Gigantesco disco de gelo dá voltas por rio nos EUA

Por , em 22.01.2019

Pode parecer, mas não foi a lua que pousou em um rio aqui da Terra. Essa “lua” boiando no rio Presumpscot, nos EUA, é um enorme disco de gelo girando pela fria paisagem do estado americano do Maine. Os cientistas dizem que este tipo de disco gelado é natural e já foi visto antes.

Porém, os especialistas não sabem exatamente como o fenômeno acontece. “Ele é provavelmente formado – e isso é uma especulação – pela agregação de pequenos pedaços de gelo ou por um grande pedaço inicial de gelo que, por causa da rotação inicial, acumula pequenos pedaços de gelo”, explica Paul Nakroshis, professor associado de física na Universidade do Sul do Maine, em entrevista à rádio pública do Maine.

Redemoinhos em água corrente, quando uma corrente cruzada cria um pequeno redemoinho, são comuns – mas o frio do inverno acrescenta um toque especial a esse fenômeno. Nakroshis diz que os pesquisadores descobriram poças de gelo derretendo, causando um vórtice que poderia fazer o disco girar.

“No entanto, a água no rio não está quente o suficiente para causar este efeito. Então, muito provavelmente, a causa da rotação é apenas a água do rio que passa pelo disco, e uma vez que ele começa a rodar em uma direção, provavelmente vai continuar”, explica o físico.

“Rio de areia” é mostrado em vídeo bizarro filmado no Oriente Médio

Seu melhor palpite sobre quão rápido o disco está girando é baseado em um estudo sobre um disco de gelo que se formou em um rio de Nova York no final do século 19 e fez uma rotação completa em cerca de seis minutos. O jornal Portland Press Herald relata que o disco de gelo do rio Presumpscot mede cerca de 100 jardas (cerca de 91 metros) de diâmetro e está servindo como um ponto de resfriamento de água para os trabalhadores da área.

Rob Mitchell, morador da região, tem uma visão panorâmica de seu prédio de escritórios à margem do rio e disse ao Herald que ele viu patos descansando em cima do disco na segunda-feira. “Os patos estavam girando nesta grande bandeja giratória”, descreveu.

Foto: belíssimo redemoinho gelado

Mitchell diz que o disco não parece estar se movendo para baixo ou para cima no rio. “Está preso ali mesmo. Não vai a lugar nenhum”, disse Mitchell. Parece verdade: o disco já está tão grande que não parece que caberia nas margens do rio além do ponto de onde está. “Acho que continuará a ganhar espessura enquanto continuar girando”, complementa o morador.

No Twitter, a prefeitura da cidade de Westbrook parece tentar chamar a atenção para a beleza do fenômeno e talvez atrair alguns visitantes.”Parece que a lua pousou em Westbrook, Maine!”, eles twittaram. [NPR, Portland Press Herald]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (14 votos, média: 4,71 de 5)

Deixe seu comentário!