Os fogos de artifício mais belos e perigosos do mundo: metal derretido

Por , em 14.04.2016

O Ano Novo chinês é amplamente comemorado na China e em outros países do mundo com muitos fogos de artifício, mas uma das celebrações se destaca: a do vilarejo de Nuanquan. Os habitantes dessa região têm jogado ferro fundido nos muros da cidade há 500 anos. Esse verdadeiro show de luz é chamado de DaShuHua, que significa bater nas árvores floridas.

A atividade perigosa é exercida apenas por ferreiros locais. O ferreiro Sui Jianguo faz parte da 14ª geração a conduzir a comemoração. “Antigamente, fogos de artifício eram para os ricos. Os pobres só tinham o DaShuHua. Nós guardávamos sobras de metal barato durante o ano todo para derreter. Depois jogávamos na parede da cidade. As ‘flores’ de metal fundido voam”, descreve com orgulho.

fogos de artificio metal derretido

Ele conta que aprendeu a técnica observando os mais velhos, mas também com a prática. “Depois que você se queima pela primeira vez, aprende rapidamente”, brinca. Sua única proteção contra o metal escaldante é um chapéu de aba larga e um colete de pele de carneiro. Ele conhece bem os perigos de jogar metal derretido para o alto, mas explica que aprendeu desde pequeno que iria ganhar a vida com o fogo.

Em preparação para o show de Ano Novo, as sobras de ferro armazenadas são derretidas e atingem temperatura de 1600°C. O metal fundido borbulhante é colocado então em um balde poderoso o suficiente para suportar todo esse calor e levado ao local da apresentação. É aí que o impressionante espetáculo começa. “Esse é o espetáculo mais único do mundo. Para mim é uma arte”, resume Jianguo.

Confira o documentário produzido pela emissora americana ABC News:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!