Novo material sintético dá voz aos que não tem

Por , em 21.07.2011

Cerca de 6% da população dos EUA tem algum tipo de distúrbio da voz, a maioria resultado da cicatrização das cordas vocais que podem diminuir ou até levar a perda total da capacidade de falar.

Pode chamá-lo de assassino do silêncio. Dando voz aos que não tem, pesquisadores de Harvard e do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) desenvolveram um material sintético que pode ser injetado nas cicatrizes das cordas vocais para restaurar sua função.

Ao invés de encarar o problema como meramente fisiológico, os pesquisadores olharam para as cordas vocais como uma questão mecânica. Eles buscaram concertar o tecido cicatrizado, fixando-o através de um material conhecido como polietileno glicol (PEG), já utilizado para outras aplicações médicas.

O material é flexível, maleável. Ao mexer com sua estrutura molecular, os pesquisadores foram capazes de imitar a viscosidade e a elasticidade das cordais vocais humanas. Conhecido como PEG30, ele se move de forma muito, muito semelhante ao tecido natural das cordas (ver no vídeo abaixo). Além disso, o que faz a alegria dos sem voz é que o material pode também restaurar a vibração das cordas vocais que tenham endurecido devido à cicatrização.

Se for aprovado, o medicamento deverá ser reaplicado a cada seis meses, pois quebra com o tempo. Mesmo assim, ele poderia recuperar a voz de quem há muito tempo perdeu seu principal meio de expressão. [POPSCI]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • Davi Rodrigues:

    Concertar foi o bicho… Pqp…

  • ALX:

    CREDO ESSE POVO SO PENSA EM SEXO! BOM, ESSE SINTETICO LEMBRA MUITO A PROPRIA AGUA QUANDO CAI UMA GOTA E ELA FAZ AQUELA ABERTURA

  • Matheus:

    Juro que quando vi pensei em outra coisa.

    • HlhD:

      Juro que quando vi pensei em outra coisa²

    • Raphael:

      Juro que quando vi pensei em outra coisa.³

  • JOABE DE JESUS:

    um grande passo… nao existtirs mas mudos

Deixe seu comentário!