Mãe natureza resolveu brincar de #10YearChallenge e o resultado é estarrecedor

Por , em 25.01.2019

Todos os anos, alguma mania na internet se espalha de forma descontrolada até ser superada. Neste começo de 2019, essa brincadeira viral foi o #10YearChallenge, ou desafio dos 10 anos, de maneira literal, que consiste em compartilhar duas fotos suas separadas por uma década, ou seja, uma tirada em 2009 e outra agora. O objetivo são as risadas com as diferenças. Mas não é muito divertido quando o meio ambiente resolve entrar na brincadeira.

Todos os artigos científicos que negam o aquecimento global são falhos: estudo

A diversão que temos ao ver nossas mudanças em 10 anos se torna desespero quando nos atentamos sobre o quanto a face do nosso planeta foi alterada nesse mesmo período. O site Science Alert juntou algumas das postagens feitas para alertar sobre as mudanças na natureza causadas por nossas ações.

O Greenpeace foi uma das primeiras organizações ambientais a estragar a brincadeira, compartilhando uma fotografia do desmatamento na floresta amazônica. Com um novo governo mais preocupado com o lucro do agronegócio do que com o meio ambiente, um lembrete do atual nível de destruição é bastante pertinente. “Aquilo que levou centenas de milhares de anos à natureza, os humanos destruíram em menos de dez”, diz o post.

https://www.instagram.com/p/Bsv1BNchKo7/?utm_source=ig_web_options_share_sheet

Outros exemplos se espalharam pela internet após isso. As mudanças climáticas, a poluição, a extinção de espécies são apenas alguns dos desafios ambientais que nosso planeta enfrentou nos últimos dez anos e continuará enfrentando no futuro.

A Grande Barreira de Corais (GBR), por exemplo, como a maioria dos outros recifes de coral ao redor do mundo, enfrenta um futuro sombrio – e os cientistas já alertaram que ela não pode mais ser salva pelos esforços atuais. Em 2016, estimava-se que 93% da GBR havia sido afetada pelo branqueamento de corais, fenômeno causado pelo aquecimento das temperaturas oceânicas.

As 10 mais mortais modas da internet

De acordo com o relatório mais recente do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática – um corpo científico rotineiramente criticado por ser muito conservador com suas previsões, segundo o portal Science Alert – o mundo poderia experimentar uma morte em massa de corais já em 2040.

A diferença de 10 anos para cá está literalmente na frente dos nossos olhos.

Apesar de questões como a poluição, especialmente aquela causada pelo plástico, terem recebido mais atenção nos últimos anos, essa consciência pode ter chegado tarde demais. Setenta e nove mil toneladas de detritos plásticos estão acumuladas em uma área do Oceano Pacífico três vezes maior que a França, e seu tamanho continua aumentando nos últimos anos..

Outro alvo de preocupações são os pólos norte e sul. Estas regiões do planeta enfrentam desafios sem precedentes e estão na linha da frente das alterações climáticas. O ator Leonardo DiCaprio, famoso por seu ativismo ambiental, retweetou uma postagem do Greenpeace mostrando o ártico há 100 anos comparado com uma imagem atual. “Como será o Ártico daqui a 10 anos? #AçãoClimática se torna mais urgente a cada dia. É minha esperança que nós, como indivíduos, e as organizações que nos representam, tratemos a mudança climática como a ameaça urgente que é”, escreveu.

Atualmente, a Antártida está perdendo seis vezes mais gelo do que há quatro décadas. A situação não é melhor mais pra cima no mapa. Desde 1958, a cobertura de gelo do Ártico perdeu cerca de dois terços de sua espessura, enquanto o gelo mais antigo encolheu em quase 2 milhões de quilômetros quadrados. Mesmo as partes mais “seguras” estão sentindo a pressão do aquecimento global descontrolado em lugares como a Groenlândia, por exemplo.

E em 2029? Será que termos um #10YearChallenge mais otimista? [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (33 votos, média: 4,61 de 5)

Deixe seu comentário!