Jantar em família aumenta a comunicação entre pais e filhos?

Por , em 9.08.2010

É comum pais terem dificuldades em conseguir manter um bom dialogo com os filhos conforme eles crescem. Agora, pesquisadores sugerem uma saída: sentem-se com eles à mesa do jantar.

Os resultados do estudo mostram que, embora a comunicação entre pais e filhos em geral diminui à medida que as crianças chegam ao ensino médio, fazer refeições juntos podem ajudar a atenuar este buraco na conversa.

Segundo a pesquisa, crianças que frequentemente jantavam com seus pais quando estavam no sexto ano eram menos propensos a uma mudança na comunicação ao longo de três anos e meio do que crianças que raramente ou nunca comiam com seus pais na mesma idade.

Os resultados sugerem que os jantares em família no início da adolescência podem definir o cenário para a comunicação a longa duração. Mesmo que eles tenham menos refeições com a família quando entrarem para o ensino médio, se estão tendo quando mais jovens o ponto de conexão pode ter um impacto duradouro.

Os quase cinco mil indivíduos da pesquisa foram questionados com que frequência comiam o jantar com seus pais (nunca, nem sequer, às vezes, muito ou o tempo todo). Eles também responderam quão frequentemente conversaram com os pais por mais de 10 minutos, se eles o elogiavam quando faziam coisas certas, se perguntavam para onde iam quando saiam e como eles estavam indo na escola.

O efeito protetor dos jantares familiares foi mantido mesmo após os pesquisadores levarem em conta outros fatores que poderiam afetar os resultados, como raça, etnia, gênero e status socioeconômico da criança.

Segundo os pesquisadores, as refeições familiares são uma boa oportunidade para ficar conectado com as crianças, entendê-las melhor. Eles também sugerem evitar temas que possam ser um ponto de conflito entre pais e crianças, tais como notas e trabalhos de casa.

O fato de o estudo ter sido realizado durante vários anos deixou os investigadores mais confiantes do efeito benéfico dos jantares em família na comunicação entre pais e filhos. No entanto, os pesquisadores não conseguem distinguir se as crianças mantiveram uma boa comunicação porque comiam as refeições juntos, ou se ainda comiam as refeições juntos porque já se davam bem com seus pais na sexta série. Futuros estudos podem ajudar a esclarecer melhor os motivos. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

4 comentários

  • Artur José Cavalcanti:

    É um momento de muita harmonia, de troca, de brincadeiras, de discussões.

  • Marcia Khan:

    por que um casal quer filhos se não vai ter tempo para estar com eles nem na hora da refeiçao? me parece que nesses casos os filhos servem para segurar o casamento ou de trófeis para exibir ao circulo familiar e social próximo e ganhar certas ‘vantagens’ ao ter uma família.

  • Rosângela:

    Jantar, almoço em família é a melhor coisa do mundo para mim, apesar de que nos dias de hoje quando o pai e mãe precisam trabalhar, os filhos tem aula de inglês, academia, etc, etc… isso se tornou mais difícil. Mas seria maravilhoso se todos pudessem compartilhar pelo menos uma refeição juntos.
    Saber “se as crianças mantiveram uma boa comunicação porque comiam as refeições juntos, ou se ainda comiam as refeições juntos porque já se davam bem com seus pais na sexta série”, não me parece importante saber, o que importa é a família estar reunida.

  • Simon:

    Para quem nunca jantou com os filhos/ com os pais. Aconselho que comece agora porque realmente resulta. Uma boa conversa pais e filhos e vice e versa e uma boa Iniciativa para conheceres teus filho/ os mesmo teus pais! existem certas duvidas que a crianca tem na adolescencia que precisam ser esclarecidas, Apesar de existirem pais que enchem o saco……….

Deixe seu comentário!