Uma maneira simples de aumentar o tamanho de seu cérebro é descoberta por cientistas

Acontece com todo mundo: conforme envelhecemos, nosso cérebro diminui de tamanho. Estima-se que o encolhimento médio seja de aproximadamente 5% por década após os 40 anos de idade.

No entanto, os pesquisadores descobriram uma excelente solução para impedir essa perda: exercício físico.

Revisão

Em uma colaboração internacional entre a Universidade de Western Sydney (Austrália) e a Universidade de Manchester (Reino Unido), os cientistas examinaram os efeitos do exercício aeróbio sobre uma região do cérebro chamada hipocampo, fundamental para a memória e outras funções cerebrais.

Estudos em ratos já haviam demonstrado que o exercício físico aumentava o tamanho do hipocampo, mas a evidência em humanos era inconsistente.

Os pesquisadores analisaram sistematicamente 14 ensaios clínicos incluindo varreduras cerebrais de 737 pessoas antes e após programas de exercícios aeróbicos, como ciclismo estacionário, caminhada e corrida em esteira. A duração dos programas variou de 3 a 24 meses, com uma gama de 2 a 5 sessões por semana. Entre os participantes, haviam adultos saudáveis, pessoas com deficiência cognitiva leve, pessoas com Alzheimer e pessoas com diagnóstico clínico de doença mental, como depressão e esquizofrenia. A idade variou de 24 a 76 anos, com uma média de 66 anos.

No geral, os resultados mostraram que, enquanto o exercício não teve efeito no volume total do hipocampo, aumentou significativamente o tamanho da região esquerda do hipocampo em seres humanos.

Conclusão

“Quando você se exercita, você produz um químico chamado fator neurotrófico derivado do cérebro, o que pode ajudar a prevenir o declínio relacionado com a idade, reduzindo a deterioração do cérebro”, disse o principal autor da pesquisa, Joseph Firth, da Universidade de Western Sydney.

Os dados indicaram que, ao invés de realmente aumentar o tamanho do hipocampo per se, os principais benefícios cerebrais do exercício físico são devidos a diminuição da deterioração do tamanho do cérebro.

“Em outras palavras, o exercício pode ser visto como um programa de manutenção para o cérebro”, argumentou Firth.

Além de melhorar o envelhecimento saudável, os resultados podem ter implicações para a prevenção de doenças neurológicas relacionados ao envelhecimento, como Alzheimer e demência.

Exercício físico-mental

Essa pesquisa fornece uma das evidências mais definitivas até o momento dos benefícios do exercício para a saúde do cérebro.

Curiosamente, o exercício físico é um dos poucos métodos “comprovados” para manter o tamanho do cérebro e o seu funcionamento em idade avançada – diversas pesquisas encontraram relação entre se exercitar fisicamente e algum benefício mental, como este estudo sobre exercício aeróbico da Universidade de Harvard, este sobre yoga da Universidade da Califórnia e este sobre aptidão cardiovascular e demência da Universidade de Gotemburgo.

O novo estudo é mais um que confirma esta tendência, publicado na revista científica NeuroImage. [MedicalXpress]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (7 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta