5 dicas para evitar as espinhas e o possível mal que elas podem fazer à pele

Por , em 29.03.2016

Espremer ou não espremer? Todos nós já tivemos que conviver com algumas – ou muitas – espinhas feias surgindo na nossa pele, e, apesar de todas as recomendações contrárias, provavelmente cada um de nós teve aquele impulso incontrolável de cutucar, apertar e espremer até ela desaparecer. Mas isso é realmente um crime contra a pele?

A resposta é sim. Apertar e tentar estourar espinhas definitivamente não é a melhor solução e pode realmente piorar a sua pele.

Como as espinhas se formam

A acne é uma das condições inflamatórias da pele mais comuns em adolescentes. Mais de 80% dos adolescentes lutam contra as espinhas. Elas também podem surgir mais tarde na vida devido a várias razões, incluindo o desequilíbrio hormonal.

No momento, precisamos de mais pesquisas para compreender plenamente as causas da acne. As glândulas de óleo (glândulas sebáceas), localizadas na pele na base do folículo piloso, excreta óleo (sebo) para lubrificar a superfície da pele e do cabelo. Todas as partes do corpo contêm glândulas sebáceas, exceto as palmas das mãos e solas dos pés.

“Acreditava-se que a acne vinha da falta de funcionamento normal das células da pele que revestem o folículo sebáceo (glândulas de óleo). Pensava-se que isso levava ao espessamento da pele e a formação de pequenos cravos (com a cabeça preta e branca)”, explica a dermatologista Michelle Rodrigues, do Hospital St. Vincent, em Melbourne, na Austrália. “Mas tem havido uma mudança neste pensamento nos últimos anos. A acne é agora vista principalmente como um distúrbio inflamatório da pele”.

Por que você não deve apertar

Rodrigues diz que a espinha é como um saquinho sob a pele que contém óleo, bactérias e inflamação. Espremê-la pode fazer com que estes conteúdos sejam empurrados para a pele circundante, tornando o problema pior. Também pode levar à infecção e escurecimento temporário da pele na área.

Além de tudo isso, a inflamação pode se tornar tão ruim que uma cicatriz fica quando a espinha finalmente se acalma. E cicatrizes (ao contrário da espinha) podem ser permanentes.

“Se você resistir à tentação de espremer, espinhas irão normalmente se resolver em cerca de uma semana, sem deixar cicatrizes. O conteúdo “branco” também vai se estabelecer ou espontaneamente estourar quando estiver pronto”, sugere Rodrigues.

Se grandes espinhas necessitam de tratamento urgente, um dermatologista pode se livrar de seu conteúdo de forma segura. Eles também podem dar uma injeção que diminui a inflamação na espinha em um ou dois dias.

Se espinhas são algo que você luta contra em uma base mensal, é aconselhável consultar um dermatologista para descobrir o que pode ser feito para controlá-las.

Como evitar espinhas

Rodrigues dá cinco sugestões para quem quer se livrar das espinhas e ter uma pele mais saudável:

  1. Mantenha uma dieta bem equilibrada e saudável, com pouco açúcar. Isso inclui nozes, legumes, peixe, carne vermelha, frutas e legumes. Uma série de testes bem conduzidos apoia os benefícios de uma dieta com baixa carga glicêmica para pacientes que têm acne. Alguns estudos relacionam um maior risco de acne com o consumo frequente de leite, mas são necessárias mais investigações antes que recomendações dietéticas possam ser feitas. É aconselhável manter um diário para ver se algum destes alimentos agravam diretamente a acne e evitá-los, se este for o caso.
  2. Evite excesso de lavagem, limpeza e esfoliação. A acne não acontece devido ao acúmulo de poeira e sujeira na pele e não pode simplesmente ser lavada. Usar muitos produtos pode aumentar a irritação e deixar a pele seca e agravar o problema.
  3. Escolha produtos de limpeza de pele, hidratantes e protetor solar sem óleo (eles são geralmente rotulados como “não-comedogênicos” na embalagem).
  4. Escolha produtos de cabelo à base de silicone ao invés dos gordurosos. Produtos de cabelo gordurosos podem fazer mais óleo e gordura se acumularem na pele, o que piora a acne.
  5. E se você tiver espinhas, tente resistir à tentação de espremer! [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!