Furacão Irene deixa o outono dos EUA mais bonito

Por , em 10.10.2011

O outono que começa agora na região de Nova Inglaterra, EUA, pode ser particularmente bonito este ano, em parte graças a uma fonte que só trouxe dor para muitos no nordeste do país: o furacão Irene.

A tempestade enorme que varreu a Nova Inglaterra no final de agosto causou inundações devastadoras e milhões de dólares de danos. Mas, apesar de derrubar algumas árvores, o furacão deixou as florestas e áreas arborizadas razoavelmente intactas.

“As pessoas foram bastante atingidas”, afirmou o fisiologista de plantas Kevin T. Smith. “A tempestade foi muito grave para a infraestrutura humana. A população sofreu mais do que as árvores”, diz.
Uma das razões pela qual as árvores da região escaparam relativamente ilesas é que a tempestade aconteceu logo no início da temporada, e as folhas ainda estavam firmemente atadas, e capazes de aguentar os ventos de Irene.

Além disso, a tempestade despejou uma enorme quantidade de chuva na região – e umidade é um dos principais ingredientes necessários para um show espetacular conforme as estações mudam. Ela ajuda as folhas a se manterem nas árvores, demorando mais para cair.

“Há umidade no solo adequada para as folhas serem capazes de continuarem vivas mais tempo do que se estivessem entrando no período de cair sob condições secas”, disse Smith.

Embora o show anual de cor seja um deleite visual para os seres humanos, ele serve a um propósito muito prático.

Conforme as árvores se preparam para o início do inverno, elas sugam os açúcares e nutrientes de suas folhas, para proteger seus interiores e permanecer vivas através da estação fria e escura.

Como nutrientes são sugados para fora, as folhas perdem gradualmente sua rica cor verde, desaparecendo em cores amarelas ou douradas.

No entanto, as cores avermelhadas do outono são uma história diferente. Conforme o verão passa, algumas espécies de árvores fabricam uma substância chamada antocianina. Antocianina é a mesma substância que empresta ao repolho sua tonalidade arroxeada, e transforma as folhas em carmesim e escarlate.

Além de umidade, a temperatura é também um dos condutores da cor do outono – mais especificamente, a variação na temperatura.

“As condições ideais para grandes exposições seriam dias ensolarados e quentes com noites frias – a alternância promove a produção do pigmento antocianina”, disse Smith.[OurAmazingPlanet]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!