Novo material se aproxima da capa de invisibilidade tão explorada na ficção

Por , em 22.10.2019

A empresa canadense fabricante de uniformes de camuflagem para militares, HyperStealth Biotechnology, anunciou quatro pedidos de patente, todos relacionado ao Quantum Stealth. O material também é chamado de “capa de invisibilidade”. O inventor dos quatro pedidos de patente é o presidente/CEO da HyperStealth, Guy Cramer.

O material não precisa de fonte de energia para funcionar, é fino como uma folha de papel e não custa caro. A patente fala de 13 versões do material e permite outras configurações.

O primeiro pedido de patente é do Quantum Stealth, ele faz com que o objeto atrás dele pareça invisível. Essa tecnologia pode não apenas esconder pessoas, mas também tanques, aeronaves, navios e construções. A tecnologia causa um desvio na luz ao redor do objeto no espectro visível, ultravioleta, infravermelho e infravermelho de onda curta. Ao mesmo tempo, o material bloqueia o espectro da radiação térmica.

Outros pedidos de patente

O segundo pedido de patente é de “amplificador de painel solar”, que utiliza o mesmo material de lente, essencial para as outras aplicações desenvolvidas. A terceira patente chamada Display System produz imagens holográficas, com o uso conjunto de um projetor.

O quarto pedido de patente é para dispersão, desvio e manipulação de laser. Com isso, um laser pode ser dividido em milhares de lasers menores. Isso pode funcionar como radar. Esse sistema costuma ser montado com o uso de laser, espelhos que giram e receptor óptico. Assim, os computadores podem determinar condições perigosas e identificar objetos mais rapidamente, ampliando a segurança tanto de veículos quanto de pedestres.

A HyperStealth liberou mais de 100 minutos de filmagem com descrições e demonstrações do material. Nessas imagens tem destaque o suo militar do material, que aparece ocultando um tanque e um jato em escala reduzida. [Futurism, Newswire, HyperStealth]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (23 votos, média: 4,96 de 5)

Deixe seu comentário!