“Nana robô… que a cuca vem pegar!”

Por , em 15.01.2010

Cientistas desenvolveram esse bebê-robô para simular o desenvolvimento de uma criança de um ano. Parece que eles se apegaram a coisa, pois a batizaram de Diego-San.

Enquanto os movimentos do pequeno Diego-San são limitados a ficar sentado em uma cadeira e segurar uma mamadeira, seu rosto possui mais de 20 peças para simular emoções – provavelmente por isso que ele tem essa cabeça gigantesca e descomunal para seu corpo. Como Diego não fala, ele precisa mostrar suas “emoções” por expressões faciais, que não devem ser tão bizarras quanto as desta criança robótica aqui.

robô bebê

Enquanto a robótica está se aperfeiçoando para reproduzir expressões humanas, parece que ainda estamos longe de ter um Halley Joel Osment, de Inteligência Artificial – pelo menos em termos de design. [PDF via Gizmodo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

4 comentários

  • Alice:

    Isso é bom porque pode incentivar que as pessoas não tenham mais filhos,e não poluam mais o planeta com crianças inuteis lol

  • websurffer:

    Não pire, lylia!

    Eles querem nos aperfeiçoar, não nos substituir.

    Seria bom ser 10 vezes mais forte para poder suportar ambientes hostis como o de outros planetas.

  • eduardo:

    Q bicho feio… eu fico imaginando qnd essa criança-robô-voodoo ficar chateada e se revoltar contra os humanos… é de dar medo…

  • lylia:

    Era só o q faltava, é sempre assim, querem nos substituir….

Deixe seu comentário!