Por que a pasta de dentes deixa o gosto das coisas tão horrível?

Por , em 13.03.2014

Todo mundo já cometeu o erro de escovar os dentes e, momentos depois, tomar um gole de suco de laranja. Não importa a marca da sua pasta de dentes, ela sempre deixa coisas deliciosas com um sabor terrível. E você pode pensar que o culpado é o tradicional sabor de menta que entra em choque com outros gostos, porém, no caso do suco de laranja e muitas outras coisas, isso não é realmente o que está acontecendo.

Acredita-se que os culpados por essa situação desagradável são dois compostos quase universalmente adicionados aos cremes dentais: dodecil sulfato de sódio e lauriléter sulfato de sódio. Eles são agentes surfactantes aniônicos, o que significa que diminuem a tensão superficial da água.

Por que isso precisa existir na pasta de dentes? Porque funciona como uma espécie de detergente e faz com que o creme dental espume, espalhando-se mais facilmente pela sua boca. Além do efeito de limpeza, estas substâncias têm efeito adicional de fazer com que você sinta que o creme dental está tendo algum efeito – o que os fabricantes descobriram ser uma ótima maneira de levar as pessoas a comprar mais do seu produto.

A menta é adicionada à pasta de dentes por esta mesma razão, já que deixa sua boca com sensação de frescor e limpeza, especialmente se está bem distribuída. “Os consumidores precisam de algum tipo de sinal que o produto está funcionando. Nós podemos fazer creme dental com sabor de qualquer coisa – mirtilos, chá verde – e enquanto tiver uma leve ardência refrescante, as pessoas se sentem com a boca limpa”, explica a ex-gerente de marca Oral-B, Tracy Sinclair, no livro “The Power of Habit”, de Charles Duhigg.

“O formigamento não faz o creme dental trabalhar melhor. Ele só convence as pessoas que o trabalho está sendo feito”, conclui. Curiosamente, além dos efeitos reais de limpeza, o dodecil sulfato de sódio é adicionado ao shampoo por razões de marketing semelhantes. As pessoas interpretam que um shampoo que faz espuma funciona melhor do que um que não a produza, independentemente de o shampoo de espuma de uma determinada marca realmente limpar melhor do que aqueles que não o fazem.

De volta ao seu paladar, o dodecil sulfato de sódio (também chamado de lauril sulfato de sódio) interage com seus receptores do sabor doce, tornando-os menos sensíveis (ou seja, entorpecendo o sabor doce). Além disso, ele também destrói os fosfolipídios em sua boca, que são compostos que possuem o mesmo tipo de efeito que o lauril sulfato de sódio tem no paladar doce, exceto que os fosfolipídios amortecem o seu paladar para sabores amargos.

O efeito final é que o seus sensores de doce são amortecidos enquanto os de amargo se tornam mais sensíveis. Então, quando você bebe algo como suco de laranja, que normalmente tem um gosto doce irresistível que mascara um gosto amargo subjacente, ele vai ter um sabor drasticamente diferente – neste caso, extremamente amargo.

Portanto, se por algum motivo a sua rotina matinal inclui escovar os dentes antes de comer, você pode simplesmente procurar uma pasta de dentes não tenha em sua composição o lauril sulfato de sódio e o lauriléter sulfato de sódio. Assim, o que você come logo depois não terá um gosto horrível. A menos que você seja ruim na cozinha, é claro.

E uma última curiosidade: o dodecil sulfato de sódio tem mostrado que pode atuar como um repelente de tubarão. Há também evidências de que ele é eficaz como microbicida quando se espalha sobre a pele, particularmente eficaz para ajudar a prevenir a infecção de vírus, como herpes simplex e HIV, que são vírus não envelopados. [Gizmodo, Science Made Simple, Life Hacker]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!