Os mapas mentiram para você sua vida inteira

Você não esperaria nada menos que precisão absoluta de um mapa, certo? Porém, nunca vai conseguir isso. A verdade é que todo mapa conta alguma mentira, mas cada um está errado sobre coisas diferentes.

Isto tem sido um problema constante na cartografia. A dificuldade dos mapas é a projeção: a tentativa de transformar um globo esférico em uma superfície plana. Assim, métodos diferentes chegam a resultados diversos.

Por exemplo, a Projeção de Mercator, um dos mapas mais comuns em uso hoje (foto acima), é um tipo de projeção cilíndrica do globo terrestre. Os meridianos são planificados na forma de linhas retas paralelas verticais que são horizontalmente equidistantes, ao passo que os paralelos são planificados na forma de linhas retas paralelas horizontais de modo que a distância vertical entre dois paralelos sucessivos é tão menor quanto mais próximos esses paralelos estiverem da linha do equador.

Esse tipo de projeção exagera regiões longe do equador. Por outro lado, a Projeção Descontínua de Goode (foto abaixo) mostra os continentes dimensionados adequadamente um para o outro, mas com muitas interrupções e distorções de distância.

mapas representacoes erradas (1)

Como escolher o mapa certo

A Projeção de Mercator tem muitas falhas. A África é na verdade 14 vezes maior do que a Groenlândia, e o Canadá tem apenas 1,2 vezes o tamanho dos Estados Unidos. Por fim, a Antártida não é definitivamente o continente colossal como é retratado.

No entanto, não tenha a noção errada de que é um mapa ruim. Não é bem isso. Como uma bússola, o mapa é ótimo porque preserva a orientação entre quaisquer dois pontos e tornou-se um padrão em navegação náutica.

No entanto, não é perfeito para todas as ocasiões. Nenhum mapa é. A sua melhor aposta é identificar o que você precisa de um mapa para, em seguida, pesar as vantagens e desvantagens de cada um de acordo com seu objetivo.

A versão popular de mapas antigos

O vídeo abaixo mostra alguns erros grotescos da Projeção de Mercator. Por exemplo, a Rússia é só 2,1 vezes maior que os EUA, mas parece ser muito mais avantajada. A montagem também mostra como o formato do Canadá de fato deveria ser retratado. O formato do Reino Unido também está errado, enquanto Madagascar deveria ser maior, pois é consideravelmente mais amplo que a terra dos britânicos.

O grande absurdo, no entanto, é o papel diminuído da África. Parece até que a perseguição com o continente continua através da sua representação inferiorizada no mapa mais usado do mundo. Por exemplo, enquanto a Groelândia parece do mesmo tamanho que todo o continente africano, a África é na verdade 14 vezes maior. Aliás, a África é maior que muitos outros locais: que a Austrália, que todo o continente norte-americano e que a Antártida (que, já falamos, parece gigante, mas na verdade tem outro formato e não é nada colossal). [IFLS]

Por: Natasha RomanzotiEm: 21.07.2015 | Em Bizarro, Principal  | Tags: ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

Uma resposta para “Os mapas mentiram para você sua vida inteira”

Deixe uma resposta