Polícia alerta: mapas da Apple podem matar você

Por , em 11.12.2012

A localização correta de Mildura (ponto roxo) fica a quilômetros de distância de onde a Apple a posiciona (em vermelho)

Quando o primeiro aparelho de GPS portátil começou a ser vendido, muitos motoristas deram graças e deixaram de lado aqueles surrados guias de estradas que só não eram maiores do que listas telefônicas. Recentemente, contudo, foi justamente esse tipo de tecnologia que colocou em risco a vida de motoristas da Austrália.

Em pronunciamento oficial, a sargento Sharon Darcy, da polícia de Mildura (Austrália), alertou sobre os graves problemas que imprecisões do aplicativo “Mapas” do sistema iOS 6 (usado por aparelhos da Apple) podem causar. “Testes feitos pela polícia confirmam que o sistema de mapeamento lista Mildura no meio do Parque Nacional Murray Sunset, a aproximadamente 75 km da localização real”, explica. “A polícia está extremamente preocupada, pois não há suprimento de água no parque e as temperaturas podem chegar a 46°C, tornando esse problema potencialmente fatal”. Eles aconselham a população a usar aplicativos mais seguros de mapas.

Apple e o vexame do aplicativo

Em setembro, quando atualizou seu sistema operacional iOS, a Apple trocou o aplicativo Google Maps por outro, desenvolvido especialmente para a empresa. Não demorou muito, porém, para que os usuários apontassem centenas de erros, como indicações que apareciam no meio do oceano, estradas de ferro que sequer eram mostradas e cidades (como Mildura) colocadas a quilômetros de sua localização verdadeira. A baixa qualidade das imagens também não fazia jus à declaração de que a empresa estava “segura quanto à qualidade de seus mapas”.

Pouco tempo depois, o diretor executivo da Apple, Tim Cook, pediu desculpas aos usuários, em nome da companhia. “Nós sentimos muito pela frustração que isso causou aos nossos clientes e estamos fazendo o possível para melhorar o Mapas”, disse Cook. “Enquanto isso, você pode tentar alternativas baixando aplicativos de mapas como Bing, MapQuest e Waze, ou usar os mapas do Google ou da Nokia indo em seus sites e criando um ícone na tela inicial do seu aparelho”. A situação foi tão feia que, em outubro, a Apple anunciou que o executivo Scott Forstall, responsável por aplicativos para o iOS, deixaria a empresa em 2013.

GPS em risco

Um estudo publicado recentemente alertou que mesmo programas mais confiáveis que o Mapas do iOS 6 podem trazer riscos aos usuários, já que o próprio sistema GPS estaria sujeito a interferências maliciosas.

O estudo propôs “defesas como o fortalecimento do programa do GPS contra RF [rádio frequência] e ataques de rede, bem como um sistema de detecção de ataques”. Pesquisadores apontaram que mesmo com um conjunto barato de equipamentos, custando apenas U$ 2,5 mil (cerca de R$ 5 mil), seria possível derrubar 30% dos sistemas que dão suporte a programas essenciais que usam GPS.

Talvez seja uma boa sempre levar o velho guia de estradas nas viagens, por garantia.[BBC] [The Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 3,00 de 5)

1 comentário

Deixe seu comentário!