Como um gene pode te ajudar a ter um “coração de atleta”

Uma série de experimentos realizados por pesquisadores da Case Western Reserve University (EUA) revelou dois “poderes” do gene HEXIM1: tornar o coração mais saudável e diminuir as chances de se desenvolver câncer de mama (ou retardar seu avanço).

Para chegar a esses resultados, eles suprimiram a ação do HEXIM1 em ratos usados para análises de câncer de mama. Ao reativá-lo, perceberam que houve um aumento no número e na densidade de vasos sanguíneos no coração dos animais – o que eleva sua capacidade de suprir as necessidades dos músculos cardíacos. Além disso, a reativação do gene suprimiu o crescimento dos tumores.

De acordo com estudos anteriores feitos por membros dessa mesma equipe, o HEXIM1 desempenha um papel importante na formação do coração desde a vida fetal até a vida adulta – cobaias com uma mutação nesse gene apresentavam problemas cardíacos antes mesmo de nascer.

Agora, o grupo investiga se é possível reverter doenças cardiovasculares por meio de substâncias que estimulem o HEXIM1. Além disso, os pesquisadores pretendem realizar testes em humanos daqui a alguns anos, dependendo dos resultados com os ratos.[Medical Xpress, Cardiovascular Research]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta