Coca Zero e outros alimentos sem caloria podem levar à obesidade?

Por , em 24.04.2018

Consciência sobre as consequências de ingerir muito açúcar tem aumentado dramaticamente o consumo de adoçantes artificiais nas últimas décadas. O problema é que os substitutos de açúcar também podem causar mudanças na saúde que estão relacionadas à diabetes e obesidade.

Estudos que avaliam se os adoçantes artificiais são perigosos para a saúde não são nenhuma novidade, mas até pouco tempo atrás eram questionados sobre o real interesse de seus patrocinadores. Já este estudo apresentado no encontro anual da Sociedade Americana de Fisiologia, Experimental Biology, é a maior análise de mudanças nos marcadores bioquímicos no corpo depois do consumo de açúcar ou substitutos do açúcar.

Os pesquisadores também estudaram os impactos da saúde vascular ao analisar como as substâncias afetam a fina camada de vasos sanguíneos de ratos.

“Apesar da adição desses adoçantes artificiais não-calóricos em nossa dieta rotineira, houve um aumento drástico em casos de obesidade e diabetes. Em nossos estudos, tanto o açúcar quanto adoçantes artificiais parecem exibir os efeitos negativos associados à obesidade e diabetes, apesar disso acontecer através de mecanismos muito diferentes”, explica o pesquisador principal Brian Hoffmann, da Universidade Marquette (EUA).

Na pesquisa, diferentes grupos de ratos receberam diversos tipos de dieta, algumas com alto nível de glucose ou frutose (tipos de açúcar), ou então aspartame ou potássio de acessulfame (adoçantes zero-açúcar comuns). Depois de três semanas, os pesquisadores observaram diferenças significantes na concentração de bioquímicos, gordura e aminoácidos nas amostras de sangue.

Os resultados sugerem que adoçantes artificiais mudam a forma do corpo processar gordura e acessar a energia do próprio corpo. Além disso, o potássio de acessulfame parece se acumular no sangue, sendo que maiores concentrações causam um efeito mais perigoso para a saúde das células e dos vasos sanguíneos.

“Observamos que em moderação, nosso corpo tem o equipamento para lidar com o açúcar. Quando o sistema fica sobrecarregado por um longo período de tempo esse equipamento quebra. Mas também observamos que substituir esses açúcares com adoçantes aritificias causa mudanças negativas no metabolismo de gordura e de açúcar”, diz Hoffmann.

Então qual dos dois é melhor: açúcar ou adoçante? Pesquisadores alertam que não há uma resposta para esta pergunta no estudo. “Não é tão simples quanto dizer ‘pare de usar adoçantes artificiais’. Se você consome essas substâncias com frequência, os riscos de consequências negativas aumenta. Assim como outros componentes da dieta, eu gosto de dizer para as pessoas que a moderação é a chave para o sucesso”, conclui ele. [Science Daily, Experimental Biology]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (13 votos, média: 4,69 de 5)

Deixe seu comentário!