Ouvir música durante o trabalho pode prejudicar seu desempenho

Por , em 1.08.2010

Retire os fones de ouvido do seu iPod ou desligue o som, se você está estudando para uma prova ou realizando uma tarefa importante. O que você ouve enquanto tenta concentrar-se pode lhe confundir e prejudicar sua capacidade de memorizar e recordar informações.

Essa é a conclusão de um novo estudo que afirma que escutar música parece prejudicar a concentração em tarefas, bem como a capacidade de lembrar.

Na pesquisa, 25 pessoas com idades entre 18 e 30 anos foram examinadas em sua capacidade de recordar informações ao escutar vários sons.

Elas foram convidadas a recordar uma lista de oito consoantes em uma ordem específica. Os participantes foram testados em várias condições diferentes: em um ambiente silencioso, enquanto tocava uma música que eles gostavam, e enquanto tocava uma música que eles não gostavam.

Eles também foram testados enquanto uma voz repetia o número de três várias vezes, e enquanto uma voz falava números de um dígito ao acaso.

Os participantes do estudo apresentaram o melhor desempenho em um ambiente silencioso ou ao ouvir uma voz repetir o número três sem parar – o que os pesquisadores chamaram de um ambiente de estado estacionário.

O pior desempenho ao ouvir música e sons em estado de mudança é devido à variação acústica dentro desses ambientes. Isso prejudica a habilidade de recordar a ordem dos itens, através de ensaios, dentro da lista apresentada.

Os pesquisadores concluem que, para reduzir os efeitos negativos da música de fundo enquanto tenta recordar informação em uma ordem específica, as pessoas devem realizar a tarefa em silêncio ou apenas ouvir música antes de executar a tarefa.

Ouvir a música que você prefere antes, ao invés de ao mesmo tempo, inclusive melhora o desempenho da tarefa, segundo os estudiosos.

Os pesquisadores dizem que esse estudo não significa necessariamente negar as descobertas de cientistas na década de 1990 que concluíram, entre outras coisas, que escutar a música de Mozart aumenta a concentração, o chamado Efeito Mozart.

Os estudos do Efeito Mozart têm mais a ver com a intervenção terapêutica da música, e não com executar tarefas enquanto uma música de fundo está sendo tocada. Ouvir música antes de desempenhar a tarefa realmente aumenta a disposição e excitação, e isso definitivamente não é o caso de quando se tenta recordar a informação enquanto uma música de fundo toca.

Os pesquisadores dizem que suas descobertas podem ter implicações para o estudo de habilidades, principalmente nos alunos que normalmente estudam para exames escutando música. [WebMD]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Toni Rocha:

    Sou analista de sistemas, e quando estou estudando algo novo (alguma linguagem, por exemplo), prefiro o silêncio total para me concentrar. Mas quando estou trabalhando (desenvolvento código, ou criando diagramas UML) só sei fazê-los ouvindo música ambiente.

  • Daaniel Caarlos Coelho:

    Uma vez no passado, eu estava trabalhando como tecelão.
    Em um final de semana em que eu estava sozinho levei fones de ouvido, o resultado foi surpreendente, eu nunca trabalhei tanto em toda minha vida. Coloquei uma estilo de psy alemão. Começei a trabalhar com um força que eu não tinha em uma velocidade incrível eu manipulava objetos de variados tamanhos e formatos como se eu fosse um ninja, uma verdadeira explosão de força e habilidades que até hoje não consigo mais fazer.
    Infelizmente perdi a música, mas vou tentar encontra-la, parece que há um ritmo específico com certa intonação para nos das estas extra-habilidades.

  • jodeja:

    Para tudo, depende do tipo de música, certo?

  • Thiago Amaral Santos:

    Eu sempre estudava e trabalhava ouvindo música, e pior ainda, sou músico além de assistente administrativo, ou seja, sempre quando escutava música estudava música de alguma forma, mesmo que inconscientemente. No meu caso, ouvir música, atrapalhava no desempenho de qualquer atividade que não estivesse diretamente ligada com a música que estava escutando. Apesar de perceber isso, eu prefiri procurar uma forma de não ter atenção tanto na música enquanto estava trabalhando, porque embora eu tenha esta dificuldade eu acho que a música é um excelente estimulante da mente.

  • Christine:

    no meu caso trabalho somente ouvindo psy trance e tomando café.
    sem isso não produzo nada.

  • Douglas Miranda:

    Eu gosto de testes práticos, quando possível, feitos por mim mesmo. A música no meu caso não atrapalha em nada, muito ao contrário. Em relação ao café, eu tomo antes de me exercitar e tenho ótimos resultados. Não sei se é pisicológico, mas reajo a cafeína com uma boa explosão de energia. Pelo fato de eu tomar esporadicamente, creio que seja o motivo de ter tal efeito.

    E como já foi dito, o resultado das pesquisas nem sempre é aplicado a todos. Existem três tipos de pessoas: as que sabem contar, e as que não sabem contar. Os outros 25% não entendem de porcentagem. (?)

  • gargwlas:

    Luciano Vieira

    meu caro.. vc com ctz estuda e trabalha ouvindo musicas… acha isso bom e nao quer aceitar a ideia… se passar por aki novamente me diga se estou certou ou errado.

    porem.. sobre o seu exemplo do café… eu mesmo sou bem interessado no assunto… e vejo cada pesquisa q sai sobre o assunto

    e sim.. algumas fala que faz bem e outra fala q faz mal… mas NAO SE ENGANE… nao vi até hoje pesquisas divergentes.. quando uma fala q faz bem para uma coisa.. outra fala q faz mal PRA OUTRA coisa…

    e ciencia nao é lei absoluta… pode ver q tudo é baseado em PORCENTAGEM… e nunca uma pesquisa sao com ” 100% de determinado caso é assim”

    entao é considerado a maioria… pra quem ouve musica e nao se sente atrapalhado pense q vc pode estar na porcentagem da minoria, onde nao se enquadra nos fatos da pesquisa

    ps: minoria quando digo seria menor q 49%

    • Luciano Carvalho:

      vc está errado. rs.
      eu nao trabalho nem estudo ouvindo música (aliás, me lembrei que, na adolescência, eu tinha esse costume – com música clássica – e era muito bom; acho que vou voltar a fazer isso).
      mas o fato é que eu apenas não dou ouvidos a qualquer pesquisa que é divulgada.
      só isso.

  • Farofa:

    também prefiro ouvir uma musica calma enquanto estudo… Calma que eu digo, não sao aquelas musicas que tocam em casas esótéricas, com barulhos de água, ventos, e outras coisas

    mas calma alguma coisa tipo, engenheiros, cranberries, algumas do legião, enfim

  • Marco:

    Ai fica difícil, por que se eu TENTAR estudar sem musica eu durmo. Eu sento pra estudar quando me dou conta estou erguendo a cabeça com os livros babados… UAHSuhAUShuasuha

  • Douglas Miranda:

    Eu discordo. Coloco fones e me esqueço do mundo exterior… eu leio e faço tudo que tenho que fazer e no fim das contas eu não ouvi (ou não prestei atenção) em nenhuma música.
    Sem os fones qualquer coisa me distrai com facilidade.
    Não é regra, mas prefiro estudar ou fazer qualquer coisa ouvindo um som.

  • Luciano Vieira:

    As pessoas precisam parar de pensar que somente pq uma pesquisa aponta uma coisa, aquilo se torna lei.
    É apenas uma pesquisa de um pesquisador qualquer, nada mais.
    Enquanto isso, certamente há várias pesquisas que dizem justamente o contrário.
    É como na pesquisa sobre o café. Sempre surge uma dizendo que faz bem para alguma coisa e, pouco tempo depois, surge outra dizendo que faz mal.
    No fim das contas, lembrem-se: toda a Ciência não passa de uma sequência de tentativas e erros e nós homens não sabemos é de nada.

  • Matheus:

    lol eu sempre disse isso aos meus colegas mas eles me mandavam passear mas agora quem passeia são eles !

  • Guilherme:

    Eu sempre estudava ouvindo musica, melhor parar então shuhsauuhsa :S

Deixe seu comentário!