Este infográfico mostra quais genes antigos persistem nas populações modernas de diferentes regiões

Muitos genes adquiridos por grupos há milhares de anos ainda circulam entre seus descendentes do mundo todo. O infográfico abaixo foi criado por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia e publicado na revista Science em 2015 e mostra as regiões do mundo em que genes muito úteis ainda são encontrados na populações modernas.

Um dos genes mais úteis para a saúde humana é o da resistência à malária. Ele pode ser observado em populações da América do Sul, África e Ásia. Esta antiga mutação aleatória que aconteceu em um indivíduo fez com que ele tivesse mais chance de sobreviver por mais anos e ter mais filhos, passando o gene adiante ate que ele ficasse dominante na população.

Outra característica genética que podemos observar na América do Sul, mais especificamente nos Andes, é a habilidade de resistir às grandes altitudes. Esse gene também pode ser observado em partes do Nepal e do Leste da África.

Populações indígenas das regiões dos Andes também herdaram a mutação genética que os tornam capazes de tomar água contaminada com arsênio, que passou das rochas para a água durante milhares de anos de contato.

Alguns outros genes observados são para a tolerância ao frio, na Groenlândia e Sibéria, estatura baixa, na África, pele clara na Europa e África, e resistência à cólera, na Ásia. [Science Alert, Science]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,67 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta