É possível morrer por abstinência de álcool?

Por , em 3.08.2011

A família de Amy Winehouse afirma que a cantora pode ter morrido por abstinência de álcool. Eles acreditam que a falta de álcool no organismo pode ter levado Amy a ter convulsões fatais.

Mas é realmente possível morrer por abstinência de álcool?

Sim, dizem os especialistas – embora isso não seja muito comum. Pessoas que bebem muito, durante vários anos, podem ter graves crises com a falta da bebida. Convulsões podem fazer com que o indivíduo aspire alimentos que sobem de seu estômago, podendo levar à asfixia e a morte. Bater a cabeça durante uma convulsão também pode ser letal.

Sintomas comuns da abstinência alcoólica incluem dificuldade para dormir, sudorese e palpitações cardíacas. A falta de bebida também pode causar delírios, alucinações, aumento da frequência cardíaca, aumento da pressão arterial e hiperventilação.

O álcool é tóxico para o organismo, causando alterações no metabolismo e no sistema nervoso central. Mas a partir do momento que um corpo de um alcoólatra se adapta a esse novo ambiente, a retirada da bebida pode ser completamente perigosa. Isso porque o corpo desenvolve uma homeostase com o álcool, e quando alguém altera isso, altera também o equilíbrio do organismo.

Um alcoólatra que se abstém da droga entra em um estado de hiperexcitação. Basicamente, o álcool funciona como um sedativo, e quando o indivíduo deixa de ingerir bebidas, os efeitos da abstinência são o oposto.

A abstinência alcoólica também pode causar arritmias cardíacas e disfunção nos rins ou fígado, que também podem ser fatais.

Alcoólatras devem procurar ajuda em centros médicos ou de dependência de álcool para se livrar do vício. Essas alternativas podem oferecer assistência psicológica e medicamentos que ajudam a controlar os sintomas de abstinência.

As pessoas tratadas em centros de dependência também podem ser monitoradas durante o processo de desintoxicação, o que torna tudo muito mais seguro. Parar de beber por conta própria, por incrível que pareça, é muito arriscado. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

9 comentários

  • pricill:

    OLÁ GENTE…GOTEI MUITO DO RELATÓRIO SOBRE A ABSTINÊNCIA,ESTOU PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA UM TANTO QUANTO CHATA DESSE ASSUNTO,A MINHA MADRASTA BEBE DE MAIS E AGORA PASSA POR UMA CRISE FORTE DE ABSTINENCIA E NÃO SABEMOS LE DAR COM TAL SITUAÇÃO,E DEPOIS QUE BEBE MUUUIIITO ELA PASSA DIAS A FIO SEM SE ALIMENTAR E CAI DOENTE E É QUANDO A ABSTINÊNCIA A PEGA COM FOÇA,O QUE DEVEMOS FAZER COM ESSE CASO QUE TANTO QUEREMOS DAR JEITO?

  • Denise:

    Gostei das informações passada aqui,hoje passei uma situação que nunca tinha passado meu esposo teve uma crise de convulsão foi horrivel levei-o no hospital esta lá internado amanhã terá alta,estou buscando informações para ajuda-lo,obrigada

  • cintia:

    meu pai morreu ha 8 meses em um hospital por falta da bebida ,teve convulsao e abstinencia ,sofro muito por ter levado para o hospital,sera que ele nao estaria vivo se ele nao tivesse parado de beber repentinamente

    • luis:

      Oi, não se sinta culpada, as crises de abstinência tem um alto indice de mortalidade, acredito que os médicos deve ter tratadoa sindrome adequadamente, se não tivesse levado seu pai ao hospita, poderia ter morrido por outras causas e até acidentes, provavelmente seu organismo já estava bem debilitado com outros problemas graves que apareceriam com maior ou menor tempo e o seu sofrimento e o dele teria sido mairo.
      pode continuar ajudando oranpo por sua alma.

      abraços.

  • juliana:

    o meu pai esta passando por isso agora e muito ruim por que voce nao conheca mais a pessoa ela nao fala coisa com coisa tem alusinaçoes e ve pessoas andando dentro de casa tem hora que da ate medo de ficar sozinha com ele isso e uma barra muito pessada

  • burro:

    …É possível morrer de abstinencia de tudo,é a ordem natural de todo ser vivo.

  • Karla:

    eu sei o que er isso, e tenho certeza que ela morreu por complicações no alcool…. fui alcoólatra por anos, e tive que me internar pra parar .. tive uma sindrome hamada delirius tremus, que nao parava de vomitar e ter convulsão… em casa teria morrido em meu vomito ou com um edema…. enfim foi muito forte, tive de ficar amarrada e tudo .. em 8 dias eu estava bem melhor ….. so que sempre se tem mini recaidas de alcool, ouco se fala sobre alcool…. hj todo canto que vou todos bebem…. enfim…. muito dificil mas cedo ou tarde um percentual desse sempra acaba morrendo…… o problema er que so se fala de cirrose, como alcolico…e esquece tantos outros dando ki o uso constante faz, fora a perda da identidade… bom…. pobre amy, que descase em paz….. essa violencia toda com quantidades de alcool tb tem muito haver com a fuga para nao se drogar, acredito que ela nao usava memso drogas mais, mas nada pior ki compensar no alcool…

  • Carlos:

    Ah, tá. Entendi agora.

  • Alessandro:

    Interessantíssimo.

Deixe seu comentário!