Mistério da antiguidade é solucionado por usuário do Facebook

Por , em 12.01.2016

No início do ano passado, trabalhadores da manutenção encontraram um cetro de ouro em um cemitério de Jerusalém. Especialistas em antiguidades ficaram perplexos, o que levou a seis meses de uma longa pesquisa sobre a origem do objeto. Coube a um usuário do Facebook identificar corretamente o artefato – e bem, dá para dizer que não é o que eles pensavam que era.

“Para dizer a verdade, eu nunca vi nada como isso antes”, observou durante as investigações Amir Ganor, diretor da unidade de prevenção de roubos da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA), acrescentando que o objeto foi encontrado enterrado no chão em um “importante sítio arqueológico onde foram encontrados restos que datam dos períodos romano, bizantino e dos cruzados”.

Especialistas em antiguidades no IAA acrescentaram que o cetro de 8 kg, com 24 quilates de ouro, poderia ter sido usado em templos judaicos bíblicos, mas que não estavam inteiramente certos disso. Confusos, eles decidiram postar fotos no Facebook pedindo ajuda ao público.

Acontece que o cetro não chega nem perto de ser uma relíquia, mas sim um “dispositivo de cura” moderno chamado de Weber Isis Beamer. O objeto, que varia de preço de U$ 75 a U$ 1.220 (entre R$300 e R$5.000), dependendo do modelo, supostamente cria um campo de proteção “harmonizado” contra “a radiação eletromagnética e geopática”.

reliquia misterio facebook2

O mistério foi resolvido pelo usuário do Facebook Micha Barak, que vive na Itália. “O objeto, que é produzido por uma empresa alemã, é chamado de ‘Isis Beamer’ em homenagem à deusa egípcia Isis. Na mitologia egípcia, ela era a deusa da medicina, magia e natureza. Esperamos que os responsáveis ​​por esconder o objeto no cemitério entrem em contato e nos informem por que ele foi enterrado em uma estrutura antiga e para qual dos mortos eles queriam oferecer energia positiva”, afirma a IAA.

Para mostrar sua gratidão, a IAA convidou Barak para visitá-los na próxima vez que estiver em Israel. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 4,40 de 5)

3 comentários

  • Jesse J. de Oliveira:

    Pensei que fosse um brinquedinho para ´elas´…

    🙂

  • Luiz Fratoni:

    Talvez tenha sido a própria empresa que tenha enterrado no local, para alegar uma Ancestralidade do seu produto quando fosse descoberto.

    • Cesar Grossmann:

      Quem duvida? Integridade não é o forte dos místicos e daqueles que produzem objetos “místicos”.

Deixe seu comentário!