Mulher engravida do 18º filho

Por , em 11.05.2008

Revista HypeScience
Foto do Casal Jim Bob e Michelle Duggar com seus 17 filhos.
Eles continuarão a ter filhos enquanto “Deus desejar”.

Foi um feliz dia das mães para uma estado-unidense que está grávida com o seu 18º filho.

Michelle Duggar, 41, dará a luz no réveillon à última adição a uma prole de sete irmãs e dez irmãos. Há dois conjuntos de gêmeos.

“Nós tivemos três em janeiro e três em dezembro. Estes dois meses são um período corrido para nós”, ela disse rindo.

O filho mais velho do casal, Josh, tem 20 anos e a mais jovem, Jennifer, tem nove meses de idade.

Esta família de crescimento rápido vive em Tontitown, no estado do Arkansas, em uma casa de 650 m2. Todas as crianças — cujos nomes começam com a letra J — são educadas em casa. (Nos EUA é legal que a educação formal das crianças seja feita em casa, o que é chamado de home-school.)

Michelle esteve grávida durante mais de 11 anos de sua vida e a família está no processo de filmagem de uma série do canal Discovery Health.

O novo programa irá focar no que ocorre no interior da casa, onde as tarefas — ou “jurisdições” — são designadas a cada criança. Um episódio do novo programa envolve uma “troca de jurisdição” onde os meninos farão as tarefas atribuídas tradicionalmente às meninas e vive-versa, disse Michelle.

“As meninas mudaram de jurisdições e trocaram pneus, trabalharam nas garagens, apararam a grama”, ela disse. “Os meninos tiveram que preparar o jantar do começo ao fim, limpar os banheiros”, entre outras tarefas.

Michelle disse que está grávida há seis semanas e tudo corre bem. Ela e seu marido, Jim Bob Duggar, disseram que continuarão a ter filhos enquanto Deus desejar.

“O sucesso em uma família é, em primeiro lugar, o amor a Deus e, em Segundo, tratar a cada um como se quer ser tratado”, disse Jim. “Nosso objetivo é que nossos filhos sejam os melhores amigos uns dos outros. E cada um trabalhando junto para servir ao outro faz isso acontecer.”

As outras crianças do casal entre Joshua e Jennifer são Jana, 18; John-David, 18; Jill, 16; Jessa, 15; Jinger, 14; Joseph, 13; Josiah, 11; Joy-Anna, 10; Jeremiah, 9; Jedidiah, 9; Jason, 7; James, 6; Justin, 5; Jackson, 3; e Johannah, 2. [Fonte]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,67 de 5)

9 comentários

  • Eduardo:

    É engraçado as pessoas comentarem que o ato de caridade desta familia em ter quantos filhos Deus permitir seja algo ignorante, arcaico ou descontrolado. As pessoas esquecem a finalidade do matrimônio e de qual maneira o amor conjugal cresce exponencialmente.

    Pense em dois amigos, um deles acreditava que o casamento era algo apenas do casal que o seu “amor” bastaria para serem felizes para sempre sem nenhum tipo de problemas, que não gastariam tanto com alimentação, que poderiam aproveitar melhor a vida de casal, que não teriam obstáculos entre os dois e seus desejos.

    O outro possui algo que o fazia ser otimista diferente das outras pessoas, não como diz a mídia: milionário, poderoso, cheio de caprichos e servos para satisfaze-los. Tinha em mente de que trabalho é vida e que através disto seria feliz, tinha uma alegria natural como se alguém o desse a serenidade e sabedoria para lidar com as diversidades crescendo através delas, este tinha em mente constituir uma familia e faze-la humana mente feliz.

    O primeiro sujeito morreu divorciado, sem filhos, sem alguém para fechar seus olhos e lembrar com alegria das palavras de conforto, dos conselhos, dos puxões de orelha, da amizade e amor incondicionais entre um pai e filho.

    o Nosso segundo amigo, morreu cercado de filhos, netos e bisnetos, que chorarão a sua morte e lembraram-se nos ensinamentos do pai: a importância do trabalho, a importância da familia, da união, do respeito, da vontade.

    Seja sincero e responda, qual dos dois homens viveu uma vida Feliz???

  • ana paula alves fonseca:

    e muito dificio organizar as crianças para uma data especial ?

  • Flávia:

    Eu admiro, dá para perceber que eles decidiram isso com consciência, tem certeza do que querem, fiquei admirada mesmo, pesquisei, li e vi fotos da casa, td muito organizado, eles montaram uma rotina bacana, não vivem isolados do mundo muito pelo contrário, e mesmo assim conseguem passar para os filhos uma educação quem muitos de nós que temos 1 ou 2 filhos não conseguimos, parabéns ao casal, relamente uma grande família, requer uma grande preocupação, mas pelo visto eles com a ajuda de Deus estão tirando isso de letra.

  • Debora:

    Em que mundo estamos vivendo?……Ou melhor vamos viver? O mundo não é infinito, imagine se os filhos dessa mulher também resolverem aderir esse hábito? No mundo não caberia mais gente.
    Com a poluição, o desmatamento, a fome e muitos outros problemas, ter filhos não é a solução e sim a complicação.
    Deus não tem nada a ver com isso não. Esse casal é que não consegue viver sem um tíacatíaca na botíaca.
    Deus segure essa mulher porque senão é capaz de ela ter filhos até na menopausa…….rsrsrsrsrs.

  • Catharina:

    Gente não creio que ainda exista esse tipo de ignorancia nos dias de hoje…com o planeta do jeito que está !!! ter mais filhos é um absurdo…falta de consciencia !! Independente da “livre escolha” eles tem que pensar nos demais… familia extensa representa mais consumo = poluição = uso desnecessario de energia, etc… ai … ridiculo !!!

  • luciana:

    fico pensando no tamnho da PANELA de comida deles rsrsrsr deve ser engraçado.Mesmo eles querendo que haja respeito entre os irmão, briga sempre há é natural. Imagine eles gritando pela mãe ao mesmo tempo por causa de brigas Deus me livre.com certeza Deus não tem haver com isso creio que tá precisando de uma tv de plasma nessa casa. Boa sorte prá vcs e que Deus os ajude

  • Vera Panelli:

    Se Deus tivesse alguma coisa haver com isso eu acho que ele ficaria meio triste em ver tanta gente nascendo em um mundo onde não há possibilidades para todos.

    Sou radical nesse assunto, penso que a solução da humanidade está em um controle eficaz da natalidade. A lógica ao meu ver é simples:

    menos gente = oportunidade para todos + emprego + respeito + alimento + saúde + educação – poluição – desmatamento – fome.

  • Stéfanni:

    Hm, em que mundo eles vivem? Com essa falta de alimentos e mudanças climáticas ter filhos é a última coisa pra se fazer…

  • Adriana:

    Acho de muita falta de compreensão e entendimento corretos sobre Deus o fato de pessoas acharem que a contracepcão é algum tipo de “pecado”.

    Independente da religião do casal, Deus não deveria ter nada a ver com a decisão deles de terem tantos filhos quanto seu período reprodutivo durar.

    A decisão é do casal, não de Deus.

    Também não estou dizendo que eles tomaram a decisão errada. Não.

    Eles tomaram uma decisão baseada na situacão financeira e emocional da família deles.

    Para eles essa decisão é possível e não somente possível como também aceitável. O problema seria se eles não tivessem condicões de criar uma prole tão numerosa e insistissem em “fazer a vontade de Deus”, que PRA ELES é: tenham filhos enquanto vocês viverem…

Deixe seu comentário!