Pare de arrumar a cama

Por , em 21.09.2015

Há basicamente dois tipos de pessoas neste mundo – aquelas que não conseguem começar o dia sem arrumar a cama e aquelas que não entendem o porquê de alisar os lençóis e as cobertas apenas para estragar tudo de novo em 18 horas. Se você está neste último grupo, alegre-se, porque a ciência descobriu que uma cama bagunçada pode ser melhor para sua saúde.

Isso porque os ácaros – as pequenas criaturas microscópicas que provocam asma e alergias em algumas pessoas – prosperam nas condições quentes e úmidas de uma cama bem arrumada, mas secam quando os cobertores são tirados do colchão (no caso das camas desarrumadas, ficam embolados num canto só, ao invés de estendidos sobre toda a cama).

Arrumar a cama é explodir uma bomba de alergia

Se você acabou de correr até a sua cama para arrancar o edredom de cima dela com nojo, não entre em pânico. Os ácaros são uma parte natural de nossas vidas, e agora há provavelmente cerca de 1,5 milhões deles vivendo na sua cama, se alimentando de suas células da pele velhas. Isso é bem nojento, mas para a maioria de nós não é um problema, já que nunca chegamos a perceber nossos minúsculos inquilinos.

Mas há um monte de gente que é alérgica a substâncias produzidas por ácaros – muitas vezes sem perceber – e, para essas pessoas, os bichinhos podem provocar tosse contínua, espirros, coceira nos olhos e asma. Estes sintomas podem ser particularmente ruins ao acordar. Segundo um estudo de 2006, tais pessoas poderiam se beneficiar em não arrumar a cama todas as manhãs.

Condições ideais

A pesquisa foi conduzida por uma equipe da Universidade de Kingston, na Inglaterra, que usou um modelo de computador para prever como os ácaros lidariam com uma gama de diferentes condições. Os pesquisadores descobriram que as circunstâncias ideais para os ácaros são quando estamos na cama com eles à noite, deixando tudo úmido e quente debaixo das cobertas com a nossa transpiração. Porém, simplesmente dar um tempo para o colchão respirar durante todo o dia pode ser suficiente para reduzir o seu número.

“Nós sabemos que os ácaros só podem sobreviver absorvendo água da atmosfera usando pequenas glândulas do lado de fora de seu corpo”, contou o líder do estudo, Stephen Pretlove, à BBC. “Algo tão simples como deixar a cama por fazer durante o dia pode remover a umidade dos lençóis e do colchão, então os ácaros irão desidratar e, eventualmente, morrer”.

O estudo, que foi publicado na revista “Experimental & Applied Acarology”, foi baseado nas condições no Reino Unido, e por isso, infelizmente, não se aplica a regiões mais úmidas, como os trópicos (oi, Brasil!). A equipe planejou testar seu modelo no mundo real, avaliando o efeito de camas feitas e desfeitas sobre as populações do ácaro da poeira, mas os resultados desta pesquisa ainda não foram publicados.

Efeitos duvidosos

Ainda assim, nem todo mundo está convencido que simplesmente deixar sua cama desarrumada todos os dias teria impacto suficiente na umidade para reduzir os números da população de ácaros de poeira – mesmo no Reino Unido.

“É verdade que os ácaros precisam de condições de umidade para prosperar e não podem sobreviver em condições muito secas (como o deserto)”, aponta Andrew Wardlaw, da Sociedade Britânica de Alergia e Imunologia Clínica, que não estava envolvido na pesquisa. “No entanto, a maioria das casas no Reino Unido são suficientemente úmidas para os ácaros viverem bem e eu acho que é difícil acreditar que simplesmente não arrumar a cama teria qualquer impacto sobre a umidade geral”.

Enquanto os resultados dos novos estudos não saem, a turma da cama desfeita fica esperando dados para provar que sua bagunça realmente pode matar os ácaros. Até lá, essa ainda pode ser uma boa desculpa para usar na próxima vez que alguém te encher o saco por não fazer sua cama de manhã. [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!