32 anos de mudança em poucos segundos com Google Earth

Por , em 13.12.2017

Você provavelmente conhece o Google Earth, mas não uma das funções mais incríveis da ferramenta: a aba “Timelapse”, que nos permite visualizar décadas de mudanças ambientais e populacionais em apenas alguns segundos.

Essa função captura o quanto nosso mundo mudou, criando um lapso de tempo que vai de 1984 a 2016 em qualquer local na Terra.

Projeto

O Google Earth Timelapse é um projeto criado em 2013, quando o Google trabalhou com o US Geological Survey (USGS), a NASA e a TIME para compilar um histórico de imagens de satélite de 1984 a 2012.

Recentemente, o Google atualizou o projeto com quatro anos adicionais de imagens, petabytes de novos dados e uma visão mais nítida da Terra que vai de 1984 a 2016.

Esses “novos” dados não são apenas inéditos; o Google também conseguiu compilar melhores imagens antigas do planeta graças ao Landsat Global Archive Consolidation Program.

A empresa afirmou ter revelado cinco milhões de imagens de cinco satélites diferentes, tirando o melhor dos “três quadrilhões de pixels” para criar 33 imagens da Terra (uma para cada ano até hoje). Graças à abundância de informações e aos algoritmos de computação do Google, nenhuma nuvem bloqueia a exibição.

Como usar

Usando a ferramenta, você pode observar mudanças em locais como as ilhas artificiais de Dubai, ou o encolhimento de geleiras no Alasca.

A tecnologia gratuita está disponível online ou como API (Application Programming Interface, um conjunto de rotinas e padrões de programação para acesso a um aplicativo de software ou plataforma baseado na web).

Você só precisa acessar o Google Earth e procurar a aba interativa “Timelapse”. Ela possui uma linha de tempo arrastável e um botão de “play”.

O Google ainda destaca alguns pontos, na parte inferior da aba, onde espectadores podem assistir a espetáculos naturais ou humanos, como mudanças em Miami ou na geleira Shirase, na Antártica. [BusinessInsider, ArsTechnica]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votos, média: 4,55 de 5)

Deixe seu comentário!