Hacker cria aplicativo que pode sequestrar aviões

Por , em 14.04.2013

O consultor de segurança alemão Hugo Teso dedicou os três últimos anos da sua vida para desenvolver um aplicativo para Android, chamado PlaneSploit. Trata-se de um app que permite, simplesmente, manipular a trajetória de um avião.

Teso apresentou a novidade na conferência tecnológica Hack in the Box, em Amsterdã (Holanda). Lá, ele mostrou como são frágeis os sistemas de navegação que controlam as aeronaves. Com equipamentos de comunicação aeronáutica comprados no eBay, ele criou um sistema capaz de controlar um avião através de comandos muito simples.

Usando um smartphone, qualquer pessoa na posse do PlaneSploit poderia, por exemplo, indicar qualquer lugar no mapa para o avião seguir, sem que o piloto pudesse impedir o comando. É possível até dar o comando “visit ground” (visitar o chão, em português), que significa, literalmente, derrubar a aeronave.

É claro que o hacker não tem intenção de derrubar nenhum avião. Ele entrou em contato com autoridades da aviação na Europa e nos Estados Unidos antes de levar seu invento à conferência. Os controladores de voo já se mostraram interessados na novidade, que deve ser usada no futuro para aumentar a segurança do controle aéreo.

Se você entende um pouco de aviação, pode tentar aprender mais sobre o app na apresentação em pdf que o hacker preparou para a conferência.

E quanto ao medo de que algum maluco roube o smartphone de Teso e resolva derrubar um avião, não há motivo para preocupações. Do modo como está, o aplicativo é apenas um protótipo – seria preciso adaptá-lo para funcionar na vida real. [CNN / Computer World / TecMundo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Dinho01:

    Esse cara é duplamente insano.Primeiro por desenvolver o aplicativo e segundo, por divulgá-lo.

  • grasisuperstar:

    …..e assim em um futuro próximo os aviões em perigo la em cima poderão ser aterrizados em segurança daqui da terra com um aplicativo desenvolvido por um hacker.
    Eu acredito nisso piamente, espero estar viva pra testemunhar.

Deixe seu comentário!