Japoneses criam um simulador de tornados

Por , em 7.12.2010

Em um esforço para compreender de que forma os fenômenos meteorológicos extremos causem danos estruturais, quatro organizações japonesas estão desenvolvendo um simulador de tornados.

O simulador tem 1,5 metros de diâmetro. Ele é montado em uma estrutura de 2,3 metros de altura e 5 metros de largura. O simulador pode gerar a velocidade máxima do vento, de 15 a 20 metros por segundo, o suficiente para simular uma tempestade de tamanho F3.

Na Escala do Japão, uma tempestade de tamanho F3 é poderosa o suficiente para arrancar árvores de grande porte, levantar e arremessar carros, derrubar paredes e destruir estruturas de aço.

Hoje em dia, além da repetição das temperaturas recordes do verão passado, que levaram cerca de 170 pessoas a morte por insolação, o número de furacões poderosos que assola o país pode ter aumentado.

Os pesquisadores afirmam que estão construindo o simulador justamente porque tem havido muitos relatos mais graves em danos estruturais nos últimos anos, em comparação aos anos passados.

Segundo os cientistas, o dispositivo criado é totalmente inovador. Um simulador com a capacidade de gerar uma tempestade de tamanho F3 nunca tinha sido feito no Japão. Eles planejam testar o dispositivo através da construção de casas modelo que se encaixem no padrão do simulador.

[NewScientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

9 comentários

  • Rodrigo Paim:

    Ana Paula, não é tão simples, tem quantos anos ? 6 ?

    Gente, isso não é pra simular um tornado de forma real, é pra fazer estrutura resistentes a eles, tipo os simuladores de terremotos, de ondas, que graças a eles muitas vidas foram salvas e bilhões economizados.

  • zezinho rondonia:

    só uma pergunta , o que nos queremos com simulador de tornados? leva este simulador pro presidente obama dar de presente para seu povo . idiota

  • Mister_X:

    Acabei de perceber outra coisa, a escala Fujita está errada, um tornado F3 teria ventos muito mais fortes do que 20m/s(cerca de 72 km/h), um tornado com essa velocidade de ventos é ainda um F0, para ser um F3, ele teria que ter ventos entre 70 m/s(ou 252 km/h) e 92 m/s(cerca de 331 km/h), até mesmo pela escala Fujita melhorada, um tornado com essa velocidade de vento, ainda seria um EF0. Agora imaginem um F5 com ventos de até 530 km/h, um tornado de categoria F5, pode arrancar um edificio do tamanho do Empire State do solo, o volume de energia que circula em um tornado dessa categoria, é semelhante a de uma bomba atômica.

    Os tornado são certamente a força mais devastadora da natureza. Extremamente perigosos, mas entusiasmam quem gosta de meteorologia.

  • Mister_X:

    A simulação não é estéticamente semelhante aos tornados encontrados na natureza, por que na natureza, um tornado começa a se formar a partir do cisalhamento vertical dos ventos e grande gradiente térmico vertical, gerando intenso fluxo do ar mais quente em superficie para os pontos mais altos e frios da atmosfera e o fluxo inverso do ar frio e a rotação causada pelo cisalhamento do vento, assim o tornado toma “corpo”, a partir da base da nuvem e se desenvolvendo em direção ao solo, consequentemente a nuvem é “tragada” por esses ventos, dando esse aspecto do tornado, de uma nuvem em forma de fúnil, mas isso nada mais é do que o vento girando, então o simulador pode não reproduzir o tornado estéticamente, mas o conceito está corretíssimo.

  • ricardo santos:

    ridículo…!

  • Ananias:

    Isso parese um aspirador de pó estragado!!!

  • RAFAEL:

    simulação perfeita, ficou igualzinho o verdadeiro na foto acima.

  • ana paula camoesas:

    Porque não inventam uma máquina que desfaça os tornados? Seria melhor.

  • PredadorXD:

    simulado tosco

Deixe seu comentário!