Pesquisa mostra abuso no uso de antibióticos em crianças

Por , em 24.11.2011

Pediatras nos Estados Unidos prescrevem mais de 10 milhões de antibióticos desnecessários todos os anos para crianças por doenças como a gripe e asma, contribuindo para a resistência aos medicamentos, o que é potencialmente perigoso, de acordo com um novo estudo.

Pesquisadores analisaram uma amostra representativa de quase 65 mil consultas ambulatoriais de jovens com menos de 18 anos entre 2006 e 2008. No total, os médicos prescreviam um antibiótico a cada cinco consultas. A maioria era indicada para crianças com doenças como sinusite e pneumonia.

Algumas dessas infecções são causadas por bactérias, o que pode justificar o uso dos antibióticos. Mas quase um quarto de todas as prescrições de antibióticos dadas a crianças com problemas respiratórios são desnecessárias por não exigirem esse tipo de medicação, como bronquite, gripe, asma e alergias.

Essas prescrições dispensáveis não fazem necessariamente bem a saúde – pelo contrário, podem trazer prejuízos às crianças.

Metade de todos os antibióticos prescritos age contra uma ampla gama de bactérias. O problema é que elas também matam as boas bactérias do corpo e podem tornar as bactérias que causam infecções mais resistentes aos antibióticos no futuro.

Os antibióticos podem ser maravilhosos, desde que os médicos sejam criteriosos sobre quando usá-los. Dar antibióticos que não são necessários para crianças aumenta o risco de infecções resistentes não apenas nos jovens, mas na sociedade como um todo.

E como evitar o excesso dessas prescrições? Uma dica é esperar alguns dias e verificar o estado do seu filho novamente. Se o diagnóstico ainda é incerto, pergunte ao médico se é seguro esperar um ou dois dias ao invés de começar direto com os antibióticos. [Reuters]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Andrearruth:

    Seria muito importante para a população se houvesse uma fiscalização mais rigorosa entre a prescrição de receitas como também uma conscientização por parte dos médicos para que tenha mais cuidado ao prescrever receitas pois pode causar um dano inreparavel. O pior de tudo é que como leigo que somos acabamos tendo que seguir a receita pois confiamos no julgamento dos médicos

  • Douglas Miranda:

    Devido a um acidente de moto, usei muito antibiótico pra resolver um problema no joelho. Desde então minha saúde nunca mais foi a mesma. O médico não me avisou sobre essas possibilidades negativas em relação ao antibiótico. Hoje eu não tomaria. Arrebentou comigo. Oriento pensarem duas vezes antes de ingerir antibióticos!

Deixe seu comentário!