Médicos indianos operam troca de sexo em bebês meninas

Por , em 3.07.2011

Na Índia, é comum os pais preferirem o nascimento de um bebê menino, já que o homem tem mais liberdade e oportunidades naquela sociedade. Boa parte das mães chega a abortar se descobrem que a criança será menina. Mas um novo procedimento torna a questão ainda mais complexa: alguns pais estão tentando a cirurgia de mudança de sexo depois do nascimento.

A denúncia partiu de um jornal indiano, Hindustan Times. Segundo apuraram os jornalistas, centenas de médicos estão alterando cirurgicamente o sexo de filhas de casais que preferem um rapaz. O termo técnico para esse procedimento é genitoplastia.

Os números assustam: algo entre 200 e 300 meninas indianas, de até cinco anos de idade, teriam sido submetidas à genitoplastia na cidade de Indore, com cerca de um milhão e meio de habitantes. O preço da operação é em conta: 3.200 dólares (o equivalente atual a cerca de 5 mil reais). Esse valor dá direito, além da cirurgia, a um tratamento hormonal posterior que completa a função de transformar a menina em um garoto. Graças ao baixo custo, pais de outras regiões da Índia estariam procurando as clínicas de Indore.

A genitoplastia é um procedimento tolerado no mundo, mas apenas em casos de hermafroditismo. Quando a criança nasce com ambas as genitálias, ou sua definição biológica não corresponde à genitália com que nasceu, os pais escolhem um dos sexos logo após o nascimento. E este é o argumento dos doutores da clínica Indore (sete médicos, no total), que afirmam jamais ter operado uma menina com características sexuais bem definidas. Mas o jornal garante que meninas saudáveis passaram pelo procedimento. Com esse impasse, o governo do Estado de Madhya Pradesh (onde fica Indore) abriu uma investigação.

Os médicos que o jornal chamou para condenarem a atitude são enfáticos: a genitoplastia quase nunca é necessária, pois o hermafroditismo é um fenômeno muito raro. Por isso, seria difícil concordar que há 300 casos como esse em uma cidade de 1,5 milhões de pessoas. O risco dessa operação, segundo os médicos, é tornar a criança estéril ou causar outras disfunções sexuais.

Existem na Índia comissões que lutam contra o aborto de bebês femininos, e que agora se pronunciam sobre essa novidade. Segundo eles, há culpa tanto nos pais, que tomam a decisão, quanto nos médicos, que fazem a operação clandestina para aumentar seus lucros, e ainda na sociedade, que coloca automaticamente a mulher em posição de menos oportunidades na Índia. [Jezebel]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

25 comentários

  • Fabiane Araújo:

    Loucos e excessivamente, nojentos.

  • FartherAway:

    Pais nojento, se tem um lugar que não tenho vontade nenhuma de visitar … esse lugar é a Índia, povo ignorante me da enjoo.

  • Hercules Lima:

    Cegueira espirutal e cultural e não é somente na Índia, não. Na África e em alguns países asiáticos crimes bárbaros como esse são cometidos sem que ninguém questione. Triste raça essa humanidade…

  • karoline da silva camargo:

    será que esses pais não pensam não????
    meu DEUS
    um filho é sempre uma benção não importa se é MENINA ou menino,branco ou negro,baixo alto sei la não importa o jeito que a pobre da criança é
    e so para esses pais saberem
    sem as meninas,eles não tem homens
    porque elas iram viram lindas mulheres mães de familia.
    nos mulheres damos a vida aos homens

    então seus esquizitos pare e pense
    porque isso que vocês fazem não é so crime aqui na terra
    mas na lei de DEUS tambem

  • cintia:

    nao podemos fazer isso com uma pessoa que mal pode se defender. a escolha do individuo no que ele vai ser no futuro e exclusiva dele.

  • Francisco Miranda Braz:

    Trocar o sexo de um indivíduo (inocente do amanhã), é condená-lo a uma vida solitária, de sorrisos breves e de atitudes inseguros. Este, nunca sentirá a verdadeira felicidade, ao saber, que é, o que não é!!

  • Francisco Miranda Braz:

    Trocar o sexo de um indivíduo (inocente do amanhã), é condená-lo a uma vida solitária, de sorrisos breves e de atitudes inseguros. Este, nunca sentirá a verdadeira felicidade, ao saber, que é o que não…

  • rodrigo:

    Acho mt estranho essa historia, ate pq é impossivel transformar uma menina num menino , agora transformar um menino em menina é bem mais fácil é so operar , agora transformar uma menina em menino acho q nao existe ,nao tem como por os orgaos sexuais masculinos numa menina.

    • karoline da silva camargo:

      tem sim se injetar numa garota ou ela toma hormonios masculinos
      ela tem sim um prototico de um orgão masculino
      e nem preciso falar que orgão é neh…
      mas ela tomando ou injetando hormonio masculino ela consegue viram um homem sim

  • Carteu:

    Isso é ruin.
    Ruin mesmo

  • Danorton Tadeu:

    Sei das diferenças sociais e das inuneras castas que existem na India. Preconceito disfarçado de religião, Sei tambem do pouco valor dado as mulheres (infelizmente). Mas… médicos cometerem uma monstruosidade dessa é no minimo algo espantoso. Onde está o juramento deles? onde a ética? Uma sociedade mesmo que preconceituosa não pode influir no “eu” de cada cidadão. É lamentavel e condenável essa prática.

  • Garcia da Montana:

    Na Indiaia existe um grande quantidade de casta e subcasta
    e a rejeiçaõ de um individuo de casta superior ao outro assusta qualquer ocidental ,Mas eles se justificam o que pra nos é preconceitos para eles é religiáo e a mulher
    simplesmente não tem valor algum

  • Ian:

    Isso é monstruoso.

  • Mochileiro:

    Um completo absurdo isso! É uma pena que a fonte dessa monstruosidade seja a propria cultura indiana.

  • José Calasans:

    O problema maior é quando essas crianças ficarem adúltas e com dúvidas sobre sua sexualidade.Será que não se tornarão pessoas infelizes?.É realmente algo monstruoso.

    • AiltonWarrior:

      Eles podem alterar a função sexual,mas a cerebral não,mesmo com hormonios não se altera completamente, conserteza estas crianças tenderam a sentir atração por pessoas do sexo masculino se um dia já foram do sexo oposto,..monstruoso,sem falar que não poderam ter filhos,….

  • Miguel:

    Na minha opinião, a culpa é essencialmente da sociedade indiana em que os homens têm muito mais oportunidades que as mulheres. Acho que muitos pais desconhecem os riscos que a cirurgia pode acarretar, e fazem-no porque querem que os filhos tenham um futuro melhor… mas estão a fazer com que um dia mais tarde a criança sofra…

  • Luciana de Paula:

    No minimo cruel.
    E agora a questão, esses que se dizem pais, são na realidade, monstros ou doentes influenciados pelo preconceito social??

    Pra mim fracos, que não aceitam o presente mais lindo que Deus pode dar ao ser humano..

    É tristee..

  • Espedito:

    Pobres crianças inocentes, são selvagemente agredidas e lhes é imposta a vontade doente de seus pais.

  • zeus:

    Insano,desumano.Raça dos infernos,espero que o Diabo aqueça o fogo pelo menos umas mil vezes a mais pra receber esses malditos….

    • Érico:

      Muito são e humano, esse tal Diabo…

  • Susana:

    Desumano, cruel, imoral.

    A ciência há muito que sabe que não basta alterar artificialmente os genitais de alguém para lhe mudar a identidade sexual, estas crianças estão apenas a ser condenadas a um futuro muito difícil.

    Uma notícia que acabei de ler num outro lugar parece-me estar relacionada com isto: um estado indiano está a premiar casais que aceitem esterilizar-se, pois o crescimento populacional exponencial está a assustar o governo. E se repararmos, no fundo, ao alterarem o sexo destas meninas, os médicos estão a torná-las estéreis. Não será esta a verdadeira motivação encapotada dos médicos, que assim conseguem esterilizar crianças logo à nascença e com o consentimento dos pais?

    • John jones:

      verdade pura

  • vicente:

    que idiotice. deu vontade de xingar eu odeio essas religioes toscas

  • Maurício:

    Absurdo, porém neste sociedade mundialmente fora da razão vai se esperar o que ???

Deixe seu comentário!