Os 10 médicos mais descuidados do mundo

Por , em 1.11.2010

Nem todo médico conhece a palavra “ética”. Ou, para alguns deles, ela significa coisas diferentes do que para o resto da população. Tem profissional que afirma ter boas intenções, e outros que não podem nem tentar se desculpar pelo que fizeram. As histórias variam de “tatuagem surpresa” a “seu filho é meu”. Escolha bem o seu médico.

10) O médico que marcou o nome da paciente no seu útero removido

Na Califórnia, após realizar uma histerectomia, um ginecologista usou uma ferramenta de cauterização para marcar o nome da paciente em seu útero removido, uma atitude que o médico chamou de “gesto simpático”, mas que a paciente entendeu como “conduta desprezível”. Ingrid Paulicivic, uma cabeleireira de 47 anos de idade, processou o Dr. Red Alinsod por usar um “aparelho de bisturi elétrico para esculpir e queimar” a palavra “Ingrid” em seu útero, removido durante uma operação em junho de 2009.

9) O cirurgião que assistiu a Copa do Mundo enquanto fazia uma operação

Vincent Bettschart estava operando o abdome de um paciente em 17 de junho de 2010, quando moveu uma TV para a sala de operação para assistir ao jogo da França contra o México. O cirurgião aumentou o volume da TV, enchendo a sala com o som das vuvuzelas e da torcida. Menos de um mês antes, ele tinha largado uma cirurgia no meio para saborear um aperitivo. Seus assistentes e enfermeiros declararam que o cirurgião avisou: “Pausa para um Apero. Eu vou tomar um copinho”. Apero é uma bebida italiana. Eles relataram aos seus superiores que o cirurgião voltou apenas meia hora depois para concluir a operação. Graças a esses incidentes, o corpo profissional de médicos da Suíça está debatendo o futuro do cirurgião. Por enquanto, sua punição foi apenas uma “bronca”.

8 ) O médico que usou seu esperma para engravidar várias pacientes

Cecil Jacobson é um ex-médico especializado fertilidade que usou seu próprio esperma para engravidar suas pacientes, sem informá-las. As mulheres pensavam que ele usava a técnica de fertilização in vitro com o esperma de um doador anônimo que combinava com as características dos seus maridos. Em vez disso, o bom doutor secretamente substituía por seu próprio esperma. Jacobson foi condenado a cinco anos de prisão. Ele foi o mesmo médico que em 1960 alegou ter tido sucesso em engravidar um babuíno macho. Em 1994 sua história virou filme, chamado “The BabyMaker” (O Fazedor de Bebês).

7) O médico que inseriu uma chave de fenda nas costas do seu paciente

No Havaí, um cirurgião está sendo processado por malversação depois de ter intencionalmente inserido uma chave de fenda serrada, em vez de uma haste de titânio, nas costas de um paciente. Robert Ricketson disse que não teve escolha a não ser implantar a chave de fenda em Arturo Iturralde, pois não tinha as hastes de titânio necessárias para completar a operação corretamente. A peça rompeu dias após a cirurgia, em janeiro de 2001, e Iturralde foi submetido a três outras cirurgias para inserir as hastes de titânio adequadas e reparar outras complicações. No entanto, o paciente ficou paraplégico e faleceu dois anos depois. Após Ricketson remover a chave de fenda, durante uma das cirurgias adicionais, os enfermeiros recuperaram as peças do lixo e as levaram para um advogado, e alertaram a família de Iturralde. Eles então souberam que a licença médica de Ricketson havia sido suspensa e revogada em Oklahoma e no Texas, após uma série de processos de erro médico e tratamento de dependência de narcóticos.

6) O médico que realizava cirurgias sem avisar suas pacientes e deformou a maioria delas

James Burt passou décadas operando a genitália de mulheres, geralmente logo após seus partos. Detalhe: sem informar a paciente o que ele estava fazendo. Na sua mente doentia, ele estava apenas atualizando as “partes íntimas” das mulheres. Seu objetivo era deixar o “local” mais bonito e “excitante”. Suas cirurgias acabaram mutilando muitas mulheres, que tiveram de realizar vários procedimentos reconstrutivos para corrigir o que ele tinha feito. Ele foi processado, mas não foi preso porque abriu mão de sua licença médica voluntariamente.

5) A médica que sufocou uma criança até a morte durante a realização de uma terapia de “renascimento”

Renascimento é um termo para uma terapia comumente usada entre os pais adotivos ou assistentes sociais. É utilizada para tratar distúrbios de “apego” sofridos por crianças adotadas. É muito controversa, porque já houve pelo menos seis casos documentados de mortes de crianças. Em 2000, uma menina de 10 anos morreu de asfixia durante uma sessão. A menina, Candace Newmaker, foi embrulhada em camadas de cobertores, e então forçada a “renascer”. A criança teve que lutar contra o peso combinado de seus terapeutas e da mãe adotiva para se livrar das cobertas, não conseguiu se soltar, e morreu. No vídeo da sessão, dá para ouvir Candace pedindo aos psicoterapeutas para ser solta: “Eu vou morrer. Por favor, eu não consigo respirar”. Os terapeutas respondem: “Você quer morrer? OK, então morra. Vá em frente, morra agora”. Os envolvidos foram condenados a 16 anos de prisão, e o método de “renascimento” foi proibido no Colorado.

4) O médico que deixou uma esponja na coluna do paciente

Um médico de Baltimore deixou uma esponja nas costas de um de seus pacientes durante uma cirurgia, e só contou para ele após ela ter aparecido num raio-X, 17 dias depois. Mesmo depois de revelar o que tinha acontecido, ele disse que a esponja não era motivo de preocupação e não precisava ser removida, apenas observada. Durante esse tempo, a esponja foi cercada e envolvida com tecido fibroso que teve que ser removido. O médico foi processado por negligência. Segundo a denúncia, ele só admitiu seu erro quando o paciente desenvolveu uma infecção e teve que ter uma grande quantidade de líquido drenado de seu corpo. Mesmo após esse procedimento, ele continua com dor nas costas e uma dor persistente na perna direita, e sofre de disfunção sexual e impotência.

3) O pediatra que abusou de 103 pacientes – e fez vídeos da maioria deles

O pediatra Earl Bradley foi acusado de abusar sexualmente de 103 pacientes durante um período de 10 anos. Ele acumulou 471 acusações criminais. Como não bastasse cometer tais atos, ele gravou a maior parte dos abusos. A descoberta de um vídeo levou a sua detenção.

2) O médico que fez uma tatuagem temporária em sua paciente enquanto ela estava anestesiada

O Dr. Steven Kirshner, cirurgião ortopédico, é um dos acredita que rir é o melhor remédio. Ele gosta de colocar tatuagens temporárias em pacientes anestesiados, como uma “pequena surpresa” para quando eles chegarem em casa. Claro que nem todos compartilham o seu senso de humor. A paciente Elizabeth Mateo reclamou da rosa vermelha em sua barriga. Ela descobriu a tatuagem abaixo da linha da calcinha na manhã seguinte, quando seu marido foi ajudá-la a se vestir para ir para casa. O médico não nega ter colocado a tatuagem, e afirma que ninguém havia se queixado antes.

1) O médico que realizou cerca de 3.000 lobotomias

O tratamento de doenças mentais não teve muito progresso até a introdução de drogas nos anos 50. Uma década antes, Walter Freeman inaugurou um dos períodos mais negros da história da psiquiatria através da lobotomia: um procedimento em que um instrumento afiado é inserido através da cavidade ocular para destruir os lobos frontais. O médico alegava que a lobotomia era a cura para tudo, desde depressão até crianças hiperativas. A técnica tornou-se incrivelmente popular e mais de 50.000 lobotomias foram realizadas, sendo que Freeman, sozinho, fez de mais de 3.000. Mesmo depois que a lobotomia foi desacreditada, ele passou seus últimos anos visitando suas vítimas, tentando provar que elas tinham se beneficiado de seu trabalho. [Oddee]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

45 comentários

  • Instigante:

    Eh gente, ir ao médico agora é tão perigoso quanto continuar em casa doente………

  • gislayne:

    sinceramente eu acredito que tem que pegar um medico desses e encher de porrada(desculpe a palavra),mais eu fico tao indignada com essas coisa,vejo o caso da menina que morreu sufocada,eu mato uma medica dessa que parar na minha frente,tem que fazer o mesmo com ela,mulher desgraçada,essa é filha do demo com o capeta

  • criancinha:

    Todos foram alunos do Dr. Chapatin. Menos os de n° 3 e 5, esses são mesmo coisa do demônio…

  • lucas:

    cara, isso são médicos descuidados ou caras q fizeram tudo isso de propósito e disseram q foi descuido? tinha q i em cana mesmo! prisão perpétua, ou dependendo do caso, alguns anos de prisão (tatuagens temporárias) a penas de morte (assistir a copa durante uma sirurgia, botar uma esponja dentro do paciente, ou uma chave de fenda)

  • Val Brand:

    Vale notar que estes (dez) casos médicos ocorreram fora do Brasil, todos os envolvidos foram devidamente processados e presos.
    No Brasil existem milhares de casos iguais ou piores e muito, mas muito raramente acontece algum tipo de punição.

  • Fernanda Thug:

    Isso é sinceramente uma cessao de absurdos. A partir do momento em que você se forma em médicina como eu coloquei em meus planos, você se compromete a ajudar as pessoas, não matar, abusar, tatuar, escrever,deixar equipamentos e assistir jogos, quando você é médico se compromente com a saúde de um ser humano. Mas é claro que um ser que não respeita nem os que vieram primeiro, como estrelas do mar, macacos, elefantes e outros animais, não vai respeitar a sua propia especime. Por que o ser humano é um mostro preparado pra matar e destruir tudo o que ver pela frente.

  • MindHunter:

    Esse numero 5 ate ja virou um episodio de csi mais o mais o pior e que as mães levao seus filhos achando que uma tentativa de asfixia ira trasformar eles em pais biologicos
    eu em. poxa como uma pessoa destas pode ter adotado um filho elas e quem tem de ser mortas não seus filhos.

  • lucas tagino:

    fiquei com pena da manola de 10 anos na tecnica de renascimento eu fiquei me imaginando no lugar dela,deve ter sido horrível,se nem minhas pernas e mãos podessem se mexer eu sava a antiga e rara e mortal tecnica da ameaça seguida de mordida!

  • wesley engels:

    cadeia pra esses canalhas

  • bob:

    Graças ao brilhante Dr. Walter Freeman cinquenta mil pessoas ficaram retardadas, grande parte dessas totalmente normais.

  • Marilda Baptista:

    Trabalhando 36 anos na área de saúde já ví situações terríveis.Pior o descaso com o ser humano por parte dos profissionais médicos(??)nos serviços públicos (ambulatorios,hospitais).Uma indiferença e pouco caso chocante.Consultas em que siquer olham para o paciente,que dirá tocar para exame.E os erros no diagnóstico.E, tome medicações experimentais !!..0 caso do tal ginecologista brasileiro (que trabalhava com “infertilidade”)foi abafado pela imprensa e lamentavelmente muitos dos filhos de suas clientes podem ter seu DNA.É uma situação serìssima que desonra os profissionais da área e coloca em dificeis momentos os pais /seus clientes(muitos são famosos)e principalmente os filhos,que sem exame de DNA jamais saberão quem é seu verdadeiro pai.Complicado,né???

  • Marcos:

    Olá a todos !
    Faltou o ginecologista brasileiro Roger Abdelmassih que estuprava suas pacientes enquanto estas estavam sedadas …
    É certo que em toda profissão existem pessoas com caráter ruim mas o que torna o médico sem caráter mais perverso é que ele detém a total confiança dos pacientes e abusa desta confiança.
    Isso sem falar nos casos de pura negligência ou incompetência !
    Abraços

  • Manuel Bravo:

    A maior parte dos médicos aquí citados não são descuidados
    mas sim mal intencionados, por isso minha gente, todo
    cuidado é pouco quando recorrermos aos seus serviços.
    A melhor solução é mesmo denunciar a quem de direito
    todas as anomalias.

  • Fernando:

    Em todos estes casos ai, apenas o que tinha de descuidado era o O médico que deixou a esponja na coluna do paciente (e olha lá) =/

  • TOTONHO:

    Isso aí é só uma pequena parte do que acontece, imaginem vcs o que não chega ao nosso conhecimento, se isso acontece em bons hospitais americanos, imagina o que não acontece aqui nos hospitais publucos brasileiros e a gente não toma conhecimento. Médico e advogado são dois males necessários, os dois só pensam em dinheiro, não existe esse tal de juramento que eles fazem de salvar vidas, estou falando porque conheço pessoas que trablham em hospitais e me contam coisas horrorosas.

  • tolerante:

    eu nunca deixei meus filhos sozinhos com medicos na hora da consulta.

  • antonio lara:

    Para alguns médicos do Brasil que conhecemos pela imprensa,
    esses da matéria são crianças travessas.!

  • Jorge:

    E eu que pensava que o máximo da falta de noção era o Dr. House…

  • MARCOS:

    isso nao e novidade só Deus que cura invés de ir pra aula ficam bebendo fumando e etc…

  • vielmond:

    Uma piada para clarear o ambiente.

    Um recém operado conversa com seu vizinho de leito e conta que foi o cirurgião Cristobal que O OPEROU.
    – O Vizinho: Ah! o conheço, é aquele que esqueceu uma tesoura no paciente a semana passada.
    – Naquele momento o Cristobal aparece na sala meio nervoso, gritando “alguém viu meu guarda-chuva” !!…………..

  • Douglas:

    Nos EUA os médicos são iguais aos políticos daqui se renuncia… não é punido >_<.
    Lembro-me de um caso onde os médicos esqueceram uma compressa dentro do utero de uma mulher após a cesariana.

  • claudemir da silva:

    saúde é coisa seria vamos tomar cuidados com esses médicos vou fazer uma sugestão a cada 6 meses todos medicos deveria fazer exames psicologicos para exercer suas funcões

  • ANILSON MARTINS:

    Faltou aqui nesta lista o medico da empresa que eu trabalho que libera algumas pessoas com problemas sérios, só após uma conversa com a gerencia. Tem gente recebendo medicação errada e gastando grana sem precisar , quando vai para uma consulta com outro médico que não seja da empresa chega a ficar por longo tempo na pericia !

    FALA SERIO !!

    • Leandro Espíndola:

      Pois é, na verdade a maior parte dos Médicos funcionários de empresas atendem aos interesses das empresas e não as necessidades dos pacientes.

  • Wilson:

    Tenho uma sugestão: Somos obrigados a renovar nossa Carteira de Habilitação, porque todos os profissionais, principalmente da área de saúde não são obrigados a renovar sua “Licença” de tempos em tempos (CRM,CREA,OAB, etc)(De seis em seis meses, por exemplo).Temos condições e tecnologia capazes de avaliar qualquer pessoa em qualquer situação! Agora a ética tem que prevalecer, pois caso contrário ($$$) qualquer reavaliação fica muito fácil!!! Se existe alguma Lei que já determine este tipo de renovação, descupem, eu desconheço.Se alguém souber a respeito informem por favor.

  • DRS:

    Infelizmente a medicina em casos como este, so serve para acentuar um disturbio ja existente no individuo.Falo isto como medico, pois notava varios colegas na epoca da faculdade que despontavam para certos comportamentos estranhos.Eu so tenho a lamentar.Peço desculpas e peço que nao julguem todos os meus colegas sob esta otica, por favor.

  • sìl:

    Dentro desta lista estão os os hospitais de Porto Alegre.
    Minha mãe faleceu porque ficou 12 horas esperando ser atendida.A desculpa: o sistema estava fora do ar.
    Quando chegou em outro hospital foi tarde demais.
    Isso é o desprezo pela vida e o descaso com a saude da população.

  • yuji:

    Saúde e assunto muito sério , portanto escolher o médico também é

  • Elizabeth:

    Caramba!!! vocês chamam esses médicos de descuidados???
    Não quero nem imaginar como agem os que não tem ética e os que tem algum desvio de caráter…

  • Guiler:

    Tinha que fazer cirurgia no saco deles, com maçárico ,sem anestesia,e fazer curatívos com molho de pimente vermelha.

  • Cesar:

    Josue, normalmente o médico, para evitar dores de cabeça posteriores, não fica sozinho com a paciente, mas tem a assistência de uma enfermeira ou auxiliar de enfermagem. Filmar a consulta não é apropriado, já que a filmagem pode vazar, mas a mulher levar uma irmã ou cunhada ou mesmo filha junto para entrar no consultório é coisa que pode ser negociada com o médico: até onde eu sei, nada impede que você tenha alguém da tua confiança junto, durante a consulta, desde que esta pessoa não se intrometa na consulta.

  • werso thonn:

    infelismente ainda acontecem coisas deste tipo nós nunca vamos deixar de ver casos como estes, só estamos seguros nas mãos de Jesus.

  • BossGrave:

    A vamos… o negócio da tatuagem temporaria não é tão ruim assim…

  • José Constantini:

    Esqueseram de incluir o medico alemão Dr.Mengueli.
    Este fazia experiencias com presos dos Campos de Consentração.

  • Eduardo:

    Puxa Josué Franisco Bittencourt: Sem dúvida seria bom tentarmos algo. Mas sinceramente não creio que secretárias e câmeras de vídeos vão resolver.

    Eu explico:

    1. A secretária pode ser tão louca ou mais que o médico. Veja o caso da técnica do ‘renascimento’.

    2. Quanto as câmeras de vídeo teríamos duas opções: 1) O Vídeo ficar armazenado em servidores na clínica ou hospital, o que poderia ser facilmente apagado; ou 2) O vídeo ir para um local na internet. Mas a quantidade de massa de dados gerada por dezenas de milhares de médicos e sei lá quantas mil clínicas seria absurdamente alto, o que inviabilizaria a situação.

    Ou seja: Temos que confiar em nossos médicos. Confiar desconfiando. Se sentir algo errado na análise, corra. Aliás, uma dica que aprendi em várias publicações: Quando você for diagnosticado com portador de alguma patologia, busque pelo menos mais 2 outras opiniões. E se possível, esteja sempre acompanhado de um familiar ou amigo(a), o que reprimirá atos libidinosos de médicos inescrupulosos. Principalmente no caso de mulheres.

  • Edilson Lima:

    Caros, isto ainda é uma realidade, tenhamos conhecimento também médicos, leiamos e deixemos de ser estúpidos e ignorantes diante dos conhecimentos científicos e medico. E, de sua aplicações práticas. Muitos nos fazem de cobaias humanas vivas!

    em todas as profissões mundiais, antes durante e após. Provas de: Aptidão Mental em Psico Emocional Profissional. Cultura de prevenção sempre. Mais ainda nas humanas.
    “Virtude é o mais importante nas pessoas”
    entenda

  • Dil ferreira:

    Da lei dos homens eles puderam até escapar,mas a lei de Deus é justa e dessa lei eles nw escapam,inferno p eles.. obs:a médica q matou a criança sufocada já tem cara de louca, o pediatra mais ainda..

  • fabio:

    ISSO É NORMAL AQUI ONDE EU MORO NO ESPIRITO SANTO NO OSPITAL DO SUS DÓRIO SILVA E SÃO LUCAS.

  • fonseca:

    faltou, o que estrupou vaŕias pacientes em Sao Paulo

  • Allan Bezerra Nogueira:

    Esqueceram de citar médicos do SUS e alguns da rede privada.

  • GEOVANI:

    Sou Engenheiro Mecânico, mas gostaria de operar esses médicos.

  • Gilberto:

    Minha esposa e filhas evitam se consultar com apenas um médico sempre oriento-as a solicitar a presença de um terceiro, contudo, apenas come estas atitudes não evitamos abusos e devemos adicionar algumas orientações de como agir em caso de suspeita de abuso.
    Já entrei em hospital onde médico nem crachá e nem uniforme usava, era médico mesmo?

    Acredito que o órgão que regulamenta estas e outras profissões deveriam atualizá-las pois tem até médico que nem médico é atendendo pacientes nos hospitais. Isto é inadmissível para um pais que deseja ser modelo de desenvolvimento mundialmente conhecido.

  • Lucyano Valdez:

    Faltou incluir a médica Isabela Natali, que acabou com a estética de suas pacientes, mutilando-as. Podem ver nos links abaixo. Podem clicar, não é vírus:

    http://www.eshoje.com.br/portal/leitura-noticia,inoticia,5968,com+o+lipolight+isabela+natali+tem+registro+cassado.aspx

    http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2008/01/isabela-natali-e-condenada-por-crime-culposo-e-familia-de-vitima-fica-revoltada.html

    http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2010/09/caso-lipolight-medica-acusada-de-mutilar-pacientes-tem-registro-cassado.html

  • Josue Francisco Bittencourt:

    Deveria haver uma lei que viesse amenizar a atuação dos psicopatas; proibir médicos de ficar só com suas pacientes; porque não adotar metodos mais seguros, instalações de câmaras e secretárias para colaborar em suas atividades, isso poderia dar mais confiança e tranquilidade aos pacientes.

  • Samuel Chaves:

    Matéria extremamente interessante, parabéns aos editores do Hypescience.

Deixe seu comentário!