Nasa liga o helicóptero marciano pela primeira vez

Por , em 17.08.2020
Helicóptero de Marte
Ilustração do Helicóptero de Marte no planeta vermelho. Crédito: NASA/JPL-Caltech

helicóptero de Marte da Nasa, chamado Ingenuity, foi ligado pela primeira vez desde que foi lançado ao espaço.

Lançado em 30 de julho, ele ainda está a caminho de Marte na barriga da sonda terrestre Perseverance. É o primeiro helicóptero criado para voar em um planeta distante.

No último dia 7 todas as baterias da pequena sonda voadora de 1,8kg foram ligadas e receberam carga pela primeira durante sua viagem pelo espaço.

Em funcionamento

“Este foi um grande marco, pois foi a nossa primeira oportunidade de ativar o Ingenuity e dar um ‘test drive’ nos seus dispositivos eletrônicos desde o lançamento em 30 de julho. Como tudo correu conforme o previsto, realizaremos a mesma atividade a cada duas semanas para manter um estado de carga aceitável”, afirmou em um press release o líder de operações do Helicóptero de Marte, Tim Canham, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA (JPL), nos EUA. 

Foram oito horas para carregar as baterias completamente durante os quais a Nasa realizou testes de desempenho. Para que manter a longevidade máxima das baterias elas foram carregadas a apenas 35% do nível total, afirmou o comunicado.

Perseverance rover com o Helicóptero de Marte entre suas rodas na câmara de vácuo da Nasa
Perseverance rover com o Helicóptero de Marte entre suas rodas na câmara de vácuo. Crédito: NASA/JPL-Caltech

A chegada em Marte

O pouso do veículo terrestre que carrega o helicóptero de Marte, Perseverance rover, está previsto para 18 de fevereiro do próximo ano. Em seguida o helicóptero irá se separar de sua “nave mãe” e realizar testes de voo. A partir deste momento o helicóptero recarregará suas baterias através de painel solar próprio.

Se tudo ocorrer como planejado esta será a primeira de muitas missões de exploração planetária com helicópteros já que é uma maneira rápida de sondar grandes áreas do território marciano que podem levar ao planejamento de novas missões humanas

“Esta atividade de carga [de bateria] mostra que sobrevivemos ao lançamento e que até agora podemos lidar com o ambiente hostil do espaço interplanetário. Temos muito mais coisas pela frente antes de tentarmos o primeiro teste de voo experimental em outro planeta, mas agora estamos todos nos sentindo muito bem sobre o futuro”, afirmou a gerente do projeto Ingenuity Mars Helicopter no JPL, Mimi Aung.

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!