Breakthrough Prize in Fundamental Physics: equipe por trás da primeira imagem de um buraco negro ganha “Oscar da ciência”

Por , em 9.09.2019

A equipe que fez a primeira imagem de um buraco negro no mundo, formada por 347 cientistas, ganhou uma espécie de “Oscar da ciência”, o Breakthrough Prize in Fundamental Physics (em português, “Prêmio Inovador em Física Fundamental”) da Fundamental Physics Prize Foundation.

A organização sem fins lucrativos foi fundada em 2012 por empresários do Vale do Silício e existe para reconhecer o esforço de cientistas de todo o mundo envolvidos em pesquisas fundamentais.

Tanto os vencedores de Física como os das outras duas categorias, Ciências da Vida e Matemática, levaram US$ 3 milhões (cerca de R$ 12,2 milhões, no câmbio atual) para casa.

A premiação ocorrerá em uma cerimônia de gala no próximo 3 de novembro no Centro de Pesquisa Ames, da NASA, na Califórnia.

A foto histórica

A equipe que fez a imagem histórica fazia parte da colaboração “Event Horizon Telescope Collaboration”, dirigida por Shep Doeleman do Centro Harvard-Smithsonian para Astrofísica (EUA).

Depois de mais uma década coletando informações de oito rádiotelescópios e juntando-as em simulações computacionais, os pesquisadores finalmente conseguiram fotografar o horizonte de eventos do buraco negro que fica no centro da galáxia Messier 87, a 55 milhões de anos-luz de distância de nós.

“Por muitos anos, eu dizia às pessoas que iríamos fazer a imagem de um buraco negro, e elas diziam: ‘Bem, acreditaremos quando virmos’. Mas quando você finalmente obtém evidências muito fortes, quando faz uma descoberta como essa, tem a satisfação de realmente dar à luz a um novo campo. Agora estamos em uma era de imagens de precisão de buracos negros, podemos abordar o horizonte de eventos e mapear o espaço-tempo pela primeira vez”, Doeleman disse à AFP. [Phys]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!