As 10 aterrissagens mais assustadoras registradas em vídeo

Por , em 24.07.2013

Após ver esses vídeos, você vai deixar de reclamar da criança que não para de chorar na fileira da frente ou da aeromoça que não traz um fone de ouvido que funcione. Sua vida dentro de um avião poderia ser pior, bem pior. Principalmente durante a aterrissagem, um momento capital nos voos. Segundo dados da Boeing, 25% dos acidentes aéreos acontece durante os procedimentos de aterrissagem, sendo que 12% das tragédias com aeronaves ocorrem no exato momento do pouso. Em comparação, apenas 4% dos voos possuem problemas durante a descida do nível do cruzeiro, antes da aproximação inicial.

O que existe por trás do medo de voar?

Os exemplos a seguir não fazem parte dessas estatísticas, uma vez que não configuram exatamente como acidentes. No entanto, fica bem claro quão complicada e importante é a realização de uma aterrissagem de avião. Na próxima vez em que você vir a cidadezinha abaixo ficar cada vez maior e a pista do aeroporto aparecer, pense positivo. Afinal, sua aeronave não perdeu a força dos dois motores e seu piloto, que tem apenas um olho, não teve que pousar um Boeing 737 em um dique estreito.

Confira abaixo a lista das dez situações mais assustadoras na aterrissagem de um avião que foram capturados em vídeo:

Assista a um laser militar derrubando um avião

10. Avro 146 no aeroporto da Cidade de Londres


Opa, opa. Um dia com muito vento na capital inglesa ocasionou a difícil aterrissagem mostrada no vídeo. Perceba na câmera lenta como a aeronave por pouco não tomba para o lado direito após o segundo quique na pista do aeroporto. Mais uma prova da importância do trem de pouso.

9. Um dia qualquer no Butão


Eis o testemunho em vídeo do porquê apenas alguns pilotos do mundo estão autorizados a realizar aterrissagens no Butão – aquele país pequeno e montanhoso espremido entre a China e a Índia. Não é possível se dar ao luxo de cometer erros. Colin Cren relata a emoção de estar em um desses voos: “A melhor parte é quando o piloto nos informa pelo sistema de som: ‘Nós vamos passar muito perto do mosteiro nas janelas do lado direito, mas não se preocupem, isso é normal’”.

8. JAL 747 no antigo aeroporto de Kai Tak em Hong Kong em 1988


No meio do caminho tinha uma árvore, tinha uma árvore no meio do caminho. E que bela demonstração do poder dos trens de pouso de um avião na aterrissagem, hein. O aeroporto de Kai Tek, em Hong Kong, foi fechado em 1998. Sem mais aeronaves entre a vegetação.

7. Aterrissagem no Alasca


Talvez o vídeo mais emocionante dessa lista. Você não se sente o próprio piloto do avião, como naqueles jogos de computador da década passada? E sim, essa estradinha de chão batido é a pista de aterrissagem para aviões de pequeno porte, embora pareça mais uma trilha de caminhada entre as montanhas do Alasca.

6. Aeronave aborta o pouso na última hora


Um bom piloto não apenas sabe realizar um pouso seguro mesmo quando as condições não são perfeitas, como também tem a capacidade de perceber quando a tentativa de aterrissagem pode transformar a aeronave numa grande bola de fogo. Veja como o avião em questão ameaça, ameaça, mas não toca o chão do aeroporto e levanta voo novamente. Poderia ter sido uma tragédia.

5. Helicóptero colide num porta-aviões


Ignore essa música bobinha que em nada captura o momento de tensão. A principal lição aqui é a maneira eficiente encontrada para se certificar de que seu helicóptero não vai rolar de volta para o oceano em um porta-aviões: quebrar sua rodinha. Ninguém ficou ferido, e o mais importante: nenhuma pessoa caiu no mar.

4. Caça aterrissa num navio durante uma tempestade de areia


Você vai demorar alguns segundos até perceber que o vídeo não está mostrando uma tela de comando de um controlador de voos. O que se observa é efetivamente a visão que o piloto do caça tinha ao realizar um pouso em um navio durante uma tempestade de areia. Aí fica bem clara a necessidade e a grande ajuda da tecnologia em aterrissagens aparentemente impossíveis de ser realizadas.

3. Boeing C-17 pousa no aeroporto errado


Você se pergunta como um gigantesco Boeing C-17 Globemaster III consegue pousar no aeroporto errado. Mandado de volta para os EUA da Itália, o avião equivocadamente aterrissou no aeroporto de Peter O. Knight, em Tampa, Flórida, em vez do aeroporto de Mac Dill, que fica a poucos quilômetros de distância dali. Ambas as pistas estão apontadas para a mesma direção e o fato de ficarem tão próximas uma da outra acabou causando confusão na cabeça do pobre piloto.

No entanto, há um detalhe bem importante nessa história. A pista de aterrissagem do Mac Dill é muito mais extensa. De fato, Peter O. Knight possui uma pista de 1.091 metros (3.580 pés) de comprimento, enquanto o C-17 necessita de, no mínimo, cerca de 1.066 metros (3.500 pés) de pista para realizar pousos e decolagens. 25 metros pode parecer bastante quando o assunto é a sua sala de estar, mas na realidade é uma quantidade ínfima ao se tratar de mega-aviões. Dá uma certa agonia acompanhar a decolagem do C-17 (agora com rumo certo) numa pista tão pequena para seu tamanho.

2. Avião da Força Aérea dos EUA pousa com um homem para fora do avião


Poderia ser mais um voo de rotina do exército estadunidense no porta-aviões Abraham Lincoln, em algum lugar do Oceano Índico. Porém, o dia 9 de julho de 1991 ficou marcado, pelo menos para quem presenciou o evento, como o dia em que uma aterrissagem arriscada se tornou um memorável incidente. Em pleno voo, o navegador (pessoa que auxilia o piloto na área de navegação da aeronave), Gallegher, foi parcialmente ejetado (!) para fora do avião devido a uma pane técnica. Ao perceber que o colega estava se sufocando com o vento, o piloto decidiu realizar uma aterrissagem de emergência com o navegador sentado no teto do avião.

O vídeo a seguir mostra o impressionante pouso bem sucedido. Gallegher sobreviveu ao incidente com algumas fraturas e precisou de apenas seis meses de recuperação para voltar a voar. Mark Baden, o piloto, recebeu uma medalha da Aeronáutica dos Estados Unidos devido ao seu incrível feito.

1. Avião pousa em meio a ventania sem o trem de pouso esquerdo


Aparentemente uma aterrissagem comum. O avião se aproxima, vai descendo, aciona os trens de pouso… Opa! Devido a algum problema técnico, a aeronave não pôde contar com o trem de pouso esquerdo para aterrissar com segurança. Para completar, as condições climáticas não eram das melhores, o que pode ser comprovado pelo barulho do vento e a forma como as bandeirinhas se agitam próximo à pista.

Mesmo assim, a aeronave conseguiu pousar em segurança. As imagens do vídeo podem assustar, já que o avião levantou muita poeira ao entrar em contato com o solo e acabou parando numa posição pouco usual. Entretanto, todos ficaram sãos e salvos nesse episódio também. [Jalopnik]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

Deixe seu comentário!