Bill Gates está doando US$4,6 bilhões (R$14,7 bilhões)

Por , em 15.08.2017

O co-fundador da Microsoft, Bill Gates, acaba de reduzir sua atuação na empresa para apenas 1,3%. Ele costumava controlar 24% da empresa de software em 1996. Nesta segunda-feira (14), Gates revelou que acaba de doar 64 milhões de ações da Microsoft no valor total de US$4,6 bilhões. Esta é uma doação imensa, e segundo a empresa de dados para o mercado financeiro Bloomberg, é a maior desde 1999, quando ele doou US$16 bilhões.

O anúncio foi feito para a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC), uma agência federal que regula o setor de ações e outros mercados de valores eletrônicos nos EUA. Sua declaração não especifica exatamente para onde a doação está indo, mas Gates tem trabalhando com bastante afinco em sua organização filantrópica Bill & Melinda Gates Foundation.

Gates normalmente doa cerca de 80 milhões de ações da Microsoft por ano, e a última doação significa que ele ainda controla cerca de 103 milhões de ações. A documentação da SEC também mostra que Melinda Gates tem 425 mil ações da empresa.

Se Gates continuar doando as ações no mesmo ritmo com que tem feito, ele poderia reduzir sua participação na Microsoft a zero em 2019. O ex-CEO da Microsoft Steve Ballmer ainda é o maior controlador das ações da empresa, seguido por Gates e depois pelo CEO atual Satya Nadella.

Enquanto a doação é grande em termos monetários, Gates ainda é o homem mais rico do mundo, com patrimônio que vale US$86 bilhões segundo a lista atualizada da Forbes. Sua fortuna costumava ser de US$90 bilhões. Em segundo lugar está Warren Buffett e em terceiro, Jeff Bezos, que chegou a ficar em primeiro lugar na lista recentemente quando as ações da Amazon.com subiram temporariamente. [The Verge, Forbes, Bloomberg, SEC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votos, média: 4,64 de 5)

2 comentários

  • dalton:

    As doações, provavelmente, são para ONG’s que “trabalham” para o pretendido “governo mundial”.
    Bill Gates é globalista.

    • Cesar Grossmann:

      E você sabe disso por que viu na Internet…

Deixe seu comentário!