Ciclistas de elite têm mutações genéticas

Por , em 21.07.2010

O ciclismo é um esporte pouco difundido no Brasil, mas na Europa a população adere à modalidade, que conta com grandes torcidas em eventos importantes. O maior deles, o Tour de France, está acontecendo nesse momento, que teve sua primeira etapa no dia 3 de julho. O Tour de France reúne centenas de ciclistas para um desafio intenso: em três semanas, eles pedalam mais de 3550 km pela França.

O desafio realmente não é para qualquer um. Embora ninguém possa participar de uma prova dessas sem um intenso treinamento, há algumas habilidades inatas, sem as quais seria quase impossível suportar o treinamento, que o ciclista deve ter no organismo se quiser ser competitivo na prova.

Trata-se de uma prova torturante. São 21 dias, e em cada um acontece uma etapa, independente do clima ou de qualquer outra condição. Por isso, os ciclistas são expostos à chuva, ao sol, em um trajeto que inclui trechos em aclive, em terrenos montanhosos, e na estrada. Os vencedores dessa odisseia, segundo um especialista de Pittsburgh (Pensilvânia, EUA), têm mutações genéticas que lhes permitem o máximo de aproveitamento de músculos, pulmões e coração. Algo como um “doping natural” (embora, é claro, a comissão de arbitragem pegue no flagra vários atletas com o doping artificial mesmo), que ajuda no funcionamento do organismo para uma atividade tão extenuante.

O vencedor é um homem-máquina, que tem maior capacidade de oxigenação e circulação do sangue, maior força muscular e maior capacidade pulmonar do que nós mortais. No dia 25 de julho, conheceremos o nosso novo super-heroi. [msnbc]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

4 comentários

  • Xande:

    Não sei se é só comigo, mas uma janelinha do google esta impedindo a leitura na íntegra das notícias, pois fica sobre o texto.

  • Renato Bueno:

    Rui, eu já perdi 2 kg em uma luta de kick-boxing, não é raro que isso aconteça no esporte…

    Não é tão dificil ficar 3 ou 4 vezes mais forte que você é agora, só precisa de tempo…

  • Rui:

    Oh Felipe, por acaso vi um estudo sobre este tema. Numa subida, o Alberto Contador que é o melhor ciclista da actualidade, utilizou mais de 93% do oxigénio que lhe chegou aos pulmões… Diga-me em que desporto é que existem desportistas assim.

    Abraço

  • Felipe:

    Como se nos outros esportes o máximo de força muscular , capacidade pulmonar e etc .. não fosse exigido!

Deixe seu comentário!