Mulher encontra mãe biológica em três dias com ajuda do Facebook

Por , em 3.02.2013

O Facebook é uma ferramenta feita para conectar pessoas, mas a história incrível de uma mulher do estado de Utah, EUA, dá um novo sentido a esta missão.

Jenessa Simons, nascida em 17 de novembro de 1991, havia sido adotada logo após o parto, e não conhecia seus pais biológicos.

Entretanto, ela sabia a data de nascimento deles, bem como que eram adolescentes, com apenas 16 anos, quando ela nasceu.

Depois de ver gente ganhando cachorrinhos com campanhas do tipo “150.000 compartilhamentos e eu ganho meu bichinho de estimação”, ela resolveu fazer uma tentativa em prol de seu objetivo: achar seus progenitores.

Em 27 de janeiro, ela postou uma foto com um cartaz escrito “Ajude-me a encontrar meus pais biológicos! Nasci em 17 de novembro de 1991, no Centro Médico Regional do Vale Utah, Provo, Utah, e eles me deram o nome de Whitney. Mãe nascida em junho de 1975 e pai em maio de 1975, ambos com dezesseis anos. Contate-me”, com o endereço de e-mail, mais um pedido para “curtir e compartilhar”.

A foto foi compartilhada por amigos e amigos de amigos mais de 150.000 vezes e, apesar de algumas alegações falsas, em apenas três dias ela foi contactada por uma mulher que acredita ser sua mãe biológica.

“Ela me enviou uma foto minha ainda bebê que minha mãe havia dado a ela”, contou à uma emissora de TV. Além disso, a mulher sabia que Simons havia nascido de parto cesáreo, um fato que ela não havia tornado público.

Por enquanto, elas ainda não se encontraram; Simons quer primeiro conhecer melhor sua mãe biológica. E a campanha ainda não terminou – ela ainda está procurando por seu pai biológico.

Depois que a página se tornou viral, Simons está pensando em transformá-la em um recurso para ajudar pessoas a encontrar seus pais ou filhos biológicos.

Esta não é a primeira vez que o Facebook foi usado para localizar familiares. Em 2010, uma mulher da Califórnia (EUA) conseguiu entrar em contato com seus filhos depois de ter sido separada deles por 15 anos. [HuffingtonPost, Facebook]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 1,00 de 5)

1 comentário

  • Pedro Arigoni:

    Hehe que bacana, isso serve para quem diz que o facebook só serve para se distrair nas horas vagas.

Deixe seu comentário!