Homem que perdeu nariz para o câncer está crescendo outro no braço

Por , em 24.01.2013

Um cidadão britânico de 56 anos perdeu seu nariz para um câncer de pele. Em vez de ficar sem nariz ou ter um substituto reconstruído de forma tradicional, ele está testando um novo procedimento que envolve o “crescimento” de um nariz no seu braço.

O procedimento começa com a confecção de um molde de vidro, feito antes do nariz ser removido cirurgicamente.

O molde do nariz é preenchido então com uma estrutura em favo, e esta é coberta com milhões de “células brancas”, que, com os nutrientes corretos, irão formar uma cartilagem.

Enquanto a matriz desenvolve a cartilagem em um bioreator, um balão é colocado sob a pele do braço, para esticá-la e obrigar o desenvolvimento de mais pele.

Quando há pele suficiente e a cartilagem está pronta, o balão é retirado e a cartilagem é colocada no seu lugar. A partir deste momento, a cartilagem começa a aderir à pele e formar vasos sanguíneos e uma rede nervosa.

Depois de algum tempo, o novo nariz é retirado do braço do paciente e implantado na face, onde vai ter a mesma forma do original, embora um pouco mais achatado.

Por enquanto, fazem dois meses que o balão foi retirado do paciente, e a cartilagem implantada. Espera-se que em mais três meses o nariz esteja pronto para ser colocado na sua face.

O período de desenvolvimento no braço é necessário por que, até agora, os médicos só conseguem criar cartilagem, e não pele, vasos e nervos fora do corpo. Os médicos acreditam que, além da sensibilidade, o paciente deve recuperar parte do sentido do olfato.

ear-growing-on-arm-1

Todo este procedimento é derivado de um experimento dos anos 1990 em que médicos fizeram crescer uma orelha nas costas de um rato, com o objetivo de usar este procedimento para obter órgãos para transplante.

O experimento não deu muito certo na época, mas a técnica foi aprimorada, e o procedimento traz esperança para quem teve o nariz ou a orelha perdidos para o câncer, bem como vítimas de acidentes ou soldados que foram feridos.

Esta não é a primeira vez que a equipe do Dr. Alex Seifalian, professor da Universidade College London (Reino Unido) e responsável pelo feito, realiza um procedimento do tipo. Ele já conseguiu reconstruir uma traqueia em 2011.

No Brasil, a técnica poderia ser usada para restaurar a cartilagem de pacientes de leishmaniose ou “úlcera de Bauru”, doença que faz as pessoas perderem a cartilagem da orelha e do nariz. [DailyMail]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

15 comentários

  • neutrino:

    O texto está bem explicado, mas a imagem está disassossiada do contexto.
    Mas de qualquer forma esse assunto é bem corriqueiro.
    Dentes restaurados, sangue fabricado, órgãos regenerados, tudo com células tronco.
    Mas não espere que vai ser uma festa.
    Quem não tiver como pagar…

  • neutrino:

    O texto está bem explicado, mas a imagem está disassossiada do contexto.
    Mas de qualquer forma esse assunto é bem corriqueiro.
    A medicina regenerativa é a medicina do futuro.
    Dentes restaurados, sangue fabricado, órgãos regenerados, tudo com células tronco.
    Mas não espere que vai ser uma festa.
    Quem não tiver como pagar…

  • Ramon De Souza Vieira:

    Gente no texto tá falando que a técnica dos médicos, só pode criar cartilagem a partir do braço, por isso a foto da orelha!!

  • Alderiva Santos:

    Tá mais parecendo uma orelha!!

    • Renata Antunes:

      É..é uma orelha e é uma mulher!

  • Tay Gonçalves:

    Posso estar enganada, mas isso está me cheirando a G17… a começar pelo título mega confuso. ô.õ

  • Germano:

    aquilo no braço não é uma orelha ?

  • Reynaldo Andrade:

    Surpreendentemente a ciência evolui num piscar de olhos né?, agora temos mais esta esperança de um órgão ser fabricado naturalmente em nosso próprio corpo, tomara que descubram como fazer um rins, um coração e etc….

  • Gargwlas:

    bizarra a foto

  • Falcone Big:

    Sensacional… É pena que não demora, virá a igreja pra dar pitaco em quais órgãos poderão ser (religiosamente falando) reconstruídos pelo homem.

    • Bruno Bueno:

      Em breve serão feitas nas impressoras 3D.. oO

    • Vera Yamá:

      MA-RA-VI-LHA !!! E SE VIER A IGREJA QUE ELA ARRUME UMA MANEIRA MELHOR DE NOS AJUDAR AO INVÉS DE FICAR “TENTANDO “IMPOR BARREIRAS !

  • Marlene Ferreira:

    Homem ou mulher? Essa mão e unhas são femininas….. Reportagem FRAUDEEEEEEE…..

    • Glauco Ramalho:

      Reparei na mesma coisa. Esse braço é feminino.

    • Jean Kássio Almeida Cheib:

      Você acha que dura quanto tempo isso? Acha mesmo que o paciente vai ter que ir apenas algumas horas por dia no hospital e andar com uma oralha no braço no meio da rua?
      O cara no mínimo é internado enquanto fazem esta operação, e neste tempo as unhas crescem.

Deixe seu comentário!