Por que é tão difícil sair da cama de manhã

Por , em 22.09.2013

Os cientistas sequer sabem por que dormimos. Segundo William Dement, pioneiro no campo da pesquisa do sono e fundador do Centro de Pesquisa do Sono da Universidade de Stanford (EUA), tanto quanto ele sabe, “a única razão sólida pela qual precisamos dormir é porque ficamos com sono”.

Em outras palavras, não conhecemos a razão evolutiva que nos levou a ter que dormir, mas conhecemos, e muito bem, o motivo que nos leva a dormir. Que atire a primeira pedra a pessoa que nunca desejou ter mais 5 minutinhos para ficar na cama – ou, melhor, a pessoa que conseguiu controlar aquele sentimento tão forte e incapacitante que o fez dormir mais 25 minutinhos e se atrasar para o trabalho ou estudos.

Seria apenas preguiça, ou essa luta diária para cair da cama pode ter motivos científicos?

Ter dificuldade em acordar pode derivar de diversos motivos. Talvez você tenha passado a noite anterior inteira trocando os móveis de lugar em seu novo apartamento, e seu corpo realmente precisava de uma hora extra de sono. Ou talvez você escolheu o calor do seu edredom sobre o ar frio da manhã deslizando através de sua janela. Ou talvez você simplesmente não conseguiu dormir bem na noite passada, pois sua cabeça estava cheia de pensamentos importantes.

Com exceção de ficar no YouTube até as 5 da manhã, todos os itens acima e outros mais são explicações perfeitamente “normais” para a famosa lentidão da manhã. Mais importante ainda, todos são facilmente identificados pela ciência e são problemas relativamente simples de resolver.

Para muitos de nós, identificar a raiz da nossa preguiça matinal é que é mais complicado. “As dificuldades que temos para acordar de manhã podem ser o resultado de muitas causas”, disse o especialista em sono Dennis Rosen.

Alguns exemplos são:

  • Sono insuficiente. Soa mais um sintoma do que uma causa, mas pouco sono inevitavelmente leva a um ciclo de acordar com sono e assim por diante.
  • Horário de sono irregular. Pessoas que trabalham em horários não convencionais ou turnos noturnos, como enfermeiros e bombeiros, podem estar em desvantagem.
  • Atraso de fase do ritmo circadiano. O ritmo circadiano é o relógio interno do seu corpo, e quando ele “entra em guerra” com a sociedade, seu sono é que sai prejudicado.
  • Má higiene de sono. Você tira cochilos durante o dia, toma café perto da hora de dormir, ou assiste TV na cama? A Fundação Nacional do Sono americana diz que estes são exemplos de má higiene do sono.
  • Apneia do sono. Pessoas com essa condição podem ter sono ruim.
  • Síndrome das pernas inquietas. Outra condição de saúde que pode afetar o sono.
  • Efeitos colaterais farmacêuticos. Antidepressivos, pílulas para pressão arterial, remédios para alergia e outras drogas comuns, como analgésicos, podem interferir com a capacidade de adormecer à noite e acordar descansado pela manhã.
  • Distúrbios físicos ou psiquiátricos. Algumas condições, como a depressão, podem atrapalhar e/ou desregular o sono.

A maioria desses fatores é muitas vezes experimentada não isoladamente, mas em conjunto com outros. Na verdade, quanto mais os cientistas aprendem sobre os vários sintomas de distúrbios do sono, mais descobrem que eles são interligados.

Considere, por exemplo, o número crescente de síndromes que afetam o ritmo circadiano – os pesquisadores creem que elas surgem em pessoas com ritmos biológicos que estão fora de sintonia com o ritmo da sociedade moderna. Estes distúrbios se originam no nível celular, têm sido associados com disfunção metabólica grave e podem desempenhar um papel na incidência de outras doenças, como diabetes, que por sua vez é ligada a um risco aumentado de apneia do sono, um distúrbio do sono incrivelmente comum e subdiagnosticado.

Em resumo, a dificuldade que você enfrenta diariamente para levantar-se pode estar enraizada em algo mais complicado do que a sua decisão de ficar até tarde no computador.

Isso não significa que você deve deixar tudo como está; você pode tentar reiniciar seu ciclo de sono, tomando pequenas atitudes para melhorar a qualidade dele, como fazer exercícios físicos, desligar a TV quando se deitar, meditar, ou consultar um médico para ver se a sua insônia não está relacionada a remédios ou outros problemas de saúde. [io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

  • neutrino:

    uma das teorias sobre o sono e dos sonhos, diz que em termos de aprendizado, tudo que acontece durante o tempo em que estamos desperto é fixado na memória ou no inconsciente através do sonho.

  • Stallone Sylvester:

    Não é só de manhã não! Eu trabalho de madrugada e qdo acordo a tarde tbm volto a dormir.. geralmente coloco o relogio para ás 15:30, mas de vez em qdo acordo 17 hrs sem me lembrar q o desliguei 🙂
    O que eu noto é q dormir 2 periodos em vez de 1. ajuda mtooo mesmo. Por exemplo, final de semana eu n consigo me regular pra dormir certinho à noite, então eu durmo 4 hrs a tarde(15~19) e 4 hrs de madrugada(02~06). Isso satisfaz totalmente meu sono e me acordo sozinho e disposto

Deixe seu comentário!