Cientistas tentam criar arma Phaser que atira esfera de raios

Por , em 21.02.2009

Esferas de raios são fenômenos muito raros e controversos. Há testemunhos de dezenas de passageiros dizendo que uma esfera luminosa atravessou a fuselagem do avião no qual viajavam e ‘passeou’ pelo corredor da aeronave.

Fenômenos similares são avistados com frequência. As esferas caem do céu lentamente, podem atravessar paredes, se dissiparem ou explodirem em contato com objetos e até matar pessoas.

O Dr. Paul Koloc recebeu financiamento da Missile Defense Agency dos EUA (algo como Agência de Defesa por Mísseis) para pesquisar estes estranhos objetos. Ele tentou criar os “magnetoplasmóides” de meio metro de diâmetro, possivelmente para fazer as pessoas se borrarem de medo e depois acabar com a raça delas.

Estes magnetoplasmóides seriam atirados a 12 mil km/h de uma arma chamada “Phased Hyper-Acceleration for Shock, EMP, and Radiation”, ou PHASER, coincidentemente o mesmo nome das armas de energia do seriado Star Trek (Jornada nas Estrelas).

Apesar de Paul conseguir criar bolas de plasma de meio metro de diâmetro durante a fusão nuclear, ele não conseguiu torná-las estáveis. Mas é possível que ele consiga algum dia e este será um dia medonho. [Wired]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

9 comentários

  • João Alberto:

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=353076038115011&set=a.220644591358157.51332.220608304695119&type=1&relevant_count=1

  • Lestat:

    Calma gente, são apenas hadoukens

  • evaldo flamarion de alvarenga:

    Muito boa a reportagem ! Já vi em algumas revistas cientificas, fotos do
    “RAIO BOLA “, mas video, não.
    Na verdade, não há nenhuma novidade, mas era um fenômeno pouco co=
    nhecido devido à sua raridade. Acho muito bom que alguns cientistas es-
    tejam estudandi e até tentando reproduzí-lo. Sabemos que muitos instru-
    mentos que hoje são imprescindiveis em váriasw áreas tecnológicas, co-
    o ultra-som na medicina, o radar, a bomba de cobalto no tratamento do
    cancer e muitoas outras, surgiram como arma de destruição. Ainda mais,
    com certeza irá explicar muitas aparições de OVNIS que nunca foram
    avistados por astrônomos, que são viciados em olhar para o ceu. ( eu cos
    tumo passar varias horas por noite, umas três vezes por semana colado
    a um telescópio e nunca ví nada estranho, a não ser um ou outro satélite
    que às vezes cruzam o campo do aparelho ) gostaria de topar com uma
    destas “maquinas maravilhosas” que com muita imaginação e um pouco
    de computação gráfica, parecem não respeitarem nem a Lei da Gravidade
    nem nosso Bom Senso. Mas estamos de olho !…

  • gustavo:

    muito doido! tomara q funcione logo!!!!
    parabens ao cientista e a iniciativa!

  • evaldo flamarion de alvarenga:

    Muito boa a reportagem. Os camados “RAIOS BOLA “, são um fenô-
    meno ja conhecido há muito tempo, mas devido á sua raridade é pouco
    conhecido. Já vi algumas fotos em revistas científicas, mas videos ainda
    não. O raio bola, pela sua caracteristica, pode explicar a grande maioria
    das visões de OVNIS, que com muita imaginação e alguma computação
    podem parecer reais. Mas nenhum astrônomo, que pela sua natureza é
    um viciado em olhar para o ceu, ( já fiquei várias horas por noite três ou
    quatro vezes por semana, Há pelo menos vinte anos ) nunca observou
    algo estranho. às vezes topamos com um satélite no campo do telescó-
    pio, mas é só um susto. Em todos os casos, continuamos de olho !…

  • Warllen Silveira:

    O próximo passo é a google trocar de nome pra SkyBrella e começar a dominação mundial com “machines-zombies”.

    Ai essas armas serão úteis. Prá nós!!!

  • Edilson:

    LA-MEN-TÁ-VEL!!!
    Infelizmente não há outra palavra para descrever a ciência que tem objetivo armamentista.

    • João Alberto:

      A ciência não tem nenhum objetivo. Ela é somente uma ferramenta nas mãos de humanos.

  • eEUcomISSO [Tassio Bruno]:

    isso me lembra aquela arminha nojenta
    do mega-man!
    [fala serio!]

Deixe seu comentário!