cortado em 240 partes e preservado em jarros com formaldeído.

4 – Há grandes diferenças entre os dois lados do cérebro

Essa fantástica estrutura é formada por dois hemisférios, sendo um deles mais voltado a pensamentos racionais e analíticos (o esquerdo) e o outro voltado mais para pensamentos conceituais e visuais (o direito). Além disso, eles trabalham de forma “invertida”: se você machuca sua mão direita, a dor é processada pelo hemisfério esquerdo. Curiosamente, você sobreviveria mesmo que perdesse completamente um dos hemisférios (não sei se muito bem).

5 – O cérebro dos homens é 10% maior que o das mulheres

“Ahá! Eu sabia!”, pensaram alguns leitores. Antes de acharem que estão por cima, vale destacar que, embora seja relativamente menor, o cérebro feminino possui mais células nervosas do que o masculino. Além disso, ele realmente tende a priorizar “emoções”, enquanto o dos homens tende a priorizar a “lógica”. Mas o cerebro de homens homossexuais tende a funcionar de maneira mais similar ao de mulheres.

6 – Seu cérebro é mais ativo enquanto você dorme

Durante o sono, nosso cérebro processa intensamente as informações que coletou durante o dia – alguns cientistas acreditam que esse fenômeno é responsável pelos sonhos. Até hoje, ninguém sabe exatamente por que, de fato, sonhamos. Contudo, já foi comprovado que pessoas com QI mais elevado tendem a sonhar mais, e que tirar um cochilo durante o dia pode ajudá-lo a ter mais disposição e foco para trabalhar.

7 – É possível manipular sonhos

Quem assistiu ao filme “A Origem” provavelmente ficou surpreso com a manipulação de sonhos. A ideia, porém, é verdadeira e não é nova: o termo Sonho Lúcido, que descreve o fenômeno, foi criado na década de 1880 pelo psiquiatra alemão Frederik Willem van Eeden – mas só ganhou força quase um século depois, na década de 1960. Hoje em dia, há inúmeros sites e artigos explicando como controlar os próprios sonhos.

8 – Ninguém sabe por que damos risada

O riso é um fenômeno unicamente humano (não, hienas não riem porque acham graça de algo), que começa a partir dos 4 meses de idade. Também é algo “contagioso” e difícil de fingir. Ainda assim, até hoje ninguém descobriu exatamente por que certas situações provocam riso, nem por que nem todo mundo acha graça em uma mesma piada.

9 – Tamanho não importa muito

Seguindo o mesmo raciocínio do item 5, podemos dizer que um cérebro maior não garante, necessariamente, que a pessoa seja mais inteligente. O de Einstein, por exemplo, pesava 1,23 kg (a média para um adulto é de 1,4 kg).

10 – O QI mais alto do mundo é 210

O coreano Kim Ung-yong, nascido em 1962, possui o QI mais alto do mundo. Aos seis meses de idade, já começou a falar. Aos oito, conseguia entender álgebra. Começou a frequentar o curso de física na Universidade de Hanyang aos 4 anos e, quando se formou, foi convidado pela NASA para continuar seus estudos nos EUA.

De volta à Coreia do Sul, em 1978, trocou a física pela engenharia civil e obteve um título de doutorado na área.[Oddee]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 2,50 de 5)
Curta no Facebook:

19 respostas para “10 fatos surpreendentes sobre o cérebro humano”

    • Caro rapaz, reveja suas fontes. Porque? O Wikipedia não é fonte de pesquisa, nem para estudante de jardim de infância, mesmo que referenciadas; já que a paráfrase deste seu link/referência, sei lá estão um lixo como um todo. Fica esta dica para você.

    • O rapaz está certo, William James Sidis teve o maior QI da história, mas também é considerado um fracasso, por ter produzido pouco!

    • isto é oq consta na wikipedia em inglês: “After his death, his sister made the unverifiable claim that his IQ was “the very highest that had ever been obtained,” but any records of any IQ testing that Sidis actually took have been lost to history”, logo é somente especulação, nunca confie na wiki BR

  1. Excelente artigo, muito interessante. Assim com o site todo. Mas gostaria de, se me permitem, fazer algumas correções. O cérebro dos homens tem o córtex mais espesso do que o das mulheres. Lembrando que o córtex é a parte mais “superficial” do cérebro – a denominada substância cinzenta (erroneamente chamada de “massa cinzenta”). É nessa região que ficam localizados os corpos celulares do neurônios (ou, células nervosas). Logo, os homens possuem quantidade maior de neurônios do que as mulheres, e isso influencia diretamente na capacidade da pessoa. Contudo, mulheres possuem mais neuróglias, que são células específicas que possuem função, por exemplo, de substituir neurônios perdidos. Só que a célula gliar permanece a mesma nesse processo, ou seja, ela não se converte em neurônio quando o substitui. Mas essa é apenas uma de suas funções.

    • Muito bem, gostei do comentário. Porém sabe-se que mesmo com mais neuróglias, existem ainda muitas impossibilidades de regeneração fato. Acho que como estudante, pesquisador, ou afim, você sabe que um neurônio humano leva por volta de 98 anos para se regenerar. Boa pesquisa.

  2. Não consigo achar graça de piada, video cassetada então acho abominável. Dizem que tenho alto Q. I. mas acho que apenas não sou idiota ao ponto de gostar de futebol aonde não existe nem hospital…

    • “Sintomas” de um psicopata/sociopata.

      Mas é só um comentário à brisa, se eu fosse você procuraria um profissional que pudesse fazer um diagnóstico de verdade.

    • Resposta para ¯(°_o)/¯
      Meu Q.I. É de 140(Muitíssimo inteligente) e só tenho 14 anos mais nem por isso não deixo de rir, vivo rindo de pegadinhas, seriados(Principalmente de Chaves e big-bang) e filmes
      Só de eu ler uma piada ou comentário engraçado eu do logo um sorriso.
      È concerteza seu Q.I não teve ser tão alto por que você iria saber que rir faz bem pra saúde!

  3. Bem meus caros, creio que estão com pouca informação!
    Primeiro, segundo um trabalho cientifico brasileiro, o cerebro tem 86 bilhões de neuronios e 85 bilhões de astrocitós !
    Segundo, tem trabalhos apartir da decada de 80 demonstrando varios casos de pessoas com menos de 100 gramas de cerebro e QI acima de 120!
    Ou seja que se faz com as outras 1300 gramas?
    Se tiverem duvidas eu tenho os trabalhos que descrevi!

  4. ha grandes diferenças dos hemisferios?aqui no hypescienc mesmo li um artigo que dizia o contrario,NAO EXISTE TANTA DIFERENÇA ENTRE OS DOIS HEMISFERIOS QUANTO IMAGINAVAMOS,era mais ou menos assim o titulo quando acionamos o cerebro nao quer dizer que os dois lados SÓ podem administrar melhor tal tarefa, ela somente se adapta para que nao haja uma “sobrecarga no sistema”dividindo as funcoes.na tv escola,vi uma serie de documentário que era sobre o cerebro ,falava do desenvolvimento desde o feto ao difunto.e tinha um caso que um menino teve que tirar um lado do lobo, o esquerdo para ser mais exato(porque ele tinha muitas convulsoes em um unico dia e os remedios nao adiantavam),nos meses nao conseguia falar direito nem fazer qualquer atividade normalmentesequer com um unico braço já que o outro estava paralisado(tambem o resto da parte esquerda do corpo)mas aos poucos começou a desenvolver esses movimentos O CEREBRO SE VIU NECESSITADO DE AGIR NOS DOIS LADOS DO CORPO ENTAO ENTROU EM AÇAO ,PASSOU A DESEPENHAR TODAS AS FUNÇOES QUE O OUTRO LADO FAZIA,IMAGENS DE RESONANCIA MAGNETICA MOSTRARAM AREAS QUE ANTES NAO ERAM ATIVADAS NO LADO DIREITO AGORA ESTAVAM SENDO ATIVADAS,TAMBEM AS AREAS JÁ ATIVADAS ESTAVAM AINDA MAIS SENDO USADAS.agora pergunto pra voces se tivemos um senpenho desse no nosso cerebro normal como seriamos?nao temos porque nao precisamos,COMO DIRIA DARWIN:a necessidade é a chave do desenvolvimento.

  5. O porque rimos é fácil, entre todas as especies animais se sobrepõe as relações entre uma forma de vida e outra, digamos que essa relação tenha peso de massa, quando uma situação se torna mais “leve” o “peso” do relacionamento se desconcentra de uma única área e se espalha, esse movimento é que provoca o riso.
    É difícil de entender, mas o riso e a felicidade basicamente é o deslocamento do “peso” dos relacionamentos sobre nós, por isso os músculos da face se contraem.

  6. É vital que o sistema educacional brasileiro aprenda a desenvolver estudantes de verdade, e não apenas alunos. Nesse ponto, aplicar os avanços das pesquisas das ciências neurais ao sistema pedagógico é fundamental, seria até revolucionário: ensinar a aprender, a estudar de verdade, a usar o cérebro de forma inteligente.
    Vamos pegar um antigo e magnífico provérbio chinês:
    quando você ouve, você esquece
    quando você vê, você entende
    quando você faz, você aprende…

    A grande questão, como defende o professor Pier nessa que foi a a melhor palestra sobre Estudar que eu já vi, é porquê precisamos de cursinhos pré-vestibular? em que a escola nos falta que tantos tenham que procurar esses cursinhos?
    Simples. O sistema educacional forma alunos, não estudantes. O grande mal é essa história de estudar pra prova, a avaliação, a nota, tudo foca apenas em passar de ano, e não em aprender, não em colocar lá no cérebro o conhecimento que você vai precisar para sempre, e quando se aprende de verdade, tem que ser pra sempre. A questão não é passar de ano, como todo mundo foca, a questão é aprender o que precisará pra sempre, nos vestibulares, nas universidades, na vida profissional.
    A culpa não é do aluno, ele é vítima, e quando falo aluno me refiro também ao professor que na preparação pedagógica foi um aluno. A culpa é do sistema educacional, o modelo vigente e sua lenta adaptação às descobertas das ciências neurais. O grande X da questão seria antes de tudo, antes de ensinar a geografia, ensinar a escrita, ensinar a ciência, é ensinar a aprender, aprender de verdade. Usar o cérebro, essa coisa magnífica que temos. O aluno que assiste a aula, fica apenas no primeiro e segundo tópico do provérbio chinês que citei. Pra aprender ele precisa ser ESTUDANTE, em casa, pegar os exercícios e fazer (agora sim o terceiro tópico do provérbio), por incrível que pareça, a melhor coisa que um professor pode dar a um aluno é os exercícios, as tarefas, depois da aula, em que apresenta o conteúdo.
    Foi graças aos professores que tive, que me deram exercícios, que aprendi o que sei hoje, o que me permitiu me formar, e lhes dou minha palavra: NUNCA estudei pra prova, apenas revisava o conteúdo, que eu já sabia, por causa dos exercícios de casa, e a cobrança dos professores. Eu aprendi a usar meu cérebro da melhor forma, devo dizer que ainda estou aprendendo, e só pra saberem, um dia quero fazer Neurociências, isso é incrível. 🙂

    • Ótimo comentário, tudo o que você falou aí é verdade. Porém isso me lembra uma frase que acho que muitos já ouviram mas nem todos entenderam.

      “Conhecimento é poder.”

      E ninguém sai por aí distribuindo poder de graça. Se você quer, você tem que mereçer… ir atrás.

    • Acho que conhecimento é poder apenas em potencial. E inteligência é habilidade cognitiva, analítica, raciocínio. O que realmente é fundamental é Sabedoria, como define o doutor Lair Ribeiro, autor de “O Sucesso não ocorre por acaso”: Sabedoria é a Aplicação Inteligente do Conhecimento.

Deixe uma resposta