Por que algumas pessoas não seguem a opinião da maioria?

Por , em 5.08.2010

A sabedoria das multidões pode fazer com que você se sinta mais esperto. Segundo um novo estudo, muitas vezes as pessoas tornam-se mais confiantes em suas crenças quando descobrem que a maioria das pessoas não concorda com elas.

Segundo os pesquisadores, pode ser que você se sinta orgulhoso por ser capaz de refutar, em sua própria mente, uma opinião que a maioria das pessoas aceitou. Quando isso acontece, as pessoas têm duas vezes mais certeza de que estavam certas.

Pesquisas anteriores já haviam mostrado que a opinião majoritária tem uma influência maior sobre as pessoas quando elas consideram as questões não tão importantes para elas ou quando são questões que elas não querem gastar muito esforço pensando. Segundo os pesquisadores, isso se deve ao fato de que se uma decisão não é importante, muitas vezes parece mais fácil apenas concordar com o que todo mundo está pensando.

No entanto, os estudos anteriores se concentraram em situações em que as pessoas descobriram a opinião da maioria antes de terem pensado bem sobre a questão. O novo estudo testou um cenário no qual os participantes puderam refletir sobre a questão antes de ouvir a opinião popular.

Os investigadores realizaram uma série de experimentos envolvendo alunos de graduação na Espanha. Os estudantes foram informados de que teriam que analisar as condições organizacionais de uma empresa desconhecida internacional, onde eles poderiam conseguir um estágio no futuro.

Alguns participantes tiveram contato com argumentos fortes e outros com argumentos fracos em favor da empresa. Um forte argumento era que os trabalhadores atuais relataram satisfação elevada devido à flexibilidade de seus horários de trabalho. Um argumento fraco foi que o logotipo da empresa era muito atraente.

Em seguida, os alunos foram convidados a expressar seus pensamentos sobre a empresa. Como esperado, os alunos que ouviram os argumentos fracos tiveram pensamentos negativos sobre a empresa, enquanto os que ouviram argumentos sólidos tiveram pensamentos positivos.

Em seguida, foi dito a metade dos participantes que 86% dos seus colegas apoiaram a empresa, enquanto à outra metade foi dito que apenas 14% dos alunos apoiaram a empresa.
Os alunos então indicaram o quão confiantes estavam em seu pensamento positivo ou negativo, e avaliaram sua atitude final sobre a empresa.

Quando os alunos tinham uma visão negativa da empresa por causa dos argumentos fracos apresentados, eles realmente ficaram mais confiantes nessa crença quando souberam que a maioria de seus colegas não concordava com eles – ao contrário de quando a maioria concordou com seu ponto de vista negativo.
Segundo os investigadores, as pessoas podem estar pensando que, se são capazes encontrar falhas em uma posição que a maioria das pessoas acredita, então seus pensamentos devem ser realmente bons.

Os resultados sugerem como uma pessoa ou organização pode revelar estrategicamente a opinião da maioria ou minoria para obter o máximo efeito persuasivo.

Se você sente que tem um argumento fraco, é melhor sugerir logo que muita gente apóia o seu problema, antes de explicar seu caso. Antes das pessoas terem a oportunidade de refletir sobre a decisão, vão apenas “seguir a multidão.”

Se você disser às pessoas que têm o apoio da maioria depois de passar argumentos fracos, de acordo com as novas descobertas, será tarde demais – às pessoas vão ficar mais confiantes nos pensamentos negativos que os argumentos geraram.

Mas para aqueles com um forte argumento, é melhor explicar a causa antes de revelar um amplo apoio para sua proposta, pois dá às pessoas a confiança em seus próprios pensamentos positivos. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

13 comentários

  • Krypthus:

    Quer ser lider? Nunca siga a opniao da maioria, faça a maioria seguir a sua.
    Quem segue a opniao da maioria e facilmente manipulado, politicos corruptos amam pessoas assim…

  • Jeferson Seben:

    Gosto muito de bolo de chocolate, mas se a maioria disser que prefere morango… arghs, odeio chocolate. Não sei como tem gente que come essa porcaria que enche o rosto de espinhas.

  • Jeferson Seben:

    HORRÍVEL! Ao contrário de todos aqui, sigo a opinião da maioria, sempre. É muito mais seguro e me previne de exclusão social, que é muito dolorida. Inclusive, estou anotando o nome de todos que comentaram aqui para mostrar para os outros que vocês são “do contra”! Assim vocês vão aprender a “andar na linha”!

  • Fernando Franco:

    Eu sou sempre do contra mesmo e me orgulho disso! C for pra ser “Maria vai com as outras” é melhor nem sair de casa. Mas que legal todo mundo comentando igualzinho…hehehehehe, parece q essa pesquisa precisa ser mais apurada!

  • Victória:

    Tem muito haver comigo.Odeio ter que pensar tudo igual,mas sempre pensou na questão muito antes de perguntar a opinião dos outros!Por exemplo não sou evolucionista nem criacionista porque tenho minha própria ideia da criação!

  • Éder Augusto:

    Certas pessoas se destacam justamente por serem diferentes!

  • Fatima:

    CAMALEAO NAO. GOSTEI,MUITO DO ARTIGO.PESSOAS,DE PERSONADIDADE NAO MUDAM PELA VONTADE DA MAIORIA. NAO SAO MULTAVEIS,OU SEJA,NAO MUDAM DE COR CONFORME O AMBIENTE. NAO SOU CAMALEOA. ASS FATIMA

  • Igor:

    Quanto mais retrógrada à opinião da maioria maior é a tendência de você ser um gênio.

    As minhas conspirações sempre foram aversivas às das pessoas, não por querer ser melhor, mas por raiva de as pessoas não pensarem plenamente nas coisas.

  • big bang:

    Como diz o ditado, toda unanimidade e burra, apesar q não se esta discutindo unanimidade. Geralmente a massa e manobrada de acordo com os interesses de poucos. Portanto e melhor ter sua propria opinião. MAs tb não se deve ser sempre “do contra”.

  • Christine:

    Na minha opinião somente pessoas realmente inteligentes não seguem a opinião da maioria..

  • Matreiro:

    Discordo dessa pesquisa! =P

  • gargwlas:

    ou seja.. uma psicologia reversa mais avançada… adorei a ideia.. muito util ao apresentar projetos novos ao chefe =D

  • Júlio César:

    Muito bom!

Deixe seu comentário!