Alunos de ensino médio constroem cadeira de rodas motorizada para menino de 2 anos

Por , em 3.04.2019

Cillian Jackson, de dois anos, não consegue andar. Ele nasceu com um problema genético que causa sintomas semelhantes à paralisia cerebral, e até recentemente só podia se movimentar no colo dos pais ou em um carrinho de bebês. Agora ele está mais independente para passear pela casa e parques com os pais.

Tudo começou quando os pais do menino ficaram decepcionados ao solicitar uma cadeira de rodas motorizada para o seguro de saúde e ter o pedido negado por causa da pouca idade de Cillian. Eles teriam que esperar mais alguns anos para receber a cadeira, ou desembolsar a quantia para uma cadeira motorizada, que custa mais de US$20 mil.

Foi aí que o pai do menino decidiu enviar um e-mail para sua antiga escola de ensino médio, a Farmington High School, no estado americano de Michigan. Ele pediu que o clube de robótica da escola criasse uma cadeira de rodas para Cillian.

O grupo, que se reúne toda terça-feira e que compete nos finais de semana com equipes de robótica de outras escolas, aceitou o desafio, e utilizou como base do projeto um Power Wheels, um carrinho elétrico para crianças pequenas.

O grupo utilizou apenas a estrutura do carrinho, mas modificou todo o sistema elétrico e substituiu os dois joysticks do brinquedo original por um joystick multidirecional. Os alunos precisaram criar códigos novos para que o carrinho respondesse aos comandos do novo joystick, e instalaram todos os novos fios elétricos.

O assento original também foi retirado porque era muito grande, e substituído por um assento infantil para bicicleta com cinto de cinco pontas. Para proteger o menino de impactos contra objetos (e muitas canelas de adultos distraídos), canudos de piscina foram colocados ao redor do carrinho. O novo joystick foi feito em uma impressora 3D com o nome do menino.

A cadeira de rodas foi entregue a Cillian em dezembro de 2018, e quatro meses depois ele retornou à escola para mostrar aos alunos que já consegue controlar bem o carrinho.

A mãe contou que o menino ficou muito mais independente, e agora está livre para observar e examinar objetos domésticos comuns. Ele adora parar o carrinho perto de objetos como maçanetas e interruptores para observar como eles funcionam. [CNN, Good News Network]

Veja como era o carrinho original:

E este é o resultado final do carrinho modificado:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (16 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!