Como aprender outro idioma com o dobro da eficácia

Por , em 22.07.2013

Sim, o seu professor de inglês do ensino fundamental estava certo. Aquelas noites cantando com o encarte do CD da Avril Lavigne na mão não foram em vão.

Um estudo recente revelou que a forma mais eficiente de aprender uma nova língua é cantando. A pesquisa envolveu adultos, que ouviram frases curtas em húngaro e depois as repetiram cantando. Com isso, os pesquisadores descobriram que cantar em uma língua estrangeira pode melhorar significativamente o aprendizado da fala.

Três grupos, de vinte adultos cada, participaram de uma série de cinco testes como parte de um estudo conduzido por pesquisadores da Escola de Música Reid, da Universidade de Edimburgo, Escócia. O grupo dos cantores teve o melhor desempenho em quatro dos cinco testes.

Em uma atividade, os participantes que aprenderam por meio do canto se saíram duas vezes melhor do que aqueles que aprenderam apenas falando as frases. Quem aprendeu cantando também foi capaz de recordar as frases em húngaros com maior precisão a longo prazo.

O húngaro foi escolhido porque é desconhecido da maioria dos falantes de inglês, além de ser um idioma muito difícil de dominar, com uma estrutura e sons completamente diferentes dos idiomas germânicos, como o alemão e o holandês, ou de línguas derivadas do latim, como o português e o francês.

As pessoas que cantaram as frases também apresentaram um desempenho melhor em comparação com os participantes que repetiram as frases falando-as ritmicamente.

Segundo Karen Ludke, a pesquisadora que conduziu o estudo como parte de seu doutorado no Instituto de Música para Desenvolvimento Humano e Social da Universidade de Edimburgo, esta pesquisa é a primeira a fornecer evidência experimental de que um método de ouvir e repetir cantando pode facilitar a aprendizagem de línguas estrangeiras.

“Isso abre as portas para futuras pesquisas nesta área”, projeta. “Uma questão que ainda queremos resolver é se a melodia pode fornecer uma pista extra para refrescar a memória das pessoas, ajudando-as a recordar as palavras e expressões estrangeiras com mais facilidade”, diz Ludke. [Science 2.0]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

3 comentários

  • Romeno Lasques:

    Experiência própria: música pode ser boa para melhorar o sotaque ou a pronunciação, mas não para aprender o idioma em si.

  • Dinho01:

    Qualquer estudante de curso de línguas sabe disso. A música ajuda a memorizar as estruturas gramaticais de uma língua.Aliás,tem muito professor de cursinho que usa esse artifício para ajudar os alunos a decorarem todas aquelas dicas.Mesmo que as paródias sejam,via de regra, ridículas!

  • Tales Barreto:

    Não é atoa que o Japão investiu nessa música bizarra para ensinar inglês: http://www.youtube.com/watch?v=CKjaFG4YN6g

Deixe seu comentário!