A importante descoberta da origem das galinhas domesticadas

Por , em 30.06.2020

Uma equipe internacional de cientistas realizou uma ampla pesquisa genética para identificar a origem da domesticação das galinhas.

Por que isso importa?

Bom, porque as galinhas são as mais populosas aves do mundo (sim, existem muito mais galinhas do que qualquer outra ave no mundo todo), a maior fonte de proteína animal na dieta humana e um fator importante na história da migração humana.

Em resumo

De maneira geral, desconfiava-se que a domesticação das galinhas havia ocorrido em algum lugar da China cerca de 7.500 aC, a partir de uma espécie de galo-banquiva.

Estudos recentes afirmaram ter encontrado evidências de que a galinha domesticada teve origem no norte da China e no vale do Indo.

Já a nova pesquisa indica que essas aves foram domesticadas na verdade no sul da China, no norte da Tailândia e no Mianmar.

Em todos os casos, os pesquisadores concordam que, depois de domadas, as galinhas foram levadas para e criadas em todos os continentes da Terra, exceto a Antártida.

Genética em detalhes

Uma equipe de 60 pesquisadores, liderados por cientistas da Academia Chinesa de Ciências e da Northwest A&F University, sequenciaram 863 genomas de galinhas.

787 genomas foram sequenciados por completo, sendo 162 de galinhas domesticadas e 142 de subespécies de galo-banquiva (Gallus gallus). Além disso, 12 eram de galo verde (Gallus varius), 2 eram de bengal ou galinha-parda-da-ásia (Gallus sonneratii) e 4 eram de galo-do-sri-lanka (Gallus lafayettii).

Galo-banquiva (Gallus gallus)

Graças a essa miríade de informações genéticas, os cientistas chegaram a várias conclusões interessantes: não só rastrearam a domesticação das galinhas ao sul da China, Tailândia e Mianmar, como também definiram que as galinhas domésticas são descendentes da subespécie de galo-banquiva Gallus gallus spadiceus.

Uma vez que as galinhas se espalharam pela Ásia, foram cruzadas com outras espécies do gênero Gallus. Curiosamente, no entanto, só se diferenciaram geneticamente do Gallus gallus spadiceus (tornando-se Gallus gallus domesticus) cerca de 9.500 a 3.300 anos atrás, bem depois do início de sua domesticação.

Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista científica Cell Research. [Phys]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!