Uma população abarrotada alcança 7 bilhões

Por , em 1.11.2011

A garotinha Nargis Yadav, nos braços de sua mãe em uma pequena clínica rural no norte da Índia, é o símbolo da nossa super população – ela é uma de meio milhão de bebês nascidos em todo o mundo na segunda-feira, que empurraram a população mundial para a marca de sete bilhões.

O marco da Organização das Nações Unidas (ONU) ressalta os desafios enfrentados por muitos países com o número crescente de pessoas em um planeta já lotado.

Nargis nasceu no populoso estado de Uttar Pradesh, uma das regiões mais pobres da Índia, um país que poderá em breve ultrapassar a China como país mais populoso do mundo.

Seus pais, moradores rurais pobres que ganham cerca de 166 reais por mês, dizem que querem que ela vá à escola e seja bem sucedida na vida. Porém, humanitários dizem que isso será uma luta constante, não só para ela, mas outros como a garota nos países em desenvolvimento.

“A criança terá de enfrentar muitos desafios”, disse Sona Sharma, diretora de defesa e comunicações da Fundação da População da Índia. “Ser nutrida adequadamente, ter água potável e até mesmo cuidados médicos básicos como imunizações para ajudá-la a sobreviver nos primeiros anos será um desafio”.

Conforme a população mundial mais do que dobra ao longo do último meio século, coisas básicas como comida e água estão sob mais pressão do que nunca. O adicional de 2 a 3 bilhões de pessoas nos próximos 50 anos é uma preocupação séria.

O uso da água deverá aumentar em 50% entre 2007 e 2025 nos países em desenvolvimento, enquanto a segurança alimentar continua sendo um desafio com 925 milhões de pessoas passando fome.

Segundo a Organização para Agricultura e Alimentação da ONU, para alimentar os dois bilhões de bocas a mais que teremos em 2050, a produção de alimentos terá que aumentar em 70%. No entanto, a mudança climática pode ser o maior impedimento para atingir esta meta.

Um número crescente de pessoas na Terra também resulta em rápida urbanização, colocando pressões sérias sobre cidades, conforme migrantes movem de áreas rurais pobres aos centros urbanos mais ricos.

“A questão da população não pode ser vista separada do aspecto de recursos ou de energia”, disse Parvinder Singh, chefe de comunicações da ActionAid India. “A maior fuga continua a ser para o Ocidente, que tradicionalmente consume grandes volumes de recursos por causa de um estilo de vida e poder de compra que excede em muito o da chamada população de países mais pobres”.

Demógrafos, contudo, apontam que em nações mais ricas, as taxas de fecundidade despencam, resultando em diminuição do número de pessoas e um desequilíbrio entre a população trabalhadora e aposentados que precisam de caras redes de segurança social.

Especialistas dizem que políticas voltadas para os desafios da população precisam ser mais direcionadas. “Onde a população está encolhendo, precisamos de políticas favoráveis à família. Onde os números estão crescendo, precisamos de políticas para assegurar que as mulheres tenham acesso ao planejamento familiar”, disse Babatunde Osotimehin, chefe do Fundo de População da ONU. “Se os governos não agirem, vamos colocar mais pressão sobre os recursos que temos”, completa.[Reuters]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

41 comentários

  • Chicxulub:

    Os governos de todo o mundo deveriam distribuir televisores gratuitamente para os mais pobres, talvez assim eles cultivassem uma prática menos nociva ao planeta Terra.

  • Mario:

    7 bilhões, taí uma notícia nem quente nem fria.

  • Magda Patalógica – Veja o Silvio hoje no Fantástico:

    SILVIO NO FANTÁSTICO HOJE, 06

    Galera, veja o ator Silvio (meu tio) no fantástico deste domingo 06-11.

    Ele está no quadro:
    PAPAI NOEL REPÓRTER POR UM DIA

    Vale conferir.

    Fui

  • José Calasans:

    Como sempre acontece vão criar uma situação,fazer um teatro e criarem um grande conflito,tipo uma grande guerra mundial e dependendo da magnitude do evento,a questão fica resolvida por enquanto.Esse filme já foi visto,a história da humanidade mostra tudo.

  • Apenas uma Pessoa:

    Jesus Cristo…Alguém tem de avisar pra essas pessoas que camisinha existe. As pessoas podem ter relações sexuais sem a necessidade de colocar mais uma pessoa no mundo.

    Assim como o corpo humano tem suas células…todo ser vivo é uma célula do nosso planeta. Cada espécie agindo como um tipo de célula especializada…E como células deveríamos cuidar do corpo que ajudamos a constituir (a Terra), Mas ao invés disso, os seres humanos preferem assumir comportamento se células cancerígenas. Se reproduzindo sem parar, consumindo recursos, prejudicando a área ao redor, matando outras células (animais e plantas)

    Cara..é aí que eu pergunto…PRA QUÊ ISSO??

    Companheiros, como um humilde ser humano que não quer ver nosso querido planeta doente…eu apelo para inteligência de vocês que acompanham esse blog…

    Por favor, pensem bem nessa questão de ter filhos. A Responsabilidade é imensa. Você será o reponsável por tudo o que aquela vida nova fará, inclusive pelas novas vidas que ela irá gerar. Pensem bem, planejamento é tudo.

    Pode parecer uma atitude idiota a minha, talvez ninguém de dê ouvidos, ou tavez sim. Eu não sei. Mas fico satisfeito de poder falar. Tentar ajudar da melhor forma que posso, no momento.

    E a melhor forma é apelando para inteligência de vocês.
    Por favor, pensem muito bem, antes de gerar uma nova vida.
    Se possível levem esse pensamento com vocês para sempre e difundam, se possivel…

    Não é religião, não é palavra de Deus, nem nada.

    São apenas palavras de um simples ser humano, que quer tentar fazer as coisas do jeito certo…

    • Magda Patalógica:

      Cara, concordo muito com você.

      Mas convenhamos, que a superpopulação é causada por pessoas de baixa renda, sem acesso à informação que sequer tem internet.
      Não usam camisinha e poucas gestantes possuem acompanhamento médico na gravidez.

      A conscientização precisa partir do governo com campanhas maciças na TV e no rádio. A maioria dos pobres deste Brazilzão, não lê jornais e revistas.

      Prá mim, o melhor veículo seria o Jornal Nacional e a novela das oito, que a maioria assiste.
      Ou então as igrejas todas.

      Tou falando de Brasilzão.

      Fui.

  • Evandro:

    Essa mentalidade moderna é fogo. Pessoas que jogaram muito video-game, que jogou Doom e usava o IDDQD… sei lá, acham que é possível ter ‘munição’ infinita.

    Ou seja, acham que é possível ter recursos infinitos no planeta, que tudo é problema de tecnologia e gestão.

    É bem simples. Primeiro, os recursos são limitados. Muitos dos ciclos da natureza pare recuperar nutrientes e recursos, são longos, demorados, e já estão afetados (improdutivos).

    Os solos onde são praticado agricultura intensiva muitos já estão extremamente desgastados, desnutridos, improdutivos. Ai usam sementes transgenicas, e jogam kgs de fertilizantes e nutrientes artificais, obtidos de onde?


    Podemos atribuir outra lógica.

    1 pessoa,
    -precisa de x litros da água por dia.
    logo precisa de uma fonte e/ou um reservatório que contenha x litros de água. (supondo ainda q não precisa ser tratado)

    -precisa de k kg de alimentos por dia. Logo, precisa de um terreno de w m², que produza k. Logo precisa de y kgs de terra fértil e nutrida.

    E após isso, quanto tempo leva para a terra ser recuperada?

    Faça as contas. E veja o que é obvio. O futuro é alarmante, e isto para as próximas décadas. Será O CAOS.

    Há muito tempo o mundo não tem uma guerra, pelo menos no Ocidente, para controle da população. (ou seja, minha população precisa de mais terras para viver e produzir alimentos… logo vou dominar o vizinho que não faz parte do meu povo). Bem, mas provavelmente, logo isto voltará a ocorrer após uma pausa na História. E o Brasil, será certamente, um dos mais cobiçados paises pelo seu território e capacidade de produção de alimentos e água.

    De certo modo, devemos agradecer ao Hitler. Além de ter salvo o mundo dos efeitos da Crise de 29. Morreram 70 milhoes com a II GM. Supondo, que cada 1 tivesse 2 filhos, em ciclos de 20 anos (uma taxa de natalidade BEM PEQUENA). Teríamos hoje, pelo menos mais uns 2 bilhões e meio de pessoas no mundo. E se com tanta teclogia já sofremoscom a população que temos… imagine então, como seria? Visto que os efeitos da superpopulação seriam sentidas décadas atrás, e sem tanta tecnologia, e sem tenta produçaõ de alimentos. Como o mundo teria sobrevivido com uns 35% a mais de pessoas.

  • Ze da Feira:

    Sujeito que acredita em religiãa ou é muito burro ou tá querendo aplicar em cima de alguem. Fujo destes dois.

  • Pedro:

    As previsões do homem para o futuro são sombrias porque ele não leva em conta o Criador e legítimo dono dessa propriedade.
    Sobre os primeiros inquilinos Deus disse:
    “E Jeová Deus passou a tomar o homem e estabelecê-lo no jardim do Éden, para que o cultivasse e TOMASSE CONTA dele.” Gên. 2:15
    À medida que a população fosse aumentando, eles iriam ampliando os limites daquele jardim, até atingir a terra inteira, cumprindo a ordem de Deus:
    “Sede fecundos e tornai-vos muitos, e enchei a terra, e sujeitai-a” – Gên. 1:28
    O homem, porém, rebelou-se contra Deus, rejeitou sua direção e o resultado já era visível milênios atrás. A Bíblia diz:
    “A terra veio a estar arruinada à vista do verdadeiro Deus, e a terra ficou cheia de violência. Deus viu, pois, a terra e eis que estava arruinada, porque toda a carne havia arruinado seu caminho na terra.” – Gênesis 6:4, 11, 12
    A razão do fracasso do homem: ele não foi feito para se governar sozinho. Lemos:
    “Não é do homem terreno o seu caminho. Não é do homem que anda o dirigir o seu passo.” – Jeremias 10:23
    “Tudo isto eu tenho visto…[durante] o tempo em que homem tem dominado homem para seu prejuízo” – Ecl. 8:9
    Isto porém não irá continuar indefinidamente. O dono da propriedade permitiu por um tempo determinado, que o homem agisse ao seu bel prazer. Esse tempo está-se esgotando e chegando a hora de Deus reassumir o comando. Antes que o homem arruíne a terra de forma irremediável, Deus tomará a ação predita em Apoc. 11:18
    “e veio teu próprio furor [de Deus]e o tempo designado para … arruinar os que arruínam a terra.”
    “os retos são os que residirão na terra e os inculpes são os que remanescerão nela. Quanto aos iníquos, serão decepados da própria terra; e quanto aos traiçoeiros, serão arrancados dela” – Pro. 2:21, 22
    O propósito original de Deus será então cumprido, a terra será gradativamente transformada num Paraíso global, habitada por pessoas conscientes, uma só família unida e feliz. Eis apenas algumas das bênçãos prometidas por Deus que serão então realidade:
    “Virá a haver bastante cereal na terra; no cume dos montes haverá superabundância.” – Salmos 72:16
    “darei certamente as vossas chuvadas no seu tempo devido e a terra há de dar a sua produção, e a árvore do campo dará seu fruto.” – Lev 26:4
    “Nenhum residente dirá: ‘Estou doente’” – Isáias 33:24
    “Há novos céus e uma nova terra que aguardamos segundo a sua promessa, e nestes há de morar a justiça.” (2 Ped. 3:13)
    “os próprios mansos possuirão a terra E deveras se deleitarão na abundância de paz” – Salmos 37:11
    “não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem clamor, nem dor. As coisas anteriores já passaram.” – Apoc. 21:4
    Sei que conforme também a Bíblia prediz, a grande maioria continuará zombando de tudo isso, mas alguns poderão levar a sério e pelo menos procurar saber mais a respeito. Jesus disse:
    “Escute quem tem ouvidos para escutar.” – Marcos 4:23

    • Evandro:

      como diz Platão… o tolo homem próspero desafia os deuses. Mas tirai suas riquezas, suas noites de sono tranquilo, suas amantes, seus servos, seus campos, propriedades… deixai sua barriga roncar, seus lábios ressecarem, e suplicará ajuda aos deuses, se lhe restar algum juízo.

      ……

      Logo, hoje, pelo menos na Net, de um pais ocidental como o nosso. Onde a maioria está empregado, tem o seu carro, sua casa, seus amigos, futebol na TV, churrasco a vontade, restaurantes e bares em cada esquina, grutas e alimentos baratos, tendo onde repousar tranquilamente. … ninguem vai dar bola para isso.

      “Escute quem tem ouvidos para escutar.” ??? Já estão ocupados ouvindo alguma coisa no fone de ouvido do iphone.

      Mas mesmo que todo esse papo das promessas biblicas de uma esperança para o futuro não acontecer. É certo, que nas próximas décadas, vão sofrer… ai demim quando chegar a terceira idade, e ai dos meus filhos.

  • Lorena:

    O problema “superpopulação” só existe ou é praticamente “exclusivo” a Asia e a Africa, não ao Brasil, Europa ou, Japão ou America do Norte ! Esses dois primeiros continentes serão responsáveis por cerca de 90 % ou mais do crescimento da população mundial.

    Só Africa sozinha terá cerca 1,5 bilhão a mais de pessoas até 2050 ( aproximadamente 2,5 bilhões até lá) um crescimento EXORBITANTE para uma população que somava apenas cerca de 150 milhões em 1950. Um país relativamente pequeno como a Nigeria,por exemplo( se as estatísticas de fecundidade se confirmarem ) terá segundo a ONU quase 1 bilhão de pessoas até 2100. É CHOCANTE !

    E provável que toda essa enorme quantidade de novos Africanos e Asiáticos( principalmente os do Oriente Médio )como já vem acontecendo atualmente, continuem a imigrar em massa para Europa e outras áreas mais desenvolvidas ocasionando a reposição da população europeia ( visto que europeus nativos agonizam com uma baixa taxa de natalidade )

    Se a taxa de natalidade dos africanos e asiáticos ( principalmente muçulmanos e indianos) não diminuir a população branca europeia será praticamente extinta dentro de no máximo 2 séculos.

    Por isso, creio que é preciso um grande esforço em relação ao planejamento familiar na Africa e nos países pobres da Ásia, para o bem, deles, do planeta e para que nenhum grupo humano seja extinto ou severamente reduzido.

  • Marcus Silva Menezes:

    Deus(a Natureza) nos deu a inteligencia mas não estamos usando como devíamos, sempre a natureza usou seus recursos para evitar que determinado ser vivo do planeta se proliferasse em excesso a ponto de quebrar o equilíbrio do local, nós não estamos nem ai pro resto do planeta nos reproduzimos como se o planeta fosse só nosso e o resto dos abitantes que se danem. Mas Deus esta de olho, uma ora a natureza (Deus) vai tomar as rédeas da coisa e controlar e diminuir o numero de seres humanos no planeta, ai vão dizer que é castigo dos gays, dos isto dos aquilo, não será castigo não será um recado:
    Se eu te dei a inteligencia e você não a usou para evitar o excesso de seres humanos eu os controlo!!!
    E ai virá uma gigantesca catástrofe, ou doença a níveis mundiais ou mesmo uma guerra onde nos mesmo nos destruiremos.
    Temos que pensar, controlar nosso numero no planeta e permitir que os outros abitantes do planeta vivam suas vidas como Deus quer.

    • Evandro:

      “Deus(a Natureza) nos deu a inteligencia mas não estamos usando como devíamos,”

      A Natureza nos deu também um dever? Como assim? Nos estabeleceu uma meta ou lei moral de vida?

      Aff. Apenas queremos sobreviver, viver 100, 1000, 10.000 anos… e com qualidade de vida (ou seja, muita satisfação, prazer e comodismo e, pouco, ou nenhum, sofrimento)… e aí ficamos inventando o q dá.

      Não faz a minima diferença se sofremos ou não. Se morremos ou não. Se simplesmente somos extintos. Para a Natureza tanto faz. A menos que está seja uma entidade divina.

      Queremos viver, e este é o problema.

      Se não lutassemos tanto para prolongar a vida. Não teriamos uma população idosa tão alta, maiores taxas de mortalidade; e uma população, certamente, bem menor. Ou seja, menos problemas.

      Injusto, justo, bem, mau… tanto faz.

      Se é para barcamos os céticos ateus, então que sejamos coerentes. Não há um dever para o animal homem, nem metas, nem um modo como deveríamos usar o que chamamos de ‘inteligencia e razão’.

      Estamos aí, por acaso. Mas a nossa morte se aproxima. Seja daqui alguns dias, semanas, 5 anos, 10 anos… ou aos 60 ou 100 anos. Seja num leito de hospital, seja dormindo em casa, seja por uma doença, seja com uma lesão que provoca muita dor… e aí? E aí q depois disso, simplesmente, NADA NADA importa; é como tomar anestesia geral.

  • Silvio:

    Para X:

    Você escreveu:
    “… e sim a atual falta de capacidade do homem de fazer uma boa gestão dos recursos disponíveis”

    Concordo plenamente com você.

    E permita-me acrescentar que o Brasil não possui os mesmos problemas de superpopulação, comparado com os de outros países.
    Nossos problemas são diferentes.

    A área geográfica do Brasil é gigantesca e pouco habitada, devido à migração do homem do campo para a cidade, imensas áreas improdutivas, a industrialização da agricultura e a monocultura da soja e da cana.

    Cidades do interior de São Paulo como Batatais, não tem mais batata. Limeira, não tem mais lima. Laranjal não tem mais laranja, Cafezal, não tem mais café. Foram invadidas pelos canaviais.

    Há, sim, superpopulação nas grandes metrópoles, como São Paulo, aonde cada dia chega mais gente.
    Vão morar na periferia com escassa ou nenhuma estrutura de saneamento básico e o que é pior, a cidade cresce mas as represas que a abastecem continuam do mesmo tamanho.
    Muito em breve teremos o caos do abastecimento de água.

    Família numerosa (minha avó teve 14 filhos) é coisa do passado rural, onde se plantava de tudo e cada filho representava mais dois braços para o trabalho.

    A crise populacional está nas cidades, onde as famílias pobres, sem acesso à informação e ao controle da natalidade, possuem de 5 a 6 filhos.

    Falta no Brasil uma competente vontade política para incentivar e distribuir a população para o interior do país, gerando mais alimentos e mais progresso. Mas isso é trabalho para grandes e verdadeiros estadistas. Nada a ver com o quadro político atual.

    Abs:
    Silvio
    OS: A menininha mostrada na foto (feia, como disseram), deve servir como um símbolo de conscientização de que estamos no mesmo barco e que ninguém come dinheiro.

  • magoado:

    Mas se alguém acha que tem muita gente no mundo…
    e que não é justo,por que os recursos estão acabando
    façam alguma coisa…comecem a se matar..!!!

  • andré:

    O problema não é a super polulação, o problema é a distribuição de recursos e forma de utiliza-los. Já li em vários lugares que se o mundo vivesse utilizando os recursos que os EUA utilizam iam ser necessários 5 planetas Terra.

  • Clara Telis:

    Mais triste é ver a cara desse bebezinho feio .

  • Alter ego: Pessimista:

    É isso que acontece quando não há nada para controlar uma população, ela acaba virando uma praga.
    Existe um bom motivo para que o útero humano tenha sido feito para apenas um feto.

  • magoado:

    É proibindo o próximo de ser feliz que tudo se resolve…
    Gente…é amando o seu próximo como a ti mesmo que tudo
    se resolve..!!!

    • Cira:

      Amando o próximo e se reproduzindo feito rato??? Ah, fica quietinho, fica…

    • Chicxulub:

      O direito de uma pessao acaba quando começa o direito de toda a população animal/vegetal do mundo, que é o direito de ter um mundo melhor, com recursos suficientes, convivência pacífica e diginidade para TODAS as suas espécies, não só para o homem. Se uma pessoa qualquer não tiver um filho não vai morrer por isso, agora por garantir esse direito impensado à TODAS as pessoas do mundo é que estamos assassinando o planeta.

  • Nik:

    A verdade é que enquanto em algumas espécies de animais a mãe se limita a criar 1 filhote por vez (se nascem 2, 1 é abandonado) como é o caso do panda-gigante, tem casal aí que acha que 10 é pouco… =.=’

    • Miguel:

      Nik, se me disser que essa parte de haver casais que acham que 10 filhos é pouco é exagero, ficarei mais descansado… para a maioria das familias 3 filhos já é muito, quanto mais 10!

    • Nik:

      Miguel, eu até gostaria mas aí eu estaria mentindo. Já ouvi mulheres dizendo isso e rindo atoa, e você já ouviu as histórias de homens orgulhosos por terem postos mais de 50 (é) filhos no mundo? Espécie muito “loka” essa.

    • Evandro:

      Isso, ou seja, o melhor que cada um pode fazer, pensando no melhor para o próximo é cometer suicidio.

      Ou melhor, fazer grandiosos empréstimos. Comprar várias coisas e dar de presente para o próximo, e em seugida, se matar.

    • Nik:

      Tem quem acredite que existam pessoas espalhadas pelo mundo com a intenção de “limpar um pouco o mundo” induzindo várias pessoas aos famosos “suicídos em massa”.

      Sempre que vejo notícias daqueles caras que criam suas próprias “religiões” ou dizem que o mundo vai acabar (todo ano isso, aff) e convencem dezenas (ou centenas) de pessoas a cometerem suícidio eu me lembro dessa teoria de conspiração um tanto… obscura. :\

  • Acyr:

    Isso nao e tao alarmante, pois tal tendencia naturalmente vai ter que diminuir, se nao o governo tera quer fazer igual a China, um filho por pessoa senao paga multa, mesmo assim o ser humano sofre de burrice preguiçosa, pois a decadas e possivel criar sua energia e sua comida em sua propria casa.

  • Asdrubal:

    Não creio nessa teoria que o planeta esteja sobrepovoado. Mas uma coisa é certa, é que o ser humano está a invadir de forma agressiva o sistema natural do planeta. O problema está na alimentação, e estamos a invadir o meio selvagem e a causar problemas no ecossistema do planeta para produzir alimento, criar animais ou até mesmo recorrer à recolha de seres selvagens para alimento, tanto no meio terrestre como marítimo. Isso coloca o ecossistema em colapso. A solução seria produzir os seus próprios alimentos em menor espaço, e certamente se terá de recorrer um dia a construção de meios que ocupem menor área de superfície, mas uma maior área em altura. Já devo ter lido isso aqui…

  • Big bang:

    Já da pra imaginar… Aquele cenário apocalíptico, chuvas acidas por causa da poluição, qdo o sol aparece os buracos na camada de ozônio impossibilitam as pessoas de andar desprotegidas, lixo por todo lado, extinção em massa de espécies animais. A famosa guerra pela água na qual o Brasil vai ser o teatro. Precisamos agir como a Sara O’Connor, começar a nos preparar pra grande tempestade q vira, e nem sabemos se haverá bonança. Por isso pessoal, vamos beber e amar q o mundo vai acabar!

  • Ze da Feira:

    7 Bi não é o problema. O problema é o aumento da população de basbaques. Tem emprego sobrando mas falta gente. Essa nova geração acha que vai ficar estudando pro resto da vida. Vão trabalhar cambada !!!

    Se bem que faculdade é uma boa vejamos:

    – Para os pais é uma desculpa ” Meu filho não trabalha porque esta estudando”

    – Pro Marmanjo é um alívio ” Enquanto eu estiver estudando posso dar a desculpa de que não consigo realizar nada porque não tenho tempo ”

    – Pro colégio é uma maravilha ” Quanto mais tempo eu puder enganar esses dois aí de cima mais dinheiro eu ganho ”

    – Pra sociedade é um alento ” Tá ruim agora mais quando essa turma começar a produzir vai melhorar”

    E assim a gente vai levando.

  • Yasmin:

    Do jeito que está, o planeta se salvará, mas nós humanos não.
    Então, se quisermos fazer jus ao termo Homo Sapiens, teremos que melhorar a Saúde Pública e como seria antiético proibir fazer sexo ou produção independente.
    A solução é fazer um rigoroso controle de natalidade parecido com a da China.

    Para os moralistas de plantão:
    É muito bonito dizer em dar a luz, mas e em manter?
    Alguém se preocupou com isso?

    • Chicxulub:

      Essa aí da foto de cima deu a treva!! Ô criança horrorosa!!

  • André:

    Em pleno século XXI ainda tem gente que acha bonito ter 5,6,7,8 ou até mais filhos. Não digo nem os países africanos ou asiáticos, aqui mesmo no Brasil.

    Dois filhos está bom demais!

    • x:

      Qual o problema? a tal da ‘superpopulação’?
      como eu detesto esse raciocínio de ensino médio

    • André:

      Faz uma visitinhas nas favelas para você ver qual é o problema. : )

    • x:

      Meus caros, a superpopulação não é a causa de problema nenhum e sim uma consequencia. Este é o segundo post que tenta colocar a culpa dos problemas do mundo na ‘superpopulação’.

      O problema não é a quantidade de pessoas e sim a atual falta de capacidade do homem de fazer uma boa gestão dos recursos disponíveis. Tanto faz se temos 7 bilhões de pessoas no mundo se formos capazes de produzir o suficiente para sustentar 10 bilhões. O problema é que mesmo com 7 bilhões de pessoas no mundo, ainda não surgiu uma capaz de resolver a questãod e forma definitiva. Mas dentre esses 7 bilhões existem alguns inventando novas tecnologias e tentando alcançar o espaço para captar mais recursos. Se desses 7 bilhoes de pessoas a maior parte estivesse contribuindo ativamente nestas atividades, não existiria problema de superpopulação.

      Então, por favor, não venham com raciocinio mastigado de professor de ensino médio. O assunto é muito mais complexo do que proibir um pobre coitado de ter vários filhos.

    • André:

      Qualquer um tem o direito de ter quantos filhos quiser. O difícil é criar e educar todos.
      Uma família que tem condições, que sabe que poderá criar e educar mais de dois filhos, é uma coisa. Uma família que vive no apuro e enche a casa de filhos, é outra.

      Uma em cada sete pessoas do mundo passa fome. Não adianta dizer que temos capacidade para produzir alimentos para 10 bilhões. Cada governo só pensa em seu país. Não estão nem aí para países onde a população está morrendo de fome.
      A governo chinês percebeu logo que não daria conta de tanta gente, e logo implantou filho único.

      O planejamento familiar hoje em dia é muito importante.

    • Chicxulub:

      Deixa de ser ignorante, não tá vendo o mundo bixando de gente, igual uma lata de lixo cheia de larvas de mosca, e quer afirmar que com “políticas de gerenciamento de recursos corretas” pode haver qualidade de vida para todos? Acorda meu, é óbvio que NENHUM político ou dirigente vai fazer isso, o mundo vai continuar a m**rda que tá, e só piorar!! Não sabe fazer contas não é? Não aprendeu que 2 + 2 = 4 e não = 100? Pobre coitado é o planeta Terra, que não aguenta mais células cancerosas se multiplicando em sua superfície e a matando aos poucos, não esse bando de ignorante que faz filho igual se faz fezes!!!

    • Saprugo:

      Não creio que você acredita que os políticos e mega empresários vão ter uma crise de consciência e passar a implantar políticas sustentáveis para todos (todos os humanos, é lógico, o resto dos seres vivos que se danem não é?) terem uma vida melhor!! Apenas pense que se esses miseráveis que procriam como moscas, das camadas mais baixas da sociedade, se estivessem nos lugares dos políticos e mega empresários fariam o mesmo, seriam egoístas e pensariam apenas nos interesses de seus familiares e colaboradores, exatamente como, em maior escala, os humanos pensam apenas nos interesses da sua própria espécie, prejudicando todas as outras. Isso é um círculo vicioso alimentado por um comportamento destrutivo e egoísta inerente à nossa espécie, e não é o seu otimismo ilusório que irá acabar com isso.

    • Saprugo:

      Mais um retardado sonhando com o mundo otimista e ilusório dos folhetos “Despertai!” (aqueles que os religiosos distribuíam com desenho de pessoas, cordeiros, bois e leões todos juntos, em paz, felizes e alimentados, em um belo gramado verde, cheio de mesas fartas, rsss….) Continue achando bonitinho o ser humano se reproduzir como ratazanas, que quando você acordar bocó, vai estar com a cara atolada no necrochorume dos cadáveres humanos que o planeta não dará conta de decompor.

    • Miguel:

      É verdade, em África ou na Ásia, há muitas pessoas que não têm acesso ao planeamento familiar, mas há muitas pessoas que não têm desculpa. Eu tenho 15 anos, mas já decidi que só vou querer um filho ou dois…

Deixe seu comentário!